Bobobo-bo Bo-bobo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bobobo-bo Bo-bobo
ボボボーボ・ボーボボ
(Bobobōbo Bōbobo)
Capa do primeiro volume de Bobobo-bo Bo-bobo publicado pela Shueisha
Gênero Ação, Comédia, Paródia
Mangá
Autor Yoshio Sawai
Editora(s) Japão Shueisha
Revista Weekly Shōnen Jump
Data de publicação Fevereiro de 2001 – 14 de Novembro de 2005
Volumes 21 (Lista de capítulos de Bobobo-bo Bo-bobo
Mangá
Shinsetsu Bobobo-bo Bo-bobo
Autor Yoshio Sawai
Editora(s) Japão Shueisha
Revista Weekly Shōnen Jump
Data de publicação 19 de Dezembro de 2005 – 2 de Julho de 2007
Volumes 7
Anime
Direção Hiroki Shibata
Estúdio Toei Animation
Exibição original 8 de Novembro de 2003 – 29 de Outubro de 2005
Emissoras de TV Japão TV Asahi
Emissoras lusófonas Brasil Cartoon Network (Adult Swim
Nº de episódios 76
Projeto Animangá  · Portal Animangá

Bobobo-bo Bo-bobo (ボボボーボ・ボーボボ, Bobobōbo Bōbobo?) é uma série em mangá desenhada por Yoshio Sawai. Houve uma continuação chamada Shinsetsu Bobobo-bo Bo-bobo (真説ボボボーボ・ボーボボ, Shinsetsu Bobobōbo Bōbobo?). Seu anime foi produzido em 2003, com 76 episódios.

História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Bobobo-bo.Bo-bobo[editar | editar código-fonte]

No ano de 300X, a sombra do maligno Império Maruhage pairava sobre o mundo. Comandados por Tsuru Tsururiina IV, seus soldados raspam o cabelo de todos sem piedade e as pessoas vivem com medo.

Mas eis que surge um herói para salvar as pessoas e seu cabelo, Bo-bobo. Quando criança, ele aprendeu a ouvir a voz do cabelo e aprendeu a controlar todos os pelos de seu corpo.

Utilizando o estilo Hanage Shinken (Punho Divino dos Pelos do Nariz) ele parte em sua aventura contra o Império Maruhage.

Shinsetsu Bobobo-bo.Bo-bobo[editar | editar código-fonte]

Graças à Bo-bobo e seus amigos o mundo é um lugar seguro para as pessoas e seus cabelos novamente.

Mas, exatamente quando se pensava que o mundo estava em paz eis que Tsuru Tsururiina III (ancestral de Tsururiina IV e que também foi derrotado por Bo-bobo) obtém um enorme poder e decide recuperar seu império. Agora com o Império Neo Maruhage ele forma o novo esquadrão de caça de cabelo, que é igual ao antigo, mas dessa vez as pessoas ganham uma tigela de Ramen quando tem o cabelo raspado. Agora, com o Shinsetsu Hanage Shinken Bo-bobo parte mais uma vez para salvar o mundo, ou enlouquecê-lo de vez.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Paródias[editar | editar código-fonte]

A série faz piada com vários mangás e animes, como Hokuto no Ken (de onde é tirado o nome do estilo de luta de Bo-bobo, entre outras coisas) Doraemon, Sailor Moon (e todo o gênero de garotas mágicas em geral), Pokémon, Naruto, Dragon Ball, Yu-Gi-Oh! e outros. Ela também faz piada dos típicos estereótipos da literatura japonesa e da cultura popular ocidental.

Outros desenhistas também ajudaram nas paródias. Como por exemplo, quando Bo-bobo invoca Yugi Mutou (de Yu-Gi-Oh!) do seu cabelo e ele invoca o deus egípcio Osíris (Dragão dos Céus Slifer como é conhecido no Brasil) para derrotar o inimigo.

Também, existem dois capítulos especiais de Bo-bobo fazendo paródia de outros mangás, um do capítulo 18 de Death Note, com direito a Don Patch como Light, Bo-bobo como Ryuk e Tokoro como L. O outro é uma reencenação da primeira luta entre Goku e Vegeta de Dragon Ball, com Don Patch como Vegeta e Tokoro como Goku.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Bobobo-bo Bo-bobo
  • Beauty
  • Don Patch
  • Heppokomaru
  • Dengaku Man
  • Softon
  • Tokoro Tennosuke
  • Gunkan
  • Hatenkou
  • Over
  • Suzu
  • Raisu
  • Tsuru Tsururiina IV
  • Tsuru Tsururiina III

Mangá[editar | editar código-fonte]

Bobobo-bo Bo-bobo foi publicado originalmente na revista japonesa Shonen Jump de 2001 à 2005. O mangá completo rendeu 21 volumes. Quanto a Shinsetsu Bobobo-bo Bo-bobo, ele começou a ser publicado na Shonen Jump em 2005 e teve seu primeiro tankōbon lançado em Julho.

Nos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Bobobo-bo Bo-bobo foi licenciado pela VIZ Media em 2005. Ao invés de publicar o mangá por completo, a VIZ optou por lançar apenas o volume 9 como sendo volume único. A desculpa foi de que estavam apenas testando o mercado. Até agora não se sabe nada quanto ao resto do mangá por lá.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Não há previsões para que nenhum dos dois mangás seja publicado no Brasil.

Anime[editar | editar código-fonte]

O anime estreou no Japão no dia 11 de Agosto de 2003 e terminou no dia 29 de Outubro de 2005. O anime foi cancelado aos 76 episódios, pois a associações de proteção à criança dizia que ele continha muita violência. Bobobo-bo Bo-bobo foi substituído pelo anime Demon Dragon of the Heavens Gaiking, que por sinal tem muito mais violência que Bo-bobo.

O anime foi produzido pela Toei Animation (Dragon Ball, Slam Dunk e outros), dirigido por Hiroki Shibata (Shouri Toushu, Sailor Moon S Movie: Hearts in Ice, Sailor Moon SuperS Movie: Black Dream Hole), trilha sonora de Koichiro Kameyama (Buzzer Beater, Coyote Ragtime Show, Ginban Kaleidoscope) e Character Design de Youichi Ohnishi (Kanon).

O anime também foi transmitido em Portugal pela SIC.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

  • Aberturas:
  1. "Wild Chalenger" (episódios 1 ao 32) cantada por Jindou
  2. "Baka Survivor" (episódios 33 ao 76) cantada por Ulfuls
  • Encerramentos:
  1. "Shiawase" (episódios 1 ao 19) cantada por Mani Iaba
  2. "Kirai Tune" (episódios 20 ao 32) cantada por FREENOTE
  3. "H.P.S.J." (episódios 33 ao 76) cantada por Mihimaru GT

Ligações externas[editar | editar código-fonte]