Brigada de Reação Rápida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Forças Armadas
Portuguesas
Military CoA of Portugal.svg
Exército

Equipamento
Efectivos

Marinha

Equipamento
Efectivos

Força Aérea

Equipamento
Efectivos

Ver também

A Brigada de Reação Rápida (AO 1945: Brigada de Reacção Rápida) ou BrigRR é uma das três grandes unidades operacionais do Exército Português. Grande parte dos seus mais de 3000 membros são paraquedistas altamente treinados. A elevada preparação dos seus militares e o seu moderno equipamento torna esta Brigada a principal força de intervenção terrestre de Portugal, daí as suas inúmeras operações em países estrangeiros.

Até 2006, a BrigRR foi designada "Brigada Aerotrasportada Independente", sendo essencialmente uma unidade paraquedista. Nesse ano, mudou a sua designação para a atual, passando a englobar as forças de Comandos e de Operações Especiais do Exército Português.

História[editar | editar código-fonte]

As antecessoras diretas da Brigada de Reação Rápida são as unidades páraquedistas de escalão brigada que existiram no passado.

Com o fim da Guerra do Ultramar em 1975, as tropas paraquedistas da Força Aérea Portuguesa foram reorganizadas, formando o Corpo de Tropas Paraquedistas (CTP). Este Corpo tinha como grande unidade operacional a Brigada Ligeira de Paraquedistas (Briparas).

Em 1993, foi decidida a transferência das tropas paraquedistas da Força Aérea para o Exército. A Briparas foi reorganizada e passou a chamar-se "Brigada Aerotransportada Independente (BAI)".

Na reorganização do Exército de 2006, foi decidida a concentração de todas as suas forças especiais, bem como da Unidade de Aviação Ligeira do Exército, na BAI. A mesma deixou assim de ser uma unidade aerotransportada pura, alterando a sua designação para "Brigada de Reação Rápida".

Organizações[editar | editar código-fonte]

Brigada Ligeira de Paraquedistas[editar | editar código-fonte]

A Briparas era constituida por:

Brigada Aerotransportada Independente[editar | editar código-fonte]

A BAI era constituída por:

Observação: Existia ainda o Batalhão de Apoio Aeroterrestre que estava diretamente dependente do Comando de Tropas Aerotransportadas, não integrando a BAI.

Brigada de Reação Rápida[editar | editar código-fonte]

Soldado paraquedista da BRR, de sentinela ao Regimento de Cavalaria N.º 3.

A BrigRR é constituída por:

Cada Batalhão de Infantaria Paraquedista é composto por:

  • Companhia de Comando e Apoio (CCA) organizada em:
    • Pelotão de Reconhecimento com Toyota Land Cruiser armados com Browning 12.7mm, Lança-Granadas Santa Marbara de 40mm e MG3.
    • Pelotão Anti-Carro com misseis Milan II
    • Pelotão de Morteiros Médios 81mm
    • Secção Sniper
    • Secção de Vigilância do Campo de Batalha
    • Pelotão Sanitário
    • Secção de Reabastecimento e Transporte
    • Secção de Transmissões
  • 3 x companhias de atiradores (CAt): o seu armamento principal é constituído por Esp. aut. Galil, G-3A4 com HK79, MG3, Morteiros 60mm (3 por companhia), e Canhões Carl Gustav de 84mm (3 por companhia)

O Esquadrão de Reconhecimento é composto por:

  • 3 x pelotões operacionais, cada um com dez veículos blindados entre eles o chaimite V-200 (3 por pelotão), V-150 (3 por pelotão), e M-11 (4 por pelotão) fazendo um total de 30 veículos.

O Batalhão Aeroterrestre integra as seguintes subunidades:

  • Companhia de Precursores Aeroterrestres - força especial de com a missão principal de infiltração aérea e reconhecimento de zonas de lançamento de tropas paraquedistas;
  • Companhia de Abastecimento Aéreo - com a função de preparação e recuperação de cargas aéreas lançadas de paraquedas;
  • Companhia de Equipamento Aéreo - com a função de manutenção, preparação e dobragem de paraquedas e equipamentos complementares;
  • Centro de Cães de Guerra - subunidade cinotécnica dos paraquedistas.

Equipamento[editar | editar código-fonte]

Armas Ligeiras:

  • Espingarda Automática 5,56mm Galil;
  • Espingarda Automática 5,56mm G-36;
  • Espingarda Automática 7.62mm HK-G3;
  • Metralhadora Ligeira 5,56 MG-4;
  • Metralhadora Ligeira 7,62mm MG3;
  • Metralhadora Pesada 12,7mm Browning M2HB;
  • Lança-Granadas automático LG-40 de 40mm.

Armas Anti-Carro:

  • Dispositivo de Lançamento de Mísseis Anti-Carro MILAN;
  • Canhão sem Recuo Carl Gustav.

Morteiros:

  • Morteiro Médio 81mm;
  • Morteiro Ligeiro de Longo Alcance 60mm.

Artilharia de Campanha:

  • Obus Rebocado 105mm Light Gun.

Artilharia Antiaérea:

  • Lançador Portátil de Míssil AA Stinger.

Veículos Blindados:

  • Blindado Ligeiro de Rodas Panhard VBL M11;
  • Blindado de Rodas Comando V150.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]