Brejo (Maranhão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Brejo
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 11 de Julho
Fundação 11 de julho de 1870
Gentílico brejense
Prefeito(a) Dr. Omar[1] (PV)
(2013–2016)
Localização
Localização de Brejo
Localização de Brejo no Maranhão
Brejo está localizado em: Brasil
Brejo
Localização de Brejo no Brasil
03° 41' 02" S 42° 45' 00" O03° 41' 02" S 42° 45' 00" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Chapadinha IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Anapurus, Buriti de Inácia Vaz, Milagres do Maranhão,
Distância até a capital 313 km
Características geográficas
Área 1 074,500 km² [3]
População 33 314 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 31 hab./km²
Altitude 50 m
Clima Tropical úmido Aw'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,552 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 138 254,796 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 4 318,03 IBGE/2008[6]
Página oficial

Brejo é um município brasileiro do estado do Maranhão localizado no Leste Maranhense. Sua população em 2010 é de 33.314 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Brejo, anteriormente denominado Brejo dos Anapurus, antigo distrito de Caxias, foi elevado à vila em 1820 e à condição de cidade em 11 de julho de 1870.[7]

Em 1684, os índios anapurus, que se dividiam em meri e assu, já viviam no território do atual Município, onde, em 1709, mataram o povoador português Manuel da Silva. Desde então, expediram-se várias ordens oficiais para que se fizesse guerra aos índios, considerados bárbaros tapuias pelas autoridades, até que, em 1770, lhes foram cedidas três léguas de terras pelo Governador da Província.

O vocábulo anapurus é uma corruptela de muypurás - índios que viviam às margens do rio Parnaíba - e significa fruta do rio. Em 1729, Brejo era ainda um sítio que, a 11 de julho desse ano, foi doado a Francisco Vasconcelos seu primeiro povoador efetivo. Entretanto, a principal povoadora foi a portuguesa Euzébia Maria da Conceição, possuidora de grande fortuna e de muitos escravos que, acompanhada de seus colonos, chegou à localidade, em data desconhecida. Mais tarde, foi vitimada por ocasião da guerra da Balaiada, que causou graves prejuízos econômicos e sociais a Brejo. Segundo o historiador Astolfo Serra, Brejo foi o último reduto dos balaios, finalmente vencido em dezembro de 1840.

Em 1820, foi elevado à categoria de vila, com a denominação de São Bernardo do Brejo, pela alvará de 29 de janeiro de 1820, desmembrado de Caxias. No mesmo ano, passou a Distrito, criado com a denominação de Brejo, pelo decreto de 18 de abril de 1820, subordinado ao município de Caxias.

Foi elevado à condição de cidade, com a denominação de Brejo, pela lei provincial nº 899, de 11 de julho de 1870. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de oito distritos: Brejo, Porto da Repartição, Milagres Santa Quitéria, Angical, Ponte Nova, São Francisco e Lagoa. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 4 distritos: Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria e Curador. Não figurando os distritos de Porto da Repartição, Milagres, Angical, Ponte Nova, São Francisco e Lagoa.

Em divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937, o município é constituído de dois distritos: Brejo e Magalhães de Almeida. Não figurando os distritos da divisão de 1933. No quadro fixado, para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído do distrito sede. Não figurando o distrito de Magalhães de Almeida. Pela lei estadual nº 269, de 31 de dezembro de 1948, é criado o distrito de Estrela dos Anapurus e anexado ao município de Brejo.

Em divisão territorial datada de 1 de julho de 1950, o município é constituído de dois distritos: Brejo e Estrela dos Anapurus. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1 de junho de 1960. Pela lei estadual nº 2378, de 9 de junho de 1964, desmembra do município de Brejo o distrito de Estrela Anapurus. Elevado à categoria de município com a denominação de Anapurus, em divisão territorial datada de 1 de janeiro de 1979, o município é constituído do distrito sede, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo é importante como forma de geração de renda, sendo o seu carnaval fora de época uma das principais. Brejo ainda é um lugar bom de se viver.

As principais características do município são, Carnaval fora de época conhecido hoje como Levada elétrica, os festejos tradicionais incluindo o do município e a padroeira é Nossa Senhora da Conceição para onde são atraídos diverso turistas das redondezas maranhenses.

Apresentam-se no município as estatísticas de vida média dos seus moradores que variam de 70 a 95 anos.

Economia[editar | editar código-fonte]

Nas áreas de tecnologia, Brejo não fica para trás na região, perde apenas para o município de Chapadinha, onde o nível de informatização chega a 52%, o que Brejo atinge os 47%, com pouca diferença.

Referências

  1. Resultado Final eleições 2012 no Maranhão. Página visitada em 13/01/2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  7. IBGE - cidades@ - Histórico - BREJO (ma) ibge.gov.br. Visitado em 8 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.