Bron-Yr-Aur (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Bron-Yr-Aur"
Canção de Led Zeppelin
do álbum Physical Graffiti
Lançamento 24 de fevereiro de 1975 (1975-02-24)
Gravação 1970
Gênero(s) Folk rock
Duração 02:06
Gravadora(s) Swan Song
Letrista(s) Page
Faixas de Physical Graffiti
Último
Último
"In the Light"
(7)
"Down by the Seaside"
(9)
Próximo
Próximo

Bron-Yr-Aur (AFI: brɔn.ər.aɪr) é uma canção instrumental, executada no violão, da banda britânica de rock Led Zeppelin. Com dois minutos e seis segundos de duração, é a mais curta gravação de estúdio lançada sob o nome da banda. Composta e gravada inicialmente em 1970 pelo guitarrista da banda, Jimmy Page, durante as sessões de gravação do álbum Led Zeppelin III, e foi lançada eventualmente em 1975 no álbum Physical Graffiti. Recebeu o nome de Bron-Yr-Aur, uma casa de campo em Gwynedd, no País de Gales, onde os membros da banda passaram algum tempo durante a gravação de Led Zeppelin III.[1] ("Bron-Y-Aur Stomp" é uma outra canção do mesmo álbum.)

"Bron-Yr-Aur" é uma peça reflexiva e tranquila, e uma das últimas canções acústicas lançadas sob o nome da banda. Apresenta uma afinação tipicamente aberta em Dó6 (C-A-C-G-C-E), e é tocada num Martin D-28 de 1971.[2] Esta mesma afinação foi usada por Page nas faixas "Poor Tom" e "Friends".[3] Alguns pequenos erros e ruídos nas cordas foram mantidos propositadamente por Page, para manter a sensação de execução "ao vivo". O violão também usa um pedal Chorus, para criar um som "flutuante, e também um sutil efeito Flanger, que possui um som semelhente ao de um avião supersônico cortando o ar.

A canção raramente era executada ao vivo nos shows do Led Zeppelin, porém pode ser ouvida em algumas das gravações piratas de sua sexta turnê americana, em agosto-setembro de 1970, quando ela foi executada como parte de seu set acústico.[3] Pode ser ouvida no célebre álbum pirata Live On Blueberry Hill, no qual Plant explica a origem de "Bron-Yr-Aur":

Este é um lance chamado 'Bron-Yr-Aur'. Esse é o nome do pequeno chalé nas montanhas de Snowdonia, no País de Gales, e 'Bron-Yr-Aur' é o equivalente em galês da frase "Seio Dourado" (Golden Breast). Isso por causa da sua posição, toda manhã, quando o sol nasce, e é um lugar realmente marcante. E depois de ficar lá por um tempo e decidir que era hora de ir embora, por diversos motivos, nós simplesmente não podíamos ir embora e esquecer daquilo. Vocês todos provavelmente já estiveram num lugar assim, só que nós podemos contar para vocês sobre ele e vocês não podem contar pra gente.

A versão de estúdio de "Bron-Yr-Aur" é tocada no filme The Song Remains the Same, na altura em que os membros da banda são levados por Nova York numa limusine (embora a canção não esteja no álbum da trilha sonora do filme). Um trecho da canção pode ser ouvido no filme Almost Famous (br / pt: Quase Famosos), numa das poucas ocasiões em que a banda permitiu que uma peça de seu repertório fosse usada num filme.

Formação[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sutcliffe, Phil. "Back to Nature", Q Especial Led Zeppelin, 2003, p. 34.
  2. Tolinski, Brad, (Jan. 1998). "Jimmy Page's Guitar Army: Backstage 1973". Guitar World, p. 107.
  3. a b Lewis, Dave. (1994), The Complete Guide to the Music of Led Zeppelin, Omnibus Press, ISBN 0-7119-3528-9.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dave Lewis. The Complete Guide to the Music of Led Zeppelin (em inglês). [S.l.]: Omnibus Press, 2004. 96 pp. ISBN 0-7119-3528-9
  • Chris Welch. Led Zeppelin: Dazed and Confused: The Stories Behind Every Song (em inglês). [S.l.]: Thunder's Mouth Press, 1998. 160 pp. ISBN 1-56025-818-7