Brick Bradford (seriado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brick Bradford
Aventureiros da Lua[1]  (PT)
Brick Bradford[2] [3] [4]  (BR)
 Estados Unidos
1947 • P&B • 15 capítulos, 257 min 
Direção Spencer Gordon Bennet
Thomas Carr
Produção Sam Katzman
Roteiro Lewis Clay
Arthur Hoerl
George H. Plympton
Clarence Gray (personagem)
William Ritt (personagem)
Elenco Kane Richmond
Rick Vallin
Linda Leighton
Gênero Ficção científica
Idioma inglês
Música Mischa Bakaleinikoff
Direção de arte Paul Palmentola
Cinematografia Ira H. Morgan
Edição Earl Turner
Estúdio Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 18 de dezembro de 1947
Portugal 15 de janeiro de 1951[1]
Cronologia
Último
Último
The Sea Hound (1947)
Tex Granger (1948)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Brick Bradford é um seriado estadunidense de 1947, gênero ficção científica, dirigido por Spencer Gordon Bennet, em 15 capítulos, estrelado por Kane Richmond, Rick Vallin e Linda Leighton. Foi produzido e distribuído pela Columbia Pictures, e veiculou nos cinemas estadunidenses a partir de 18 de dezembro de 1947.

Foi o 35º entre os 57 seriados produzidos pela Columbia Pictures, e foi baseado no personagem dos quadrinhos Brick Bradford, criado por Clarence Gray e William Ritt em 1933.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Brick Bradford é designado pelo governo para ajudar o Doutor Gregor Tymak, cientista e inventor que está trabalhando em um "Raio Interceptador", que pode destruir rochas. Por outro lado, o raio pode ser usado como “raio da morte”, chamando assim a atenção do agente espião Laydron. Tymak usa seu portal, a "Porta de Cristal"[5] , para a 5ª dimensão para escapar dos criminosos, o que o leva para a Lua (que felizmente tem ar e é um terreno rochoso sem crateras). Lá, ele é capturado e condenado a morrer por congelamento pela rainha Khana, déspota da lua, pois o povo lunar não acredita que ele veio da Terra.

A ação se move para a Lua, pois o raio requer um elemento especial chamado Lunarium, anteriormente só encontrado em um meteorito. Trabalhando como exilados no deserto lunar, os heróis destronam a rainha Khana e retornam com o Lunarium.

No entanto, o dispositivo ainda requer uma fórmula escondida em uma ilha desconhecida 200 anos no passado, então Brick e seu ajudante Sandy Sanderson viajam na máquina do tempo de Tymak, a "Time Top", para recuperá-lo. O último terço da série ocorre na época moderna, na Terra, com mais problemas com o espião Laydron.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Brick Bradford foi o primeiro dos três seriados de ficção científica produzidos pela Columbia Pictures.[6]

O seriado foi dividido em três partes, cada uma delas escrita por um roteirista diferente. A primeira parte, que vai do capítulo 1 ao 5, foi escrita por George Plympton. A parte seguinte, do capítulo 6 ao 10, foi escrita por Hoerl. O final do seriado, do capítulo 11 ao 15, foi escrito por Clay.[7]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Harmon e Glut descrevem o seriado como um " cliffhanger bastante malfeito, de baixo orçamento". A parte escrita por Hoerl está cheio de em piadas à custa de seriados, enquanto a parte final, escrita por Clay é uma constante repetição de sequências de captura e fuga.[7]

Cline considera Brick Bradford um "seriado medíocre que gozou de uma grande audiência ".[6]

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. Atomic Defense
  2. Flight to the Moon
  3. Prisoners to the Moon
  4. Into the Volcano
  5. Bradford at Bay
  6. Back to Earth
  7. Into Another Century
  8. Buried Treasure
  9. Trapped in the Time Top
  10. The Unseen Hand
  11. Poison Gas
  12. Door to Disaster
  13. Sinister Rendezvous
  14. River of Revenge
  15. For the Peace of the World

Fonte:[8]

Seriado no Brasil[editar | editar código-fonte]

Curiosamente, na época Brick era conhecido nos quadrinhos brasileiros como “Dick James”, mas “o distribuidor do filme, por algum motivo, preferiu manter o nome original”.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Brick Bradford no IMDB
  2. MATTOS, A. C. Gomes de. Heróis dos Quadrinhos nos Seriados Sonoros Americanos. In: Histórias de Cinema. Acessado em 03-08-2013.
  3. BARBOZA, Nelson Alves. Cinema - Arte, Cultura, História. Rio de Janeiro: 2007. In: Cinema - Arte, Cultura, História
  4. Filme cultura
  5. MATTOS, A. C. Gomes de. Heróis dos Quadrinhos nos Seriados Americanos. In: Histórias de Cinema. Acessado em 04-08-2013.
  6. a b Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc.. 34 pp. ISBN 0-7864-0471-X.
  7. a b Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge. 45–47 pp. ISBN 978-0-7130-0097-9.
  8. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc.. 246 pp. ISBN 0-7864-0471-X.
  9. Diamantino Silva. Quadrinhos Dourados: a História dos Suplementos no Brasil - Diamantino Da Silva. [S.l.]: Opera Graphica, 2003. 8589961109

Ligações externas[editar | editar código-fonte]