Breakfast in America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Breakfast in America
Álbum de estúdio de Supertramp
Lançamento 29 de março de 1979
Gravação 1978
The Village Recorder/Studio B
Los Angeles, EUA
Gênero(s) Rock progressivo
Duração 46:12
Formato(s) LP
Gravadora(s) A&M
Produção Peter Henderson, Supertramp
Cronologia de Supertramp
Último
Último
Even in the Quietest Moments
(1977)
Paris
(1980)
Próximo
Próximo

Breakfast in America (em português: pequeno-almoço (português europeu) ou café da manhã (português brasileiro)) é o sexto álbum da banda britânica de rock progressivo Supertramp, lançado em 29 de março de 1979. Estão presentes no álbum algumas das canções de maior sucesso da banda, como "The Logical Song", "Goodbye Stranger", "Take the Long Way Home" e a faixa-título.

História[editar | editar código-fonte]

O álbum foi gravado em 1978 no estúdio B da Village Recorder em Los Angeles. Durante a gravação, as tensões entre Rick Davies e Roger Hodgson começaram a aumentar. Quando Hodgson foi entrevistado pelo programa de rádio In the Studio with Redbeard, ele disse que Davies não gostava da música "Breakfast in America" e que não a queria no álbum. De acordo com ele, Davies também não queria que o álbum levasse o nome daquela música, mas sim Working Title ou Hello Stranger.

Breakfast in America é uma verdadeira amostra da gama de sons e de possibilidades que podem ser obtidas com um piano elétrico Wurlitzer. O Wurlitzer é utilizado em quase todas as faixas do álbum e, dependendo do modo como é tocado, pode soar de forma bem diferente, como por exemplo em "Child of Vision" e "The Logical Song". O som peculiar do Wurlitzer já havia sido explorado pela banda em músicas como "Dreamer" e "Lady", mas nunca de forma tão ampla como em Breakfast in America.

Apesar dos desentendimentos entre os integrantes da banda, Breakfast in America se tornou o álbum mais vendido da banda, com 9 milhões de cópias vendidas apenas nos Estados Unidos e 28 milhões em todo o mundo. O álbum alcançou o primeiro lugar na parada Billboard 200, permanecendo no topo por seis semanas não-consecutivas a partir de 19 de maio de 1979. O álbum também alcançou o topo das paradas da Noruega, do Canadá, da Áustria, da Alemanha e da Austrália.

O álbum foi relançado duas vezes. A primeira pela MFSL, companhia especializada em lançar álbuns originalmente gravados no formato de LP em CD. Em 11 de junho de 2002 a A&M Records relançou o álbum no formato de CD com toda a arte do encarte original do álbum preservada.

Capa[editar | editar código-fonte]

A capa do álbum é a cidade de Nova Iorque vista da janela de um avião. Ela foi projetada por Mike Doud e traz a atriz Kate Murtagh vestida como uma garçonete e segurando um copo de suco de laranja no lugar da Estátua da Liberdade. No fundo, a cidade tem seus prédios feitos de caixas de cereais, cinzeiros, talheres, caixas de ovos e garrafas de ketchup, vinagre e mostarda. As torres gêmeas do World Trade Center aparecem como duas pilhas de caixas e um prato de comida representa o Battery Park, local de partida da Balsa de Staten Island.

A foto da contracapa, que mostra os membros da banda tomando café da manhã enquanto lêem jornais de suas respectivas cidades, foi tirada num restaurante chamado Bert's Mad House.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas creditadas à Rick Davies/Roger Hodgson

N.º Título Duração
1. "Gone Hollywood"   5:18
2. "The Logical Song"   4:10
3. "Goodbye Stranger"   5:50
4. "Breakfast in America"   2:38
5. "Oh Darling"   3:58
6. "Take the Long Way Home"   5:08
7. "Lord Is It Mine"   4:09
8. "Just Another Nervous Wreck"   4:26
9. "Casual Conversations"   2:58
10. "Child of Vision"   7:25

Recepção e crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar half.svg[1]
Sputnikmusic 3 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[2]

O álbum recebeu críticas positivas. Stephen Thomas Erlewine, crítico do Allmusic.com, afirmou: "Com Breakfast in America, Supertramp teve um genuíno sucesso, ocupando o topo da parada por 4 semanas, e vendendo milhões de cópias em todo o mundo; por volta dos Anos 90 o álbum tinha vendido mais de 18 milhões de cópias. Breakfast in America teve pouquíssimos momentos ruins".[1] Alcançou o 1º lugar na Billboard 200 Albums.[3] No Reino Unido, o álbum chegou ao 3º lugar, passando 53 semanas nos charts.[4]

Performance nas paradas[editar | editar código-fonte]

Álbum[editar | editar código-fonte]

Ano Parada Maior
Posição
1979 Estados Unidos Billboard 200 1
Austrália Kent Music Report 1
Canadá RPM Albums Chart 1
Reino Unido UK Albums Chart 3

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Single Parada Maior
Posição
1979 "The Logical Song" Estados Unidos Billboard Hot 100 6
Reino Unido UK Singles Chart 7
Canadá RPM Singles Chart 1
"Goodbye Stranger" Estados Unidos Billboard Hot 100 15
Reino Unido UK Singles Chart 57
Canadá RPM Singles Chart 6
"Take the Long Way Home" Estados Unidos Billboard Hot 100 10
1980 "Breakfast in America" Estados Unidos Billboard Hot 100 62
Reino Unido UK Singles Chart 9

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Grammy Awards
Ano Vencedor Categoria
1980 Breakfast in America Best Recording Package¹
1980 Breakfast in America Best Engineered Album, Non-Classical²

¹ – Categoria que premia o álbum com melhor aspecto visual.
² – Categoria que premia o álbum com melhor trabalho de engenharia de som, exceto álbuns de música clássica.

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Músicos[editar | editar código-fonte]

Músico auxiliar

Produção[editar | editar código-fonte]

Som
  • Produtores – Peter Henderson, Supertramp
  • Gravação – The Village Recorder/Studio B, Los Angeles
  • Mixagem – Crystal Sound/Studio B, Los Angeles
  • Engenheiro de som – Peter Henderson
  • Engenheiros assistentes – Lenise Bent, Jeff Harris
  • Remasterização (2002) – Greg Calbi, Jay Messina
  • Programação do sintetizador Oberheim – Gary Mielke
  • Engenheiro de som das apresentações ao vivo – Russel Pope
Arte
  • Direção de arte – Mike Doud, Mick Haggerty
  • Design – Mick Haggerty
  • Design da capa – Mick Haggerty
  • Conceito da capa – Mike Doud
  • Artwork – Mike Doud
  • Fotografia – Mark Hanauer
  • Foto da capa – Aaron Rapoport

Referências

  1. a b Stephen Thomas Erlewine. Supertramp: Breakfast in America > Review Allmusic. Visitado em 29 Junho 2011.
  2. Review: Breakfast in America Sputnikmusic.com. Visitado em 29 Junho 2011.
  3. Supertramp: Breakfast in America > Charts Allmusic. Visitado em 29 Junho 2011.
  4. Supertramp: The Official Charts Company The Official Charts - UK. Visitado em 29 Junho 2011.