Brasil na Copa do Mundo FIFA de 2006

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Brasil na Copa do Mundo FIFA de 2006 manteve a situação de único país a participar de todas as edições do torneio da FIFA. A edição de 2006 do torneio marcou a décima-oitava vez que a Seleção Brasileira de Futebol participou da Copa do Mundo FIFA e a quinta vez em que defendeu o título de campeã.

Resultados das eliminatórias
7 de setembro de 2003 COL : BRA 1:2
10 de setembro de 2003 BRA : EQU 1:0
16 de novembro de 2003 PER : BRA 1:1
19 de novembro de 2003 BRA : URU 3:3
31 de março de 2004 PAR : BRA 0:0
2 de junho de 2004 BRA : ARG 3:1
6 de junho de 2004 CHI : BRA 1:1
5 de setembro de 2004 BRA : BOL 3:1
9 de outubro de 2004 VEN : BRA 2:5
13 de outubro de 2004 BRA : COL 0:0
17 de novembro de 2004 EQU : BRA 1:0
27 de março de 2005 BRA : PER 1:0
30 de março de 2005 URU : BRA 1:1
4 de junho de 2005 BRA : PAR 4:1
7 de junho de 2005 ARG : BRA 3:1
3 de setembro de 2005 BRA : CHI 5:0
8 de outubro de 2005 BOL : BRA 1:1
11 de outubro de 2005 BRA : VEN 3:0

Preparação para a Copa[editar | editar código-fonte]

Perspectiva de Weggis (SUI).

No mês anterior à competição, a Seleção Brasileira ficou hospedada na pequena cidade de Weggis, na Suíça, no luxuoso Weggis Park Hotel e treinando no Thermoplan Arena. A ideia é fazer uma aclimatação e concentração para a disputa, num ambiente o mais tranquilo possível. A preparação, a qual começou em 22 de maio, foi até 4 de junho de 2006. Durante esse período, o Brasil fez duas partidas amistosas - uma contra o time sub-20 do Fluminense, no dia 28 de maio, no qual ganhou de 13-1, e outra contra o time da Lucerna, um clube suíço que acabara de vencer a segunda divisão, ganhando por 8-0.

Também durante a estadia em Weggis a Seleção acabou tendo um corte por lesão. O jogador Edmílson durante o amistoso contra Lucerna teve uma ruptura no menisco do joelho direito, e foi substituído por Mineiro, do São Paulo.[1]

Ao sair de Weggis em 4 de Junho o Brasil se dirigiu para Königstein, onde participou de um amistoso com a Nova Zelândia, que venceu de 4-0. A seleção ficou em Königstein até o início do torneio.

A lista dos que poderiam a qualquer momento ser convocados para a copa era imprensa. Contava com nomes como Maicon, Marcos (que não foi devido à sua lesão pelo SE Palmeiras, tendo Júlio César em seu lugar), Roque Júnior, Júlio Baptista, Renato, Mineiro (que foi convocado de última hora devido à lesão de Edmílson), Hélton e Doni.

Campanha[editar | editar código-fonte]

Fachada enfeitada para a Copa em Salvador.
Torcedores brasileiros na Alemanha.

Na estreia na Copa do Mundo FIFA de 2006, a seleção brasileira jogou contra a seleção da Croácia, e mesmo não demonstrando todas as habilidades dos jogadores brasileiros conseguiu ganhar por 1 a 0. Em seu segundo jogo, contra a Austrália, ganhou de 2 a 0, com os dois gols no segundo período. No jogo contra o Japão, mesmo tendo saído atrás no placar, com um gol da seleção japonesa aos 33 minutos do primeiro tempo, a seleção brasileira conseguiu empatar com um gol de cabeça de Ronaldo quase aos 46 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, os gols saíram com naturalidade e a goleada foi completada por Juninho Pernambucano, Gilberto e novamente Ronaldo. Com a vitória garantida, Carlos Alberto Parreira promoveu as entradas de Ricardinho, Zé Roberto e do goleiro Rogério Ceni.

Já na segunda fase, nas oitavas-de-final ganhou de Gana por 3x0. Porém, jogando contra a França, nas quartas-de-final, perdeu por 1 a 0, demonstrando um futebol considerado por grande parte dos torcedores e críticos de futebol, inferior ao que se esperava de uma seleção composta por boa parte dos maiores jogadores do mundo. Muitos reclamaram do fraco empenho, da apatia e falta de "raça" que alguns jogadores teriam demonstrado durante o jogo.

Eliminatórias[editar | editar código-fonte]

O Brasil classificou-se para a Copa do Mundo FIFA de 2006 com certa tranquilidade, comparado à campanha das eliminatórias de quatro anos antes. Desta forma, a seleção que já foi 5 vezes campeã mundial continua a ser a única a participar de todas as edições de Copa do Mundo. Esta foi a primeira vez que o campeão em título teve de passar pelas eliminatórias.

As eliminatórias sul-americanas, que repetiram a fórmula do turno e returno criada para a Copa de 2002, viram uma classificação sem maiores dificuldades para Brasil e Argentina, enquanto Equador, Paraguai, Uruguai, Colômbia e Chile brigavam pelas duas vagas restantes. Com tropeços argentinos nas últimas rodadas, o Brasil assumiu, na última partida a liderança e o título simbólico das eliminatórias.

Participação brasileira em outras equipes[editar | editar código-fonte]

Nesta edição da copa, o Brasil também teve representantes em diversas outras seleções classificadas para a fase final. Os treinadores das seleções da Arábia Saudita, Costa Rica, Portugal e Japão são brasileiros, bem como integrantes dos elencos da Espanha, Portugal, Tunísia (2), Japão e México.

Sorteio das chaves[editar | editar código-fonte]

Tradicionalmente, o país-sede, nesse caso a Alemanha fica como cabeça-de-chave no Grupo A. Para evitar um possível confronto com o Brasil antes da final, a FIFA alocou em 6 de dezembro o campeão da edição anterior como cabeça-de-chave do Grupo F. Os outros adversários do Brasil na primeira fase, pela ordem, são Croácia, Austrália e Japão.

Histórico de confrontos[editar | editar código-fonte]

A equipe brasileira nunca enfrentou nenhum de seus adversários da primeira fase anteriormente em disputas de Copa do Mundo, mas outras partidas, tanto oficiais como amistosas, aconteceram. O histórico dessas partidas até, mas sem incluir, a Copa do Mundo de 2006 é o seguinte:

Oponente J V E D GP GC Primeira partida Última partida
Croácia 1 0 1 0 1 1 1x1 (17 Agosto 2005 em Poljud, Split, CRO) 1x1 (17 Agosto 2005 em Poljud, Split, CRO)
Austrália 5 3 1 1 9 1 1x0 (7 Julho 1988 no Melbourne Cricket Grd, Melbourne, AUS) 0x1 (9 Junho 2001 no Estádio Munsu Cup, Ulsan, COR)
Japão 7 5 2 0 16 3 1x0 (23 Julho 1989 no Est. São Januário, Rio de Janeiro, BRA) 2x2 (22 Junho 2005 no RheinEnergieStadion, Colônia, ALE)
Fonte: [1]

Escalação[editar | editar código-fonte]

Soccer.Field Transparant.png

Dida
# 1
Cafu
# 2
Lúcio
# 3
Juan
# 4
R. Carlos
# 6
Emerson
# 5
Ronaldinho
# 10
Kaká
# 8
Zé Roberto
# 11
Ronaldo
# 9
Adriano
# 7
Número / Nome Clube Data Nasc. J Gols CA CV
Goleiros
1  Dida  Itália Milan 10.07.1973 5 0 0 0
12  Rogério Ceni  Brasil São Paulo 22.01.1973 1 0 0 0
22  Júlio César  Itália Internazionale 03.09.1979 0 0 0 0
Defensores
2  Cafu  Itália Milan 07.06.1970 4 0 2 0
3  Lúcio  Alemanha Ocidental Bayern de Munique 08.05.1978 5 0 1 0
4  Juan  Alemanha Ocidental Bayer Leverkusen 01.02.1979 5 0 2 0
6  Roberto Carlos  Espanha Real Madrid 10.04.1973 4 0 0 0
13  Cicinho  Espanha Real Madrid 24.06.1980 2 0 0 0
14  Luisão  Portugal Benfica 13.02.1981 0 0 0 0
15  Cris  França Lyon 03.06.1977 0 0 0 0
16  Gilberto  Alemanha Ocidental Hertha Berlim 25.04.1976 1 1 1 0
Meias
5  Emerson  Itália Juventus 04.04.1976 3 0 1 0
8  Kaká  Itália Milan 22.04.1982 5 1 0 0
10  Ronaldinho Gaúcho  Espanha Barcelona 21.03.1980 5 0 0 0
11  Zé Roberto  Alemanha Ocidental Bayern de Munique 06.07.1974 5 1 0 0
17  Gilberto Silva  Inglaterra Arsenal 07.10.1976 4 0 0 0
18  Mineiro 1  Brasil São Paulo 02.08.1975 0 0 0 0
19  Juninho Pernambucano  França Lyon 30.01.1975 3 1 0 0
20  Ricardinho  Brasil Corinthians 23.05.1976 2 0 0 0
Atacantes
7  Adriano  Itália Internazionale 17.02.1982 4 2 1 0
9  Ronaldo  Espanha Real Madrid 22.09.1976 5 3 2 0
21  Fred  França Lyon 31.10.1981 1 1 0 0
23  Robinho  Espanha Real Madrid 25.01.1984 4 0 1 0
Dir. Técnico
  Carlos Alberto Parreira   27.02.1943
1 Mineiro substituiu o jogador Edmilson, que foi cortado por lesão

Nota: Os dados e estatísticas desta tabela referem-se apenas à edição de 2006 da Copa do Mundo.

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Como cabeça de chave do Grupo F, o Brasil estreou no dia 13 de junho de 2006, na cidade de Berlim. O segundo jogo foi no dia 18 de junho, em Munique e o último jogo da primeira fase foi no dia 22 de junho em Dortmund.

Brasil – Croácia 1:0[editar | editar código-fonte]

Esquema tático inicial das equipes

Data: Terça-feira, 13 Jun 2006, 21:00 h (local)

Estádio: Olympiastadion Berlin

Público: 72.000 (lotação)

Árbitro: Benito Armando Archundia (México)

Brasil:
DidaCafu (capitão), Lúcio, Juan, Roberto CarlosEmerson Cartão Amarelo, Kaká Gol, Ronaldinho, Zé RobertoAdriano, Ronaldo (69' Robinho)

Croácia:
PletikosaŠimunić, R. Kovač Cartão Amarelo, Tudor Cartão Amarelo, ŠimićSrna, Babić, N. Kovač (capitão) Cartão Amarelo (41' Leko), KranjčarPršo, Klasnić

Gol
  • 1:0 Kaká (44')

Cartão Amarelo:
Emerson (42') – N. Kovač (32'), R. Kovač (67'), Tudor (90')

Posse de bola: 50 % : 50 %
Chutes a gol: 13 : 9
Finalizações: 6 : 3
Escanteios: 5 : 7
Faltas: 20 : 20
Impedimentos: 3 : 4

Homem do Jogo (fifaworldcup.com): Kaká

Brasil – Austrália 2:0[editar | editar código-fonte]

Esquema tático inicial das equipes

Data: Domingo, 18 jun 2006, 18:00 h (local)

Estádio: Munich World Cup Stadium

Público: 66.000(lotação)

Árbitro: Markus Merk (Alemanha)

Brasil:
DidaCafu (capitão) Cartão Amarelo, Lúcio, Juan, Roberto CarlosEmerson (71' Gilberto Silva), Kaká, Ronaldinho, Zé RobertoAdriano Gol (87' Fred Gol), Ronaldo Cartão Amarelo (71' Robinho Cartão Amarelo)

Austrália:
Schwarzer, Emerton Cartão Amarelo, Neill, Aloisi (68'Moore), Popovic (39'Bresciano), Chipperfield, Culina Cartão Amarelo, Vince Grella, Cahill (55' Kewell), Sterjovski, Viduka

Gol
  • 1:0 Adriano (48')
  • 2:0 Fred (89')

Cartão Amarelo:
Cafu (29'), Ronaldo (31'), Robinho (83') — Emmerton (13'), Culina (39')

Posse de bola: 54% : 46%
Chutes a gol: 6 : 4
Finalizações: 16 : 14
Escanteios: 7 : 4
Faltas: 9 : 25
Impedimentos: 5 : 1

Homem do Jogo (fifaworldcup.com): Zé Roberto

Brasil – Japão 4:1[editar | editar código-fonte]

Formação do time do Brasil e do Japão

Data: Quinta-feira, 22 jun 2006, 21:00 h (local)

Estádio: FIFA WM-Stadion Dortmund

Público: 65.000(lotação)

Árbitro: Eric Poulat (França)

Brasil:
Dida (capitão) (82' Rogério Ceni), Cicinho, Lúcio, Juan, Gilberto Cartão Amarelo Gol, Gilberto Silva, Juninho Pernambucano Gol, Kaká (71' Zé Roberto), Ronaldinho (71' Ricardinho), Robinho, Ronaldo Gol Gol

Japão:
Kawaguchi, Kaji Cartão Amarelo, Tsuboi, Nakazawa (capitão), Alex, Inamoto, H. Nakata, Ogasawara (56' K. Nakata), NakamuraMaki (60' Takahara (66' Oguro), Tamada Gol

Gols
  • 1:0 Tamada (34')
  • 1:1 Ronaldo (46')
  • 1:2 Juninho (53')
  • 1:3 Gilberto (59')
  • 1:4 Ronaldo (81')

Cartão Amarelo:
Gilberto (44.) – Kaji (40.)

Posse de bola: 60 % : 40 %
Chutes a gol: 14 : 3
Finalizações: 21 : 9
Escanteios: 11 : 3
Faltas: 6 : 9
Impedimentos: 0 : 4

Homem do Jogo (fifaworldcup.com): Ronaldo

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Em primeiro lugar no grupo F, a seleção brasileira permaneceu em Dortmund para jogar as oitavas-de-final contra Gana, o segundo colocado no Grupo E. Foi derrotada para a França, nas quartas-de-final e, com isso, não se classificou para as semifinais.

Brasil – Gana 3:0[editar | editar código-fonte]

Formação do time do Brasil e de Gana

Data: Terça-feira, 27 de junho, 17:00h (local)

Estádio: FIFA WM-Stadion Dortmund

Árbitro: Ľuboš Micheľ (Eslováquia)

Brasil:
Dida, Cafu (capitão), Lúcio, Juan Cartão amarelo, Roberto Carlos, Emerson (46' Gilberto), Kaká (82' Ricardinho), Ronaldinho, Zé RobertoGol, Adriano Cartão amarelo Gol (61' Juninho), Ronaldo Gol

Gana:
Kingson,Pantsil Cartão amarelo, Mensah, Pappoe, Illiasu, Muntari Cartão amarelo, Appiah (capitão) Cartão amarelo, E. Addo Gelbe Karte (60' Boateng) , DramaniGyan Cartão amarelo+Cartão amarelo Cartão vermelho, Amoah (69' Tachie-Mensah)

Gols
  • 1:0 Ronaldo (5')
  • 2:0 Adriano (46')
  • 3:0 Zé Roberto (84')

Cartão Amarelo: Adriano (13'), Juan (44') - Appiah (7'), Muntari (11'), Paintsil (29'), E. Addo (38'), Gyan (48')

Cartão Vermelho: Gyan (81.)

Posse de bola: 48 % : 52 %
Chutes a gol: 10 : 7
Finalizações: 11 : 18
Escanteios: 3 : 4
Faltas: 18 : 24
Impedimentos: 5 : 4

Homem do Jogo (fifaworldcup.com): Zé Roberto

Brasil - França 0:1[editar | editar código-fonte]

Brazil-France line-up.svg

Data: Sábado, 1 de julho, 21:00 h (local)

Estádio: FIFA WM-Stadion Frankfurt

Público: 48.000 (lotação)

Árbitro: Luis Medina Cantalejo (Espanha)

Brasil:
Dida, Cafu (capitão) Cartão amarelo (76' Cicinho), Juan Cartão amarelo, Lúcio Cartão amarelo, Roberto Carlos,Gilberto Silva, Zé Roberto, Juninho (63' Adriano), Kaká (79' Robinho), Ronaldinho, Ronaldo Cartão amarelo

França:
Barthez, Sagnol Cartão amarelo, Gallas, Thuram Cartão amarelo, Abidal , Vieira, Makélélé, Ribéry (77' Govou), Zidane (capitão), Malouda (81' Wiltord) – Henry Gol (86' Saha Cartão amarelo)

Gol
  • 0:1 Henry (57')

Cartão amarelo: Cafu (25'), Juan (45'), Ronaldo (47'), Lúcio (75') – Sagnol (74'), Saha (87'), Thuram (88')

Posse de bola: 55 % : 45 %
Chutes a gol: 1 : 5
Finalizações: 7 : 9
Escanteios: 5 : 7
Faltas: 22 : 17
Impedimentos: 2 : 5

Homem do Jogo (fifaworldcup.com): Zinedine Zidane

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Copa do Mundo de 2006 | Alemanha

Grupo A
Bandeira da Alemanha Alemanha
Flag of Costa Rica.svg Costa Rica
Flag of Poland.svg Polónia
Flag of Ecuador.svg Equador
Grupo B
Flag of England.svg Inglaterra
Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago
Flag of Paraguay.svg Paraguai
Flag of Sweden.svg Suécia
Grupo C
Flag of Argentina.svg Argentina
Flag of Côte d'Ivoire.svg Costa do Marfim
Flag of Serbia and Montenegro.svg Sérvia e Montenegro
Países Baixos Países Baixos
Grupo D
Flag of Mexico.svg México
Flag of Iran.svg Irã
Flag of Angola.svg Angola
Flag of Portugal.svg Portugal
Grupo E
Flag of Italy.svg Itália
Flag of Ghana.svg Gana
Flag of the United States.svg Estados Unidos
Bandeira da República Tcheca República Tcheca
Grupo F
Brasil Brasil
Bandeira da Croácia Croácia
Flag of Australia.svg Austrália
Flag of Japan.svg Japão
Grupo G
Bandeira da França França
Flag of Switzerland.svg Suíça
Flag of South Korea.svg Coreia do Sul
Togo Togo
Grupo H
Flag of Spain.svg Espanha
Flag of Tunisia.svg Tunísia
Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita
Flag of Ukraine.svg Ucrânia