Bolinha (apresentador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Édson Cabariti
Nascimento 16 de julho de 1936
Araçatuba, SP
Morte 1 de julho de 1998 (61 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasil brasileiro

Édson Cabariti[1] (Araçatuba, 16 de julho de 1936São Paulo, 1 de julho de 1998), mais conhecido artisticamente como Bolinha, foi um radialista e apresentador brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início na TV[editar | editar código-fonte]

Filho de imigrantes sírios, Bolinha começou a carreira como locutor esportivo, depois de fazer bicos como feirante, engraxate e balconista. Na TV Excelsior, Bolinha começou como o responsável pelos flashes esportivos do programa Últimas Notícias. A estreia como apresentador de programa de auditório aconteceu quase por acaso, em janeiro de 1967. Convocado a substituir o apresentador Chacrinha, que havia se desentendido com os diretores da emissora, Bolinha não apenas levou o programa adiante, como aumentou o seu Ibope. Revelou muitos talentos, dentre eles, Eneida Laís, Margareth, Ítalo Ayala e Jarbas Piccioli, cantores de altíssima qualidade. (fonte: Vídeos no Youtube)

Clube do Bolinha[editar | editar código-fonte]

Édson Cury ficou conhecido mesmo com o Clube do Bolinha, programa que ficou no ar por 20 anos na TV Bandeirantes, (1974-1994) alcançou oito pontos no Ibope e era um dos líderes de audiência da emissora. Uma marca registrada do programa eram as bailarinas, chamadas carinhosamente de "boletes", e o quadro "Eles e Elas", em que transformistas e travestis se apresentavam. Vários artistas como Alan & Aladim, Leandro & Leonardo e Arnaldo Antunes, mesmo depois de famosos, foram ao seu programa agradecer o apoio ao início de suas carreiras. Curiosidades: Um dos fatos mais marcantes em toda a trajetória do apresentador, fato este que ele sempre fazia questão de ressaltar, foi sobre o cantor Paulo Sérgio. No dia 27 de julho de 1980, Paulo Sérgio fez no programa do Bolinha, aquela que seria sua última apresentação na televisão. Horas após deixar os estúdios da TV Bandeirantes em São Paulo, o cantor sofreria um derrame cerebral e viria a falecer no dia 29 de julho de 1980.

Seu elenco de boletes também era composto por ex-chacretes.

Lista de algumas Boletes: Zulu, Tânia Bang Bang (Tânia Bang Bang era secretaria pessoal e assistente de produção musical do Clube do Bolinha, e era casada com o cantor Antônio Luiz que também fazia às vezes de assessor nas viagens da Caravana do Bolinha), Telma, Edna Poncell, Delma, Inês, Valquíria, Norman, Raquel, Sonia Lírio, Sônia Rangel, Isná, Gracinha Japão, Eduarda, Carla, Audrey, Sandra Lee, Silvana, Míriam Bianchi, Rose Cleópatra, Ana Maria, Marta Martin, Verônica, Leda Zepellin, Índia Amazonense, Laura, Júlia, Gina Tropical, Neide, Sandra Janete, Olívia, Fábia, Lúcia, Vanderléia, Beth Balanço, Beth Gazeta, Beth Coqueiro, Iris, Renata, Solange, Marli Bang Bang, Iara, Sônia Brasil, Paola, Prisclila, Silvana, Érica, Thais, Kelly, Valéria, Rita, Teca, Baby, Marta, Charlene, Regiane. Tânia, Moara, Samantha, Marcela, Loraina. Em meados do anos 2010/11 Vitória Cury,filha do apresentador Bolinha reúne documentações e conteúdo diversos e lança projeto para criação do Instituto Edson Bolinha Cury . Em 2013 radialista e Jornalista Edson Xavier,conhecido como Ligeirinho do rádio lança Programa Clube do Bolinha na Rádio Integração FM 87,5 ,primeira e única emissora de rádio comunitária oficial localizada no bairro de São Miguel paulista,sp.

Morte[editar | editar código-fonte]

O apresentador morreu às 2h30 do dia 1º de julho de 1998, aos 61 anos, vítima de câncer no aparelho digestivo, exatamente 15 dias antes de completar o 62º aniversário. Estava internado no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, para tratamento da doença, que havia sido descoberta três anos antes de sua morte. Nos seis meses antes de falecer, a doença do apresentador tinha-se agravado. Bolinha foi sepultado no cemitério do Paquetá, na cidade de Santos.

Referências

  1. Registrado no nascimento Édson Cabariti, ele adotou o nome artístico Édson Cury pois, segundo ele, seu verdadeiro nome não soava bem no rádio.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]