Branca de Castela (1315-1375)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Março de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Branca de Castela nasceu em 1315, sendo filha de Pedro, infante de Castela (filho de Sancho IV de Castela e de Maria de Molina) e de Maria, infanta de Aragão (filha de Jaime II de Aragão e de Branca de Anjou). Por isto, logo se vê que Branca era prima do infante D. Pedro de Portugal, que era filho de Beatriz de Castela, também ela filha de Sancho IV de Castela e de Maria de Molina, de Inês de Castro, bisneta por via ilegítima de Sancho IV de Castela, e de Constança Manuel, visto ser filha de Constança de Aragão, irmã da mãe de Branca.

Branca casou-se com o infante D. Pedro de Portugal, futuro D. Pedro I de Portugal, em 1328, em consequência do acordo entre Afonso IV de Portugal e Afonso XI de Castela, casando este última com a filha do primeiro, Maria de Portugal. Porém, Branca foi repudiada no ano seguinte, devido a ter debilidades físicas e mentais.

Branca foi mandada para o Mosteiro de Las Huelgas, em Burgos, do qual veio a ser abadessa. Veio a falecer nesse mesmo mosteiro em 1375.