Bom Dia Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2011).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Bom Dia Brasil
Logotipo do telejornal
Informação geral
Formato Telejornal
Duração 70 minutos (com intervalos)
Criador(es) Central Globo de Jornalismo
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Ali Kamel(DGJE)
Silvia Faria(CGJ)
Apresentador(es) Oficiais:
Chico Pinheiro (desde 2011)
Ana Paula Araújo (desde 2013)
Eventuais:
Alexandre Garcia
Giuliana Morrone
Rodrigo Bocardi
Elenco Comentaristas:
Rodrigo Bocardi (São Paulo)
Giuliana Morrone (Brasília)
Renato Machado (Londres)
Márcio Gomes (Tóquio)
Luís Ernesto Lacombe (Esportes)
Renata Lo Prete (Política)
Miriam Leitão (Economia)
Alexandre Garcia (Segurança Pública)
Previsão do Tempo:
Maria Júlia Coutinho (oficial)
Eliana Marques (eventual)
Izabella Camargo (eventual)
Tema de abertura Instrumental
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 3 de janeiro de 1983 (31 anos)
N.º de temporadas 31
Cronologia
Programas relacionados Jornal Hoje
Jornal Nacional
Jornal da Globo

Bom Dia Brasil[1] é um telejornal brasileiro produzido e exibido pela Rede Globo desde 3 de janeiro de 1983, sendo transmitido de estúdios de todo Brasil, mas com a presença dos apresentadores principais. No início o telejornal era essencialmente político e econômico e não dava vez para outros assuntos. Raramente eram dadas notícias de outros estados brasileiros. Esse foi o formato do Bom Dia até 29 de março de 1996 que era transmitido de Brasília. Três dias depois, em 1 de abril de 1996, estreava o "novo" Bom Dia Brasil, totalmente reformulado. A apresentação era de Renato Machado e Leilane Neubarth no RJ, Chico Pinheiro em SP e Carlos Monforte em Brasília.

São mostradas as notícias da madrugada, a repercussão dos fatos do dia anterior no Brasil e no Mundo, com a análise de comentaristas, e a agenda de acontecimentos para o dia, além de eventuais entrevistas ao vivo. O telejornal também abre espaço para assuntos que dizem mais respeito ao dia-a-dia do cidadão brasileiro.

O programa é atualmente apresentado por Chico Pinheiro e Ana Paula Araújo [2] com Giuliana Morrone, Renato Machado e Rodrigo Bocardi (respectivamente de Brasília, Londres e São Paulo), além dos comentários de Alexandre Garcia, na Segurança Pública[3] ; Miriam Leitão na economia[4] ; Renata Lo Prete na Política[5] ; Luís Ernesto Lacombe no esporte ou eventualmente Cristiane Dias ou Fernanda Gentil ou Carlos Gil e Maria Júlia Coutinho na previsão do tempo ou eventualmente Isabela Camargo

No dia 02 de dezembro de 2013 o telejornal começou a ser exibido em HD (alta definição)

Histórico de apresentadores[editar | editar código-fonte]

Desde 1983, vários apresentadores já passaram pelo jornal; Carlos Monforte comandou a primeira edição do Bom Dia, em 3 de janeiro de 1983.[6]

Um ano depois, a apresentação, além de Carlos Monforte, ficou também com Álvaro Pereira.

Em maio de 1989 houve uma mudança no quadro de âncoras dos telejornais da Globo. Mas, apesar disso, não houve mudanças significativas no Bom Dia Brasil: somente a adesão de Rodolfo Gamberini à equipe de apresentadores do jornal. Ficou assim até 1991, quando Monforte se tornou repórter especial do Jornal da Globo. Em 1991, Antônio Augusto assume o Bom Dia.

Três anos depois, em 1994, Antônio foi substituído por Luiz Carlos Braga. Com as mudanças do telejornalismo da Rede Globo, Braga teve seu posto assumido por Renato Machado e Leilane Neubarth, com a participação de Chico Pinheiro de São Paulo e Carlos Monforte de Brasília. No final da década de 90, Monforte saiu da TV Globo e, em seu lugar, assumiu a repórter Claúdia Bomtempo, nos estúdios de Brasília. Na mesma época, em 1998, Chico Pinheiro deixava o Bom Dia para se dedicar ao SPTV e, em seu lugar, entrou Carlos Nascimento. Carlos foi transferido para o Jornal Hoje em 1999 e, em seu lugar, entrou Mônica Waldvogel, que deixou a globo no ano seguinte, sendo substituída por José Roberto Burnier [7] , que logo deu lugar à Mariana Godoy. Em dezembro de 2002 Leilane passou a ser repórter do Fantástico [8] , e Renata Vasconcellos, que trabalhava na Globo News, passou a ser a nova dupla de Renato Machado. Em junho de 2006, quando o telejornal iniciava oficialmente sua cobertura da Copa do Mundo da Alemanha, o Bom Dia Brasil ganhou novo cenário, mais ampliado, e nova vinheta. Isso aconteceu na mesma semana da abertura oficial do Mundial. Em 2009, a apresentação dos estúdios de Brasília mudou novamente: Zileide Silva substituiu Claúdia Bomtempo, que voltou para as reportagens.

Em 2010, Mariana Godoy foi transferida para o Jornal das Dez, da Globo News, e Carla Vilhena entrou em seu lugar. Isto aconteceu no mês de abril. Em setembro de 2011, Renato Machado passa a ser correspondente especial do Bom Dia Brasil em Londres e, em seu lugar, retorna Chico Pinheiro, após 13 anos como âncora do SPTV.[9] .

Em outubro de 2013, Renata Vasconcellos deixou, depois de 11 anos, o programa para integrar no Fantástico e a Ana Paula Araújo ficará no lugar da Renata do programa[10] . ainda em 2013, Giuliana Morrone e Rodrigo Bocardi respectivamente foram substitutos em Brasília e São Paulo: Zileide Silva e Carla Vilhena.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]