Buddy Holly (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Buddy Holly"
Single de Weezer
do álbum Weezer (The Blue Album)
Lado B "Jamie"
Lançamento 7 de Setembro de 1994 (1994-09-07)
Formato(s) CD, Cassete, Vinil 7"
Gravação Agosto - Setembro de 1993 no Electric Lady Studios
Nova Iorque, EUA Estados Unidos
Gênero(s) Rock Alternativo, Power Pop[1]
Duração 2:40
Gravadora(s) DGC Estados Unidos
Composição Rivers Cuomo
Letrista(s) Rivers Cuomo
Produção Ric Ocasek
Informações sobre o vídeo musical
Gravação 1994
Lançamento 1994
Director(es) Spike Jonze
Duração 4:01
Cronologia de singles de Weezer
Último
Último
"Undone – The Sweater Song"
(1994)
"Say It Ain't So"
(1995)
Próximo
Próximo
Certificação RIAA: Gold.png Ouro
Capa alternativa
Capa de substituição

"Buddy Holly" é uma música da banda americana de rock alternativo Weezer, lançada em 1994 como o segundo single do seu álbum homónimo de estreia, também conhecido como The Blue Album. O single foi lançado naquele que teria sido o dia do 58º aniversário de Buddy Holly. A letra da música faz referência a este, que foi um dos maiores artistas musicais americanos dos anos 50, tal como menciona a actriz Mary Tyler Moore. A música atingiu o #2 e o #34 nas tabelas americanas Modern Rock Tracks e Mainstream Rock Tracks, respectivamente. Atingiu também o #12 no Reino Unido. A revista americana Rolling Stone considerou-a a 499ª melhor música de todos os tempos através da lista The 500 Greatest Songs of All Time.[2] O single foi certificado como ouro pela RIAA em 2006.[3] O canal musical VH1 considerou-a uma das melhores músicas dos anos 90, tendo-a colocado no lugar #59, em 2007.[4]

Regravações[editar | editar código-fonte]

O primeiro álbum da banda de rock brasileiro Bidê ou Balde, "Se sexo é o que importa, só o rock é sobre amor!", contém uma versão dessa música adaptada por Carlinhos Carneiro para o português.[5]

Desenvolvimento da música[editar | editar código-fonte]

Rivers Cuomo afirmou num dos seus blogs do MySpace em 2006 que se lembra de questionar se havia ou não de incluir esta música no Weezer. Este quase a deixa fora da lista de faixas final, mas o encorajamento do produtor Ric Ocasek fê-lo mudar de ideias. No livro River's Edge, Ocasek é citado ao dizer - "Eu lembro-me de uma altura estar hesitante em fazer o 'Buddy Holly' e estava do género - 'Rivers, nós podemos falar sobre isso. Fá-lo de qualquer maneira, e se não gostares quando estiver feito nós não a usaremos. Mas eu penso que tu deves tentar. Tu compuseste-a e é uma grande música.' " Cuomo disse que sentiu que a música era "muito foleira" e não sabia se representava o som que ele queria para a música da banda. Matt Sharp recorda,

Cquote1.svg [...] O Ric disse que nós seríamos estúpidos em tirá-la do álbum. Nós chegámos ao estúdio uma manhã e descobrimos pequenos pedaços de papel com rabiscos - NÓS QUEREMOS O BUDDY HOLLY.[6] Cquote2.svg

Uma das primeiras demos de "Buddy Holly" gravada por Cuomo em 1993 tinha um som diferente, já que a música era tocada com uma temporização mais lenta que a versão que surge no álbum. Esta versão aparece em Alone: The Home Recordings of Rivers Cuomo. As notas de Alone explicam que o refrão, na sua forma mais primitiva, era originalmente cantado como - "Oo-wee-oo you look just like Ginger Rogers/Oh, oh, I move just like Fred Astaire" - no resto do refrão da maneira que aparece até na versão do The Blue Album.

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

O vídeo musical de "Buddy Holly" foi realizado por Spike Jonze e filmado no Charlie Chaplin Studios em Hollywood durante o curso de um dia inteiro de filmagens. O vídeo apresentava os Weezer a actuar no restaurante Arnold's Drive-In da popular série televisiva dos anos 70 Happy Days. O vídeo combinou filmagens contemporâneas da banda com passagens da série. O membro do elenco de Happy Days Al Molinaro fez uma aparição no vídeo. Al refere a sua cidade-natal, Kenosha, Wisconsin, na introdução. No clímax, a edição e o uso de um duplo permitiu a Fonzie dançar ao som da actuação da banda. O vídeo também apresenta breves aparições de alguns membros da banda como dançarinos no Arnold's. Inicialmente, o actor Anson Williams, que representou Potsie no Happy Days, opôs-se ao uso de imagens dele no vídeo, mas cedeu após uma carta de David Geffen, fundador da Geffen Records.[6]

O vídeo teve uma grande popularidade e muito tempo de antena na MTV.[7] O vídeo inovador ganhou cinco prémios nos MTV Video Music Awards de 1995, incluindo os prémios "Breakthrough Video" e "Melhor Vídeo Musical Alternativo".[8] O lançamento do Microsoft Windows 95 incluía um certo número de itens de "Coisas Divertidas" no CD, incluindo o vídeo de "Buddy Holly", tendo sido um elemento fundamental para catapultar a música para a popularidade e colocar os Weezer na história dos MTV Video Music Awards.[9] O vídeo musical surge também na exposição musical do Museu de Arte Moderna - MoMA de Nova Iorque.

Ilustração da capa[editar | editar código-fonte]

A ilustração original da capa do single era composta por uma fotografia dos tempos de infância de Rivers Cuomo com uma amiga não identificada. A capa foi prontamente alterada devido ao facto de na altura a já senhora que aparecia na imagem em criança ter processado os Weezer por uso da fotografia sem permissão legal. A alteração da capa foi feita rapidamente para outra imagem da infância de Cuomo, com o seu irmão mais novo Leaves Cuomo.

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Single Promocional Para Rádio

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Buddy Holly"   Rivers Cuomo 2:40
CD Retalho Reino Unido
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Buddy Holly"   Rivers Cuomo 2:40
2. "My Name Is Jonas" (Ao Vivo - Horizontal Boogie Bar, Rochester, Nova Iorque) Rivers Cuomo, Patrick Wilson, Jason Cropper 3:40
3. "Surf Wax America" (Ao Vivo - Horizontal Boogie Bar, Rochester, Nova Iorque) Rivers Cuomo, Patrick Wilson 4:09
4. "Jamie"   Rivers Cuomo 4:18
Cassete Retalho Reino Unido/Disco Vinil 7" Single Reino Unido (Vinil Preto)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Buddy Holly"   Rivers Cuomo 2:40
2. "Jamie"   Rivers Cuomo 4:18
CD Retalho Australiano
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Buddy Holly"   Rivers Cuomo 2:40
2. "Holiday"   Rivers Cuomo 3:24
CD Retalho Holandês
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Buddy Holly"   Rivers Cuomo 2:40
2. "Surf Wax America" (Ao Vivo - Horizontal Boogie Bar, Rochester, Nova Iorque) Rivers Cuomo, Patrick Wilson 4:09

Posições nas tabelas e Certificações[editar | editar código-fonte]

Pessoal[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Doug Brod. (Junho de 2008). "The 'Buddy Holly' story". Spin Magazine.
  2. 500 Greatest Songs of All Time: Weezer, 'Buddy Holly' (em inglês). Visitado em 3 de setembro de 2011.
  3. RIAA searchable database. Visitado em 26 de Outubro de 2008.
  4. 100 Greatest ngs of the '90s
  5. http://cliquemusic.uol.com.br/discos/ver/bide-ou-balde/se-sexo-e-o-que-importa--so-o-rock-e-sobre-amor-
  6. a b "Buddy Holly: How Four LA Rockers Created the Definitive Hipster-Doofus Battle Cry", Ryan Domball, Blender, Novembro de 2008
  7. Luerssen D., John. Rivers' Edge: The Weezer Story. ECW Press, 2004, ISBN 1-55022-619-3 p. 132
  8. 1995 MTV Video Music Awards Rock on the Net. Visitado em 11 de Setembro de 2007.
  9. 1995 MTV Video Music Awards on mtv.com mtv.com. Visitado em 4 de Janeiro de 2011.
  10. Artist Biography by Stephen Thomas Erlewine. Weezer | Awards AllMusic. Visitado em 19 de Julho de 2013.
  11. "Buddy Holly", Dutch Singles Chart [1] (Recuperado a 27 de Julho de 2011)
  12. "Buddy Holly", Swedish Singles Chart [2] (Recuperado a 27 de Julho de 2011)
  13. RIAA Certifications