Bom Jardim da Serra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bom Jardim da Serra
Bandeira de Bom Jardim da Serra
Brasão de Bom Jardim da Serra
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de março
Fundação 29 de janeiro de 1967 (47 anos)
Gentílico bom-jardinense[1]
Prefeito(a) Edelvanio Nunes Topanoti (PSDB)
(2009–2012)
Localização
Localização de Bom Jardim da Serra
Localização de Bom Jardim da Serra em Santa Catarina
Bom Jardim da Serra está localizado em: Brasil
Bom Jardim da Serra
Localização de Bom Jardim da Serra no Brasil
28° 20' 13" S 49° 37' 30" O28° 20' 13" S 49° 37' 30" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Serrana IBGE/2008 [2]
Microrregião Campos de Lages IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes São Joaquim, Urubici, Orleans, Lauro Müller, Treviso, Siderópolis e São José dos Ausentes (RS)
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 935,177 km² [3]
População 4 400 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 4,7 hab./km²
Altitude 1.245 m
Clima Subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,758 alto PNUD/2000 [5]
PIB R$ 49 846,009 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 11 435,19 IBGE/2008[6]
Página oficial

Bom Jardim da Serra é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 28º20'13" sul e a uma longitude 49º37'29" oeste, estando a uma altitude de 1.245 metros. Sua população estimada em 2004 era de 4 041 habitantes.

Localizada a 1.245 metros acima do nível do mar, Bom Jardim da Serra tem 4.300 habitantes das mais variadas origens, onde predominam os descendentes de portugueses, italianos e espanhóis que se dedicam ao cultivo da maçã e de batatas, e tem na pecuária uma grande força no comércio da região. É neste município que se localiza o Mirante da Serra do Rio do Rastro que oferece uma vista pelas planícies catarinenses e ao fundo pelo Litoral do estado.

Durante o inverno, há a possibilidade de neve na região.

Rotas

História[editar | editar código-fonte]

Bom Jardim da Serra tem suas origens no início do século XVIII, época em que os tropeiros do sul do país, principalmente do Rio Grande do Sul, viajavam para o Estado de São Paulo com a finalidade de levar suas mercadorias, para vendê-las ou trocá-las, e trazer itens não existentes em suas regiões de origem. Geralmente levavam charque, couro, queijo, sebo, pinhão, gado, cavalos, suínos e muares, e traziam de volta tecidos, sal, farinha de mandioca, açúcar, arroz, querosene, munições e armas.

Por serem suas viagens extremamente longas, costumavam descansar sua tropa de mulas e os condutores em locais já pré determinados. Como Bom Jardim da Serra ficava no topo da Serra do Rio do Rastro, cuja descida era extremamente penosa e perigosa, já que muitas mulas caiam nas ribanceiras, morrendo e perdendo suas preciosas cargas, aqui os tropeiros acampavam para recobrar suas forças e preparar-se para a descida que chegava a durar de 2 a 5 dias, dependendo do clima. Esse acampamento, com o tempo, tornou-se um pequeno vilarejo, que progrediu com o comércio, já que passou a ser parada obrigatória para aqueles que demandavam o litoral com destino ao Estado de São Paulo.

Essas tropas tinham quase sempre o destino de Piracicaba e Sorocaba, praças que ofereciam praticamente tudo que os tropeiros desejavam para trazer de volta para suas cidades.

Com a grande procura por madeira, e possuindo a região de Bom Jardim da Serra grandes áreas de araucária nativa, a partir de 1949 e até por volta de 1967, houve um afluxo muito grande de madeireiras que aqui montaram suas serrarias, retirando milhares de metros cúbicos de madeira por dia.

Durante esse período criou-se um grande número de empregos e o comércio da cidade cresceu enormemente, impulsionado pelo volume de dinheiro que circulava em todos os setores. Bom Jardim da Serra recebeu status de município pela lei estadual nº 1052 de 26 de janeiro de 1967, com território desmembrado de São Joaquim.[7]

Entretanto, como toda extração não controlada, nesse espaço de tempo praticamente extinguiram-se as matas de araucária natural, passando os campos a serem simplesmente áreas descampadas. É claro que as serrarias, como sempre, são nômades, e assim que a madeira escasseou, foram-se embora, deixando um vasto número de desempregados, e o comércio à beira da falência (muitos faliram mesmo).

Com a volúpia do ganho imediato, os proprietários de terras não se preocuparam em replantar as áreas desmatadas, e também não investiram no comércio local, preferindo a aquisição de bens móveis ou mesmo outras propriedades. Com isso o comércio local definhou e hoje é um simples arremedo daquele de outrora.

Todo terreno da região do planalto serrano é rochoso, dificultando a cultura da maioria das espécies de agricultura. O solo presta-se ao plantio de capim para pastagem.

Alguns pequenos agricultores, após verificar a viabilidade da plantação de maçã em outras áreas do planalto, decidiram se dedicar a essa variedade de agricultura. Hoje, a maçã é o produto de maior produção e comercialização de Bom Jardim da Serra.

A pecuária vem em segundo lugar. Outra modalidade de plantação que tem sido bastante difundida é a da batata.[8]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Placa indicando investimento do governo na cidade

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A principal rodovia de Bom Jardim da Serra é a SC-390 (antiga SC-438). A rodovia liga a cidade até Lauro Muller (sentido leste) e São Joaquim (ao oeste). No sentido leste encontra-se o Mirante da Serra do Rio do Rastro, que sempre atrai visitantes durante o ano.

Está sendo pavimentada a rodovia BJ-050, conhecida como Rota dos Cânions que ligará Bom Jardim da Serra até São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul. Esta rodovia faz parte do plano turístico de integração turística da Serra Gaúcha e Catarinense.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Histórico de Bom Jardim da Serra no site do IBGE
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. Bom Jardim da Serra Santa Catarina - SC Histórico. IBGE (24/08/2004). Página visitada em 07/05/2013.
  8. História. rodromano.com.br / Usuário(a):Rod Romano: [1] (2005). Página visitada em 07/05/2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.