Brasão de armas da Grécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coat of arms of Greece.svg

O Brasão de armas da Grécia (grego: Εθνόσημο της Ελλάδας) consiste num escudo azul com uma cruz branca totalmente cercada por dois ramos de louro. O emblema é pintado ou tecido, principalmente sobre os chapéus, uniformes e botões dos militares, das forças de segurança, etc.

História[editar | editar código-fonte]

O emblema nacional grego foi previsto pela Constituição de Epidauros de 1 de Janeiro de 1822 e foi estabelecido por decreto em 15 de Março do mesmo ano.

Desde que foi criado o primeiro emblema, ele foi sofrendo muitas mudanças na forma e no design, principalmente devido a mudanças de regime. O original retratava a deusa Atena e uma coruja. No momento da Capodistrias, o primeiro primeiro-ministro da Grécia moderna, a Phoenix, o símbolo do renascimento, foi adicionado ao emblema. Durante o reinado do Rei bávaro Otto da Grécia, o brasão real de armas, coroado com dois leões segurando o escudo com a coroa real, tornou-se o símbolo nacional do país. Com a chegada do rei Jorge I da Grécia, o brasão de armas foi substituído e inspirado na versão dinamarquesa. Após a Grécia tornar-se uma república em 1924, o emblema nacional consistia numa simples cruz branca sobre um escudo azul. As armas reais retornaram com a restauração da monarquia, em 1935 e foram utilizados até 1973, quando o então dirigente da junta militar aboliu a monarquia grega.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.