Borderô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto (desde abril de 2014).

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e dire(c)ta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

Borderô é o documento onde são relacionados os cheques pré-datados e/ou duplicatas que foram negociados com a empresa de factoring e bancos.

No borderô de Cheques ou duplicatas, é informado o valor pago por cada cheque pré-datado ou duplicata, além de todas as demais condições da operação. O borderô de Cheques ou duplicatas deve ser arquivado pelo comerciante como documento que demonstra quais cheques ou duplicatas foram negociados com a Factoring, enquanto ainda houver cheques para serem depositados e duplicatas a vencer.

O borderô de duplicatas, na visão da Instituição Financeira (banco), é a autorização expressa, datada e assinada, dada por pessoa física ou pessoa jurídica para o pagamento de duplicatas relacionadas no documento.

Um bom exemplo de borderô de duplicatas de pessoa física é o atual DDA, que utiliza a lógica da autorização de pagamento de diversos títulos de uma só vez, agregando alguns critérios específicos, como data de vencimento.


Um Borderô também é comumente utilizado no pagamentos de obrigações fiscais (impostos) à Secretaria da Fazenda Municipal ou Federal.