Bruxa de Endor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
A Bruxa de Endor: detalhe do quadro "A Sombra de Samuel invocada por Saul" de D. Martynov (1826-1889).

A chamada Bruxa de Endor é um personagem bíblico do Antigo Testamento (1 Samuel 28:7-25). Constitui-se numa necromante consultada pelo rei Saul quando este deseja comunicar-se com o espírito de Samuel.

No texto bíblico, a profecia do espírito de Samuel é basicamente uma repetição das palavras do próprio Samuel, quando ainda estava vivo, em 1 Samuel 15. A única informação nova é a nova profecia de que Saul vai morrer "amanhã". Há que considerar que, se os eventos dos capítulos 1 Samuel 28-31 estão em ordem cronológica, Saul não morreu no dia seguinte e sim após três dias, de modo a permitir o movimento das tropas de Davi para chegar a Ziclague "no terceiro dia" (1 Samuel 30:1).

Na Septuaginta, a tradução grega do Antigo Testamento, a frase "uma mulher com um espírito" (I Samuel 28:7) é traduzida como "um ventríloquo." Consequentemente, Orígenes declarou que a voz do fantasma era de fato a voz da mulher.