Breath of Fire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Breath of Fire
Desenvolvedora(s) Capcom
Editora(s) Capcom
Criador(es) Tokuro Fujiwara
Local de origem Japão
Gênero(s) RPG
Primeiro título Breath of Fire
03 de abril de 1993
Último título Breath of Fire V: Dragon Quarter
14 de novembro de 2002
Portal Portal Games  • Página do projeto Projeto Games

Breath of Fire(ブレスオブファイア, Buresu obu Faia) é uma série de jogos no estilo de RPG, Console Style. Breath of Fire foi o primeiro título da empresa japonesa Capcom no gênero RPG. O início da série começou em 1993, com o primeiro jogo, Breath of Fire. Na época o jogo agradou aos críticos e conquistou seu lugar. Ainda nessa época, um ano depois, em 1994 a Capcom lançou outra versão do jogo, o Breath of Fire II. Em uma recente entrevista, Keiji Inafune, um dos responsáveis pelo setor de desenvolvimento da Capcom, disse que a Capcom pode não mais investir na série. Ele afirmou que as chances de surgir um novo título são muito baixas. Tudo indica que Breath of Fire V tenha sido o último título da série.

História[editar | editar código-fonte]

O jogo, apesar de ser enumerado, não segue uma ordem cronológica, tendo diferentes histórias em cada título. Apesar disso, um fator comum a toda a série é a presença de dois personagens, considerados os principais, que são Ryu e Nina. Todas as histórias no jogo têm como tema central Ryu. Trata-se de um rapaz que possui poderes de se transformar em dragões muito poderosos. Geralmente tem um papel decisivo nas histórias, sendo algo que o envolva de tal maneira que pode transformar o mundo fictício. Nina também se destaca porque é filha do rei de Winlan/Wyndia, um reino poderoso e respeitado do mundo de Breath of Fire.

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Geralmente o mundo fictício de Breath of Fire é composto por pessoas de diversas raças e culturas. Presença de minotauros, "homens-peixes"(geralmente mercadores), os wyndians, que se parecem com humanos normais, mas possuem asas de anjos. Há também a presença de seres humanos. Existem também "deuses". Isso e dito na cultura do mundo fictício de Breath of Fire desde sua primeira versão de jogo. Mas no Breath of Fire IV, surgiu uma nova história, que existiria um grupo especial. Onde entravam as entidades espirituais, compunham o grupo os dragões como Ryu e Fou-Lu, outros dragões e uma deusa comum no universo de Breath of Fire, Deis. Às cidades são de diversas formas arquitetônicas, variando de cidades portuárias, grandes cidades, cidades com base militar entre outras. Destaca-se a cidade de Wyndia, pois em todas as versões, se mostrou uma cidade muito exuberante. Algo que aflinge o povo no universo de Breath of Fire, são as poluições, relatadas no Breath of Fire IV e Breath of Fire III como Chrysm e Hex. Ocorreram e ocorriam enquanto a história corria, muitas guerras entre os reinos e algumas entre o Império e outros reinados. A visão tecnológica é conturbada. Apesar deles viverem em cidades como na Idade Média existem máquinas e robôs avançados. Os meios de transporte comum são os barcos, sandflier, uma espécie de barco que voa pelas areias(no Breath of Fire IV a história se passava muito em travessias por desertos onde seu uso era importantíssimo). A aparência do mundo fictício é muito bonita, apesar de algumas vezes aparecerem cidades com lixos, sucatas, grandes polos indústrias e etc. O jogo apresenta um aspecto crítico aos acontecimentos do mundo real.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Veremos alguns personagens de alguns jogos da série:

Ryu, ou リュウ. É o personagem principal. Geralmente à história sempre se baseia nele, e o põe cheio de mistérios sobre ele mesmo. Ryu costuma ser um personagem "mudo", ou seja, não aparecem falas ou vozes, mas apenas pontinhos ou ele expressando-se por vídeo mas sem fala. Sua personalidade é difícil de dizer, mas é um rapaz que costuma ser misterioso, tímido, mas dotado de um coração nobre e uma coragem incrível. Possui um grande poder, mas nem sempre é capaz de suportar. Perde sua paciência e explode de raiva caso tentem algo contra às pessoas inocentes. Seu comportamento muda e ele perde o controle. Geralmente Nina o ajuda a se acalmar, como visto em Breath of Fire IV. Sua forma de dragão mais poderosa é chamada de Kaiser Dragon. É capaz de se transformar em vários tipos de dragões, variando os tipos à cada série.

Nina, ou ニーナ. É uma personagem protagonista da série, assim como Ryu. Carismática, bondosa, dona de uma beleza angelical, é uma grande coragem também, Nina se destaca não por ser filha do rei de Wyndia, mas sim pela sua inteligência em jornadas assim como sua coragem e sede de justiça. Segue seus pensamentos e não tolera obstáculos, como o que ocorreu em Breath of Fire III, quando Nina confrontou com sua própria mãe, a rainha e o seu pai, o rei, diante do castelo, e fugiu com Rei, onde juntos iriam ajudar Ryu na sua busca de conhecer Myria, a deusa do caos. Nina se destaca pois possui grande poder em suas magias elementais, sendo comum o uso do seu famoso Ciclone. Utiliza um báculo, e veste-se de rosa com roupas dignas de uma princesa, apesar disso, o design das roupas são muito bem trabalhados e lhe dão um realce na sua beleza. Nina já foi alvo de atentados. E sua família também, como sua irmã Elina em Breath of Fire IV, que foi usada pelo Império em experimentos estranhos para que ela pudesse chegar na imortalidade, sendo isso contra sua vontade. Dizem que como foi necessária um atuação de morte, no caso tiveram de matar Elina na história, críticos relatam o caso parecido à Eutanásia.

Deis, Bleu ou ディース. É uma personagem que tem por características ser uma entidade, mas provavelmente uma deusa. Mas em Breath of Fire IV, Deis se revelou como sendo do mesmo grupo de Ryu, mas que de acordo ,com a história, ao ser invocada pelo Império, seu corpo terreno não se converteu por completo, assim ela ficou sob forma de espírito. Em Breath of Fire III outro dilema entrou, quando Deis se referia à Myria como sendo sua "irmã". Deis não se apresenta como sendo um personagem principal, mas secundário. Ela muitas vezes ajudou Ryu. Apesar de ter um jeito mal-humorado e um tanto engraçado(aparece de forma de "garota birrenta", como é comum em animes e mangás japoneses). Apesar de sua maneira(muito insensata as vezes e impaciente), Deis mostra que tem um carinho especial pelas pessoas e outros seres. Como em Breath of Fire III, onde pode-se ver claramente seu alerta contra à chacina dos dragões, o povo denominado Brood, por isso seu carinho especial por Ryu neste episódio da série, na qual ela o chamava de "Little Dragon"(dragãozinho ou pequeno dragão).

Myria, Maria ou Tyr. Ela é uma vilã do jogo. Myria nada mais é do que uma forma alternativa da deusa do caos. Ela enganou muitas nações(como visto em Breath Of Fire em Uruck Tapa)para que elas fossem contra os dragões, e também já colocou dragões contra dragões. Sua aparência é de uma "menina angelical", mas na verdade ela é uma entidade maléfica. Seus objetivos são o caos no mundo fictício. Mas seus planos sempre são estragados por Ryu e cia.

Ladon, ou "O Deus Dragão"(da tradução fiel japonesa). É um misterioso personagem da primeira saga do Breath of Fire. Onde aparecia na forma de uma estátua, que guardava seu jogo(literalmente salvava na fita seu progresso). Nesta hora, ele se manifestava e ficava da cor verde, pulsando. Aparece depois em outros lugares como no Monte Glauss em Breath of Fire III, ajudando os heróis que descansavam na montanha e em Breath of Fire IV, em um pequeno vilarejo de invocadores. Suas aparições em outras sagas as vezes são imperceptíveis aos jogadores, principalmente aos que nunca jogaram o primeiro título da série.

Raças, Tribos e Clãs[editar | editar código-fonte]

Alguns dos nomes das raças, clãs e tribos manterei no idioma no qual encontrei, neste caso o inglês:

Clã dos Dragões (Brood) é uma antiga raça de pessoas que têm a capacidade de se transformar em dragões. Quando não estão transformados em dragões, são muito semelhantes em aparência aos seres humanos. Foram dividido em dois clãs separados, os "Dragões da Luz" e os "Dragões das Trevas", em uma guerra que ocorreu anos antes do primeiro jogo. Quando a raça começou a diminuir em número, os clãs se fundiram novamente. O clã mais tarde veio a ser conhecido como "Brood", quando eles foram demonizados pelas mentiras perpetradas pela religião dominante e foram caçados quase à extinção. Ryu é quase sempre um membro deste clã em cada jogo.

Clã Alado (Fae) é uma tribo de pessoas aladas que residem no Reino de Wyndia. Durante a Godess War, fugiram para as montanhas e lá permaneceram desde então. Como resultado, eles desenvolveram um profundo desgosto por conflitos e evitam interações com outros clãs. Nos jogos anteriores, os membros mais velhos têm a capacidade de se transformar no "Grande Pássaro". No quarto jogo da série, o clã era conhecido como o "Fae". Nina é, invariavelmente, membro deste clã.

Clã da Floresta é um clã de pessoas-lobo. Em geral, é um clã de caçadores nômades que moram na floresta e reverenciam a natureza. Este é um clã adaptado a adentrar em meio à mata e a nunca mais se perder dentro dela. No final do primeiro jogo, eles saíram das florestas e fundaram a cidade de Tantar. Bo (Gillian) pertence a este clã.

Shaman é uma tribo de pessoas com a capacidade de se fundir à outras pessoas para aumentar os seus poderes e alterar sua aparência. Os Shamans de Breath of Fire II pertencem a esta tribo. Acredita-se que Karn pertença a este clã.

Manillo é uma raça de peixes bípedes que são capazes de respirar fora d'água. Um clã de comerciantes, que se vangloriam de que um dia controlarão o comércio no mundo. Seu território de comércio é em qualquer lugar que toca o mar. São notórios por sua ganância. Com o uso de uma esfera especial, os membros do clã podem se transformar em um "Grande Peixe". Muitas vezes aparecem nos jogos como comerciantes e banqueiros. Possuem um lugar de destaque em Breath of Fire II e V. Gobi faz parte desse clã.

Clã Iron Ogre é um clã de homens-boi. Os guerreiros deste clã são grandes e poderosos. Demonstram maestria na criação de armas e armaduras desde tempos antigos. Também são hábeis em quebrar paredes e rochas duras em pedaços. Apesar de seu tamanho, são capazes de trabalhos delicados e sutis. São os melhores na elaboração de armas, mas desde que se opuseram à guerra, raramente usam esse talento. Ox (Builder) é um membro deste clã.

Clã Dirt-Eating é um clã formado por estranhas toupeiras que vivem no subsolo. Lá criaram seu "mundo subterrâneo" e desde então vivem calmamente. São conhecidos por sua capacidade de escavar milhares de metros por dia. Apesar de pequenos, são poderosos e fazem trabalhos em ambientes perigosos como mercenários ou comerciantes. Mogu faz parte desse clã.

Grassrunner é uma tribo formada por pessoas-cão. Pouco se sabe sobre a origem deste clã, exceto que são encontrados há milhares de anos. Não se sabe sobre sua terra natal. Os membros deste clã são facilmente distinguidos de outras raças por suas orelhas e cauda de cão. Os membros masculinos da tribo se assemelham à cães, enquanto os membros do sexo feminino parecem quase humanos, com exceção das suas orelhas e cauda de cão/raposa. Formam esse grupo Bow, Momo, Ursula e Scias.

Clã da Concha é um clã de grandes pangolins bípedes. Apesar de sua estatura intimidante, eles são um povo humilde e pacifista, assim como agricultores realizados. Também podem rolar em uma bola semelhante aos pangolins selvagens. Rand é um membro deste clã.

Woren é uma tribo de pessoas-gato, que se assemelham a tigres. São lutadores naturais e variam um pouco na aparência de um jogo para o outro. Nos jogos japoneses são chamados "Furen". São a tribo mais recorrente em termos de jogabilidade: Katt (Rinpu), Rei, Cray, e Lin são todos Woren.

Highlanders é uma raça de macacos que residem em terras altas. Os seres deste clã são incrivelmente dotados em termos de capacidade atlética, como rapidez e grandes saltos. Suas personalidades variam de piadistas irreprimíveis à os sempre sérios, de um extremo para o outro. Sten faz parte desse clã.

Clã Creeping é um clã formado por estranhos sapos, que vivem em um patamar de vida elevado, no estilo Europeu. Sua forma de falar apresenta traços do francês. São narcisistas e descontraídos. Se destacam na sociedade em empregos de cozinheiros até pescadores profissionais. Jean faz parte desse clã.

Grassmen é um dos clãs de maior longevidade. Sem emoções e guiados apenas pela lógica, viajam o mundo enquanto jovens adquirindo conhecimento tanto quanto possível e se transformam em sábias árvores em sua velhice. Por causa de sua extrema longevidade, muitas vezes aparecem no jogo como sábios e contam as pessoas sobre as coisas que aconteceram há muito tempo. Permanecem como a única fonte de informações históricas precisas que não se altera pelas mudanças de religiões ou deuses. Spar (Aspara) é um membro deste clã. Peco é um parente próximo.

Guardiões é uma raça criada por Myria, Deusa da Destruição. Assemelham-se a gárgulas e derivam sua energia diretamente de Myria, o que significa que se Myria morrer, também morrerão. Através do curso da história, eles se tornaram matadores de dragões conhecidos quando foram angelizados através das mentiras perpetradas pela religião dominante, enquanto o clã dos dragões (Brood) foi demonizado. Os guardiões foram os que levaram os dragões à beira da extinção. Alguns dos guardiões tiveram dúvidas sobre as ambições de seu criador, mas a maioria deles continuou a seguir os desejos da Deusa com devoção e fé cega. Quando eles morrem, eles se transformam em estátuas de pedra. Tocado pela compaixão de Ryu, Garr, um guardião, decide descobrir "a verdade" e acaba com os planos maléficos de Myria. Garr e Gaist são os únicos membros que deixaram esse clã.

Endless não é uma raça, mas um nome dado a um grupo de feiticeiros eternos. Muitos se referem a eles como deuses, como eles parecem ser imortais e são inigualáveis ​​em seu domínio da magia. Na verdade estão longe de serem deuses. Eles apenas eram seres imortais, dotados de grande poderes, e forma "espiritual". Não se preocupam com o bem-estar do povo nem com o mundo. Deis (Bleu) e Myria / Tyr são os membros mais conhecidos.

Demônios são seres indesejáveis e malévolas que ficam selados no "Portal do Infinito". Alguns conseguiram escapar, mas são "fracos", mas possuem força de vontade e assim com a ajuda de humanos corruptos, enviam suas energias maléficas para um entidade de aura maligna poderosa denominada de Deathevan. Eles são provavelmente as criaturas que foram expostas a aura de Deathevan e se tornaram corrompidos.

Fadas existem no mundo dos sonhos. O mundo dos sonhos se sobrepõe parcialmente com o mundo real e, há muito tempo, quando o mundo foi criado, tornou-se uma espécie de "conector". Devido à ligação estranha, as pessoas comuns não podem ir para o mundo dos sonhos. A vida útil de uma fada é de cerca de dez anos em termos humanos. O mundo dos sonhos é um mundo minúsculo, fechado, longe, então não importa quantas vezes uma fada morra, ela simplesmente renasce no mesmo lugar (embora nenhuma das fadas perceba isso). Elas são onívoras, mas o seu paladar é muito mais refinado do que dos seres humanos.

Máquinas são seres sencientes alimentados por Chrysm ou uma fonte de energia similar.

Centauros é uma raça de homens-unicórnio. Balio e Sunder são dessa raça.

Pabu-Pabu é um clã que vive no arquipélago ao norte do continente, em um dos jogos. Por sua língua e cultura serem tão diferentes, ninguém tem todas as informações detalhadas sobre as suas origens. Uma característica distintiva deles é a perspectiva extremamente otimista pelo qual os batizaram "pabu-pabu" ou "as coisas vão dar certo". Alguns teorizam que talvez, em contraste com os outros clãs, podem ser um clã nativo que estava presente no início do mundo.

Clã da Areia são pequenos humanóides cuja aparência é totalmente escondida por suas vestes. Habitam o deserto de Arad como visto em Breath of Fire I. Em Breath of Fire III podem ser encontrados em todo o mundo.

Pabpab é uma raça de Breath of Fire IV. Eles vivem exclusivamente na aldeia com o mesmo nome, com seu líder, o sem clã Beyd.

Sem clã (Clanless) são seres humanos normais que renunciaram a seu clã ou são de origem mista, depois de ter diluído a sua herança genética ao ponto onde perderam os poderes específicos de seu clã. É também usado para se referir a um grupo de seres de diferentes clãs habitando uma mesma área com uma grande multiplicidade.

Jogos da Série[editar | editar código-fonte]

Ocorreram "remakes" de jogos, para Game Boy Advanced, PSP e Virtual Console do Nintendo Wii.

Ícone de esboço Este artigo sobre Role Playing Game é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.