Britpop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
BritPop
Origens estilísticas Rock alternativo, indie rock, madchester, glam rock, punk rock
Contexto cultural meados da década de 1990, Reino Unido
Instrumentos típicos Vocais, guitarra, baixo, bateria, teclados
Popularidade da metade ao final da década de 1990
Subgêneros
New wave of new wave - Post punk revival - Grebo
Formas regionais
Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte, País de Gales
Outros tópicos
Lista de bandas de britpop
A Wikipédia possui o
Portal do Rock.


Britpop é um movimento surgido na década de 1980, que toca músicas de rock com arranjos tipicamente radiofônicos. O termo é uma abreviação de "British Pop", ou seja, música popular britânica (a definição inclui grupos surgidos no Reino Unido e na Irlanda). Assim, rigorosamente, seria considerado "britpop" todo tipo de música pop produzida por artistas do Reino Unido e Irlanda, como Robbie Williams, Dido e as Spice Girls. Entretanto, o termo é aplicado especificamente a bandas de rock'n'roll e suas músicas e, embora identificado por um nome único, o termo "BritPop" inclui grupos de estilos e ritmos extremamente variados.

Músicos de BritPop, em geral, têm muita influência de bandas como Beatles, Led Zeppelin, Pink Floyd, The Rolling Stones, The Who, The Kinks, The Small Faces e Stone Roses[1] e seus dois maiores grupos eram Blur e Oasis[2] . Os líderes destas duas bandas — respectivamente Damon Albarn e os Irmãos Gallagher — tornaram-se notórios por protagonizarem uma rivalidade de estética e de liderança.

As primeiras bandas britânicas dos anos 90 surgiram com forte conteúdo político e dramático, refletindo a desilusão generalizada do contexto da Globalização e da consolidação do neoliberalismo na Europa. Assim, os Manic Street Preachers levantaram bandeiras marxistas enquanto o Radiohead e o The Verve traziam uma espécie de culto depressivo e poética pessimista; e a parte feminina representada pelo Elastica, com forte influência do new wave dos anos 70. Por outro lado, o estilo de vida cosmopolita, sintético e "metrossexual" era simbolizado por bandas como Suede, Pulp e Placebo, numa reedição da estética rave de Manchester na década anterior.

Outras diversas bandas BritPop tiveram início como "bandas de garagem", influenciadas pelo punk dos anos 70, como Muse, Ash e Idlewild, e depois suavizaram seus acordes e batidas para atingir um público mais amplo.

A partir de 1998, surgem novas bandas que de certa forma repetem a rivalidade entre Blur e Oasis, principalmente a dupla Travis e Coldplay, abusando de pianos e cordas e por vezes dispensando guitarra elétrica. Nesta linha "romântica" e altamente radiofônica, também seguem os grupos Keane e Snow Patrol, entre outros.

Nos anos de 2004 e 2005, o gênero recebe novo fôlego com o aparecimento de releituras do punk (como feito pelos Libertines, Arctic Monkeys, Kaiser Chiefs), do glam (Franz Ferdinand, Klaxons) e de bandas inspiradas pelo sucesso do New Order nos anos 80, como Bloc Party, Maxïmo Park, The Rapture e Editors. Além destas, destaca-se The Killers que, apesar de ser da cidade norte-americana de Las Vegas, não esconde a fortíssima influência das bandas BritPop.

O "estilo" BritPop exerce enorme influência sobre bandas de rock em outros países da Europa, como a Suécia (The Hives e Mando Diao). Nos Estados Unidos, outra banda fortemente inspirada pelo estilo são os Strokes.

Evolução do britpop[editar | editar código-fonte]

Bandas BritPop[editar | editar código-fonte]

Graham Coxon(esquerda) e Damon Albarn do Blur em 2009
Noel e Liam Gallagher do Oasis

As seguintes bandas são normalmente consideradas parte do "estilo" BritPop:

Referências

  1. Stan Hawkins. The British pop dandy: masculinity, popular music and culture. [S.l.]: Ashgate Publishing, Ltd., 2009. 53 pp. 0754658589, 9780754658580.
  2. Pam Hurry, Mark Phillips, Mark Richards. Heinemann advanced music. [S.l.]: Heinemann, 2001. 169 pp. 0435812580, 9780435812584.
Ícone de esboço Este artigo sobre Rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.