Bolacha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Biscoito tipo craker
Bolachas tipo cracker.

Bolacha é um alimento seco, de formato achatado, feito principalmente com massa de farinha ou de nozes moídas. Pode ser consumida de diversas formas, doce, com recheios, salgada, ou acompanhada de especiarias e/ou patês.[1] [2]

Origem[editar | editar código-fonte]

O termo bolacha tem origem na Holanda, e surgiu pela primeira vez em 1703, como forma de diferenciar as versões doces do alimento. [3] Em 1840, existiam somente duas versões de bolachas, e atualmente existem aproximadamente duzentos tipos diferentes espalhados pelo mundo. [4]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do país, a ANVISA, tanto biscoitos como bolachas podem se referir ao mesmo alimento. Ambos são produtos derivados da farinha, com a possibilidade de apresentarem coberturas, recheios, formatos e texturas diversas.[5] Apesar disso, há uma grande discussão no país sobre o uso correto entre o termo bolacha e biscoito para designar o alimento quando ele é doce e recheado. Estados como São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Amapá, se referem a versão recheada como bolacha, enquanto estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Ceará, se referem com o termo biscoito. [6]

O país é extremamente dividido no uso de ambos os termos, chegando a ser alvo de rivalidade o uso de uma ou outra forma. Cerca de 110,3 milhões de pessoas do país, levando em conta a população por estados, usa o termo bolacha, e cerca de 99,1 milhões de pessoas se refere ao alimento como biscoito. [7]

O Brasil é o segundo maior produtor de bolachas do mundo. Em 2012, mais de 1.250 milhões de toneladas foram produzidas, exportando cerca de 52 mil toneladas. Os principais países de destino das exportações são Angola, Paraguai, Argentina, Uruguai e Estados Unidos. Juntos, são responsáveis por aproximadamente 37 mil toneladas dos 52 mil totais. [8] Importando, por sua vez, além de Argentina e Uruguai, entre os cinco principais países de origem, o Brasil também importa de Polônia, Colômbia e Dinamarca. [9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Do grão à farinha: história da bolacha bebe.abril.com.br. Visitado em 29 de setembro de 2012.
  2. Você sabe como surgiu o biscoito? E como sua produção foi iniciada no Brasil? Descubra! Nestlé. Visitado em 29 de setembro de 2012.
  3. Uma Delícia Para os Deuses! canalkids.com.br. Visitado em 19 de janeiro de 2014.
  4. Piraquê: Dicas e Curiosidades - A História do Biscoito piraque.com.br. Visitado em 19 de janeiro de 2014.
  5. Regulamento técnico para produtos de cereais, amidos, farinhas e farelos anvisa.gov.br. Visitado em 19 de janeiro de 2014.
  6. Infográfico: Bolacha x Biscoito Revista Superinteressante (14/04/2014). Visitado em 19/10/2014.
  7. Infográfico: Bolacha x Biscoito Revista Superinteressante (14/04/2014). Visitado em 19/10/2014.
  8. ANIB: Dados estatísticos anib.com.br. Visitado em 19 de janeiro de 2014.
  9. ANIB: Exportação e Importação anib.com.br. Visitado em 19 de janeiro de 2014.