Brahmagupta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brahmagupta
Nascimento 589
Bhinmal, Rajastão
Morte 668 (79 anos)
Nacionalidade indiano
Ocupação matemático, astrônomo
Prova do teorema de Brahmagupta.

Brahmagupta (em sânscrito: ब्रह्मगुप्त; Loudspeaker.svg? ouça) (Bhinmal, Rajastão, 589668) foi um matemático e astrônomo da Índia.[1]

Morou a maior parte de sua vida em Bhillamala (atual Bhinmal) no império de Harsha. Como resultado, Brahmagupta é frequentemente referido como Bhillamalacarya, "o professor de Bhillamala Bhinmal". Foi o líder do observatório astronômico em Ujjain, e durante seu período lá escreveu quatro textos sobre matemática e astronomia: Brahmasphutasiddhanta, Cadamekela, Durkeamynarda e Khandakhadyaka.[1]

Brahmagupta é considerado o pai da aritmética, da álgebra e da análise numérica. A aritmética moderna usada atualmente espalhou-se pela Índia e Arábia e então para a Europa. Inicialmente, era conhecida como Al Hind em língua árabe e De Numero Indorum em latim. De Numero Indorum significa "método dos indianos" e tornou-se a aritmética em uso substituindo os numerais romanos e os métodos baseados em ábaco. A adição, subtração, divisão e outras operações fundamentais usando numerais árabes apareceram em Brahmasputha Siddhanta.

Ilustração da fórmula de Brahmagupta.

Seu trabalho teve impacto significativo nas construções matemáticas. Brahmagupta popularizou o conceito do zero, e definiu regras para a aritmética com números negativos e com o zero, que são próximas ao entendimento atual da matemática moderna. A maior divergência é que Brahmagupta tentou definir a divisão por zero, uma situação considerada inexistente na matemática moderna. Sua definição de zero como um número era acurada exceto que ele considerava 0/0 igual a 0, sendo que considera-se atualmente que essa quantidade não pode ser definida.

Em 628, Brahmagupta forneceu a primeira solução geral para a equação quadrática:[2]

ax^2+bx=c

Que é equivalente a:

x = \frac{\sqrt{4ac+b^2}-b}{2a}

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Boyer, Carl B. A History of Mathematics (em inglês). 2 ed. [S.l.]: John Wiley & Sons, Inc, 1991. ISBN 0-471-54397-7
  • Cooke, Roger. The History of Mathematics: A Brief Course (em inglês). [S.l.]: Wiley-Interscience, 1997. ISBN 0-471-18082-3
  • Joseph, George G. The Crest of the Peacock (em inglês). Princeton, NJ: Princeton University Press, 2000. ISBN 0-691-00659-8
  • Magill, Frank N; Aves, Alison. Dictionary of World Biography (em inglês). [S.l.]: Routledge, 1998. 1000 p. vol. 2. ISBN 9781579580414 Página visitada em 20 de agosto de 2014.
  • Plofker, Kim. The Mathematics of Egypt, Mesopotamia, China, India, and Islam: A Sourcebook (em inglês). [S.l.]: Princeton University Press, 2007. Capítulo: Mathematics in India. , ISBN 978-0-691-11485-9
  • Stillwell, John. Mathematics and its History (em inglês). 2 ed. [S.l.]: Springer Science + Business Media Inc., 2004. ISBN 0-387-95336-1
Ícone de esboço Este artigo sobre um cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.