Bodh Gaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

24° 41' 43" N 84° 59' 38" E

Bodh Gaya
Skyline of Bodh Gaya, India.
Bodh Gaya
Área  km²
Fuso horário IST (UTC+5:30)
População
 - Densidade
30 883
 - /km²
Templo Mahabodhi, em Bodh Gaya
Commons
O Commons possui multimídias sobre Bodh Gaya

Bodh Gaya ou Bodhgaya é uma cidade do distrito de Gaya, no estado de Bihar, na Índia. Está localizada a 96 km da capital do estado de Bihar, Patna. Historicamente, era conhecida como Bodhimanda. O principal monastério de Bodhgaya era chamado Bodhimanda-vihara. É o local mais sagrado do budismo, pois teria sido o local onde o fundador da religião, Sidarta Gautama, teria criado a doutrina, por volta do século V a.C. Em 2002, o Complexo do Templo Mahabodhi de Bodh Gaya se tornou um Património Mundial segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

História[editar | editar código-fonte]

De acordo com a tradição budista, cerca de 500 a.C., o príncipe Siddhartha Gautama chegou à margem silvestre do Rio Falgu, próximo da cidade de Gaya. Ali, ele sentou em meditação debaixo de uma Árvore Bodhi (Ficus religiosa). Depois de 49 dias e de 49 noites em meditação, Siddhartha atingiu a iluminação e percebeu as questões que havia procurado. Após as sete semanas, ele viajou para Sarnath, onde ele começou a disseminar a religião que havia criado, o budismo.

Os discípulos de Siddhartha Gautama começaram a visitar os locais onde ele alcançou a iluminação durante a lua cheia do mês de Vaisakh (abril-maio), pelo calendário hindu. Através do tempo, o local ficou conhecido como Bodh Gaya, o dia da iluminação como Buddha Purnima e a árvore como Árvore Boddhi.

A história de Bogh Gaya é documentada por várias inscrições e pela descrição de peregrinos. Dentre essas descrições, estão as dos peregrinos chineses Faxian no século V e Xuanzang no século VII. A área foi o coração da civilização budista por séculos, até ser conquistada pelo exército turco no século XIII.

Templo Mahabodhi[editar | editar código-fonte]

O complexo contém o Templo Mahabodhi, com o Trono de Diamante (chamado Vajrasana) e a sagrada Árvore Bodhi. Essa árvore foi originalmente uma muda da árvore Sri Maha Bodhi em Sri Lanka, que cresceu de uma muda da original Árvore Bodhi.

Acredita-se que, 250 anos depois da iluminação de Buddha, o imperador Asoka tenha visitado Bodh Gaya. Ele é considerado o fundador do templo original Mahabodhi. Consistia em uma pirâmide alongada coroada por uma miniatura de uma estupa e um Chhaatravali na plataforma. As formas da pirâmide contém imagens de Buda em nichos. Alguns historiadores acreditam que o templo foi construído ou renovado no primeiro século da era cristã, durante o Império Kushana. Com o declínio subsequente do budismo na Índia, o templo foi abandonado e esquecido, tendo sido coberto por várias camadas de solo e areia.

O templo foi, mais tarde, restaurado por sir Alexander Cunningham como parte de seu trabalho pela British Archaeological Society no século XIX. Em 1883, Cunningham, junto com J. D. Beglar e Rajendralal Miitra, cuidadosamente escavou o local. Trabalhos de renovação extensiva foram feitos para restaurar Bodh Gaya à sua glória passada.

Outros Templos[editar | editar código-fonte]

Kittisirimegha, do Sri Lanka, contemporâneo de Samudragupta, ergueu, com a permissão de Samudragupta, um Sangharama próximo ao Mahabodhi-vihara, principalmente com o uso de monges cingaleses que foram cultuar a Árvore Bodhi. As circunstâncias em conexão com Sangharama são dadas por uma descrição de Hiouen Thsang. Foi provavelmente aqui que Buddhaghosa encontrou Revata, que o persuadiu a ir para o Ceilão.

Atualmente, muitos templos budistas e monastérios têm sido reconstruídos pelo povo budista de todo o mundo. Esses prédios refletem os estilos arquitetônicos e as decorações exteriores e interiores de seus respectivos países. A estátua de Buda no templo chinês tem duzentos anos e foi trazida da China. O templo japonês tem o formato de um pagode. O templo de Myanmar é também uma pagoda e é um remanescente de Pagan. O templo Thai tem um típico telhado curvado coberto com telhas de ouro. Dentro, o templo tem uma estátua de bronze de Buda. Próximo ao templo Thai, está uma estátua recente, de 25 metros, do Buda localizada num jardim que existe há cem anos. Os budistas tibetanos têm dois templos.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.