Bringing Up Father

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jiggs e Maggie em uma cena nos quadrinhos. Ele pergunta para ela qual é a "piada" e ela responde que a piada seria ele.

Bringing Up Father (Pafúncio e Marocas, no Brasil) é o nome de uma tira de quadrinhos criada por George McManus, com início da publicação em 1913. O nome do casal em inglês era Maggie and Jiggs. Eles tinham um filha chamada Nora.

A arte de MacManus era bem superior a dos outros desenhistas da época e sua tira foi a primeira produzida nos EUA a ser conhecida internacionalmente.

A tira contava as aventuras do imigrante irlandês Jiggs nos EUA, que ganha uma fortuna numa corrida de cavalos. Ele e sua esposa tentam entrar para a alta sociedade, mas Jiggs continua com seus velhos hábitos, como beber em bares com os amigos. Sua esposa é esnobe e tenta afastá-lo dessas antigas manias. Ele usa bem deselegantemente um fraque e uma cartola.

McManus teria se inspirado na comédia musical chamada The Rising Generation, estrelada por William Gill e vista por ele quando garoto, na Grand Opera House em St. Louis, Missouri.

Depois da morte de McManus em 1954, seu assistente Zeke Zekley adotou o nome de Vernon Greene quando o substituiu. Hal Campagna substituiu Greene em 1965 e Frank Johnson assumiu em 1980. A tira foi publicada até o ano 2000, durando 87 anos.

Em 1995, ganhou um selo de correio comemorativo (US postage stamps).

Adaptações[editar | editar código-fonte]

  • Pafúncio e Marocas é apontado como a inspiração dos personagens humorísticos da TV brasileira Epitáfio e Santinha, os protagonistas de um quadro criado pelo artista Renato Corte Real em 1961 e relançado nos anos 90 no programa Zorra Total, com Rogério Cardoso e Nair Belo (que participou da primeira série).