Branded entertainment

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Branded entertainment, também conhecido por branded content, advertainment e conteúdo de marca, é uma poderosa ferramenta de comunicação publicitária, que conjuga o entretenimento com uma marca num determinado formato, quer seja para TV, rádio, mídia impressa, internet, eventos ou espectáculos.1

O objetivo principal é dar às marcas a oportunidade de promoverem a sua identidade, os seus produtos ou os seus serviços, junto dos seus públicos-alvo de um modo direcionado e impactante. Combinando o conteúdo dos formatos com os objetivos das marcas, o branded content cria e estimula laços entre as empresas e os consumidores, ativando a comunicação através do entretenimento. É uma forma de acabar com a divisão entre o comercial e o entretenimento.

O branded entertainment, por meio de uma interação direta com o consumidor, foge das formas tradicionais da publicidade. As vantagens desta inovadora ferramenta são que o consumidor tem total controle sobre sua experiência com a marca. E, por apresentar uma carga emocional muito mais intensa do que as tradicionais, o branded content faz com que a marca permaneça por muito mais tempo na mente do consumidor e quase sempre de uma maneira positiva. Ao contrário da publicidade, que é intromissiva e que não é buscada pelo público, o branded content é o protagonista de seu show, o conteúdo em si é baseado na marca. Assim, passa a existir uma demanda por este conteúdo da marca.

A relação marca-consumidor é fortalecida, mantendo-se em um nível alto de consideração e fidelidade. É também uma forma de se diferenciar e sobressair em relação às outras marcas, altamente eficaz para marcas novas no mercado. Alinha-se os valores da marca aos do consumidor e, a partir disto, faz a escolha dos canais de comunicação mais interessantes para o público alvo. Como disse Adir Assad, "O Branded Entertainment gera o share of heart", contrapondo-se ao conceito de share of mind gerado pela propaganda convencional.2 Chris Hackley afirmou: “Os produtos já não são simplesmente 'colocados'. Eles são transformados em conteúdo de entretenimento abrindo caminho para o possível estabelecimento de uma ligação emocional mais forte com o consumidor”.3

Não devemos, entretanto, confundir o branded content com estratégias de marchandising, nas quais a marca apenas patrocina o conteúdo.1 Muitos confundem branded entertainment com, por exemplo, o product placement, onde um determinado produto ou serviço surge integrado no contexto do conteúdo. Um exemplo de sucesso de product placement seria da marca Wilson no filme Náufrago.

Referências

  1. a b Branded Content - o que é?
  2. Branded entertainment
  3. HACKLEY, Chris. “Branded Entertainment - Product Placement and Brand Strategy in the Entertainment Business”, 2008: International Journal of Advertising, Vol. 27, Issue 5, p. 924-925