Buddy Lazier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Buddy Lazier
Buddy Lazier 2008 Indy 500 Bump Day.jpg
Lazier antes do Bump Day da Indy 500 de 2008.
Nome completo Robert Buddy Lazier
Nacionalidade    Estados Unidos Norte-americano
Data de nascimento 31 de Outubro de 1967 (46 anos)
Registros na IndyCar Series
Anos 1996-2009, 2013
Times 4 (Hemelgarn, Panther,
Dreyer & Reinbold, Sam Schmidt e Lazier Partners)
Voltas mais rápidas 6
Primeira corrida Estados Unidos Indy 200 at WDW, 1996
Primeira vitória Estados Unidos Indy 500 de 1996
Última vitória Estados Unidos GP de Kentucky, 2001
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 2013
GPs Poles Pódios Vitórias
101 (100 largadas) 2 18 8
Registros na CART/Champ Car
Anos 1989–1995
Times 8 (Team Lazier, Hemelgarn, Arciero, Coyne,
Walker, Leader Cards, Project Indy, Payton/Coyne e Menard)
Campeonatos 0 (19º em 1992)
Pontos 17
Voltas mais rápidas 0
Primeira corrida Estados Unidos Indy 500, 1989
(não correu por estar machucado)
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 1995
GPs Poles Pódios Vitórias
71 (66 largadas) 0 0 0

Robert Buddy Lazier (Vail, 31 de outubro de 1967), conhecido apenas por Buddy Lazier, é um piloto de automobilismo dos Estados Unidos da América. É filho do ex-piloto Bob Lazier e irmão de Jaques Lazier, também com passagens na IndyCar. Buddy disputou onze edições da Indy 500.

Carreira[editar | editar código-fonte]

CART pré-cisão[editar | editar código-fonte]

Lazier participando do GP de Laguna Seca de 1991, pela Hemelgarn.

A carreira de Lazier na CART pré-cisão teve início em 1989, quando tentou a classificação para a edição das 500 Milhas de Indianápolis daquele ano, mas se acidentou durante os treinos e não teve condições de correr. Estreou de facto no GP de Laguna Seca, no qual não obteve a vaga no grid, competindo pela equipe que levava seu sobrenome e que tinha seu pai como manager.

Também falhou em obter posição no grid da Indy 500 de 1990, ano em que fez sua primeira corrida oficial, o GP de Portland, onde chegou na décima-terceira colocação, representando a Hemelgarn, equipe onde obteve o auge de sua carreira. Chegou a disputar o GP de Michigan pela equipe Arciero.

Até 1995, ano em que deixou a CART, Buddy competiria outras 58 vezes, pelas equipes Coyne, Walker, Leader Card, Project Indy, Payton/Coyne e Menard, não conquistando mais do que um sétimo lugar no GP de Michigan de 1992.

IndyCar[editar | editar código-fonte]

Lazier nos treinos da Indy 500 de 2008, pela Hemelgarn.

Com a separação da CART em duas categorias a partir de 1996, Lazier disputaria apenas três provas pela recém-criada Indy Racing League, vencendo as Indy 500 - esta foi sua primeira vitória em categorias top do automobilismo.

Até 2001, era um dos principais pilotos do pelotão da IRL, largando várias vezes entre os primeiros colocados. Atingiu o auge em 2000, sagrando-se campeão da temporada. Sua carreira começou a degringolar em 2002, mas ainda assim obteve dois pódios (Kentucky e Chicago).

Em 2003, Buddy Lazier entrou em uma fase negra da carreira, não obtendo um pódio pela primeira vez desde 1995, tendo como melhor resultado um décimo lugar em Pikes Peak. Saiu da Hemelgarn em 2004, tendo participado apenas das 500 Milhas de Indianápolis, fechando a temporada na trigésima colocação, com doze pontos ganhos.

De 2005 a 2007, competiu pelas equipes Panther, Dreyer & Reinbold e Sam Schmidt, sem sucesso. Retornou à Hemelgarn em 2008, classificando-se de forma dramática para as 500 Milhas.

No ano seguinte, tentou novamente obter uma vaga no grid das 500 Milhas, mas não teve êxito, ficando de fora após 14 participações consecutivas, e não se classificando para uma prova pela primeira vez desde 1995.

Era esperada sua presença em Indianápolis em 2010, para que ele apagasse o fraco desempenho do ano anterior, mas a não-inscrição da Hemelgarn sepultou seus planos. Três anos depois, Lazier se inscreveu para a nonagésima-sétima edição das 500 Milhas, agora pela Lazier Partners[1] , equipe que tem Bob Lazier, pai do piloto, como manager, assim como em 1989. Pilotando um Dallara-Chevrolet #91, o mesmo número que usou em sua melhor fase (inclusive na conquista da Indy 500 de 1996), o veterano obteve a trigésima-segunda colocação no grid, abandonando a prova em decorrência de problemas mecânicos.

Participações na Indy 500[editar | editar código-fonte]

Ano Chassi Motor Posição de largada Posição de chegada Equipe
1989 March Cosworth Acidentou-se nos treinos Lazier
1990 Lola Cosworth Não-classificado Hemelgarn
1991 Lola Buick 23º 33º Hemelgarn
1992 Lola Buick 24º 14º Leader Cards
1993 Lola Buick Não-classificado Leader Cards
1994 Lola Ilmor Não-classificado Leader Cards
1995 Lola Menard-Buick 23º 27º Menard
1996 Reynard Ford-Cosworth Hemelgarn
1997 Dallara Oldsmobile 10º Hemelgarn
1998 Dallara Oldsmobile 11º Hemelgarn
1999 Dallara Oldsmobile 22º Hemelgarn
2000 Dallara Oldsmobile 16º Hemelgarn
2001 Dallara Oldsmobile 10º 18º Hemelgarn
2002 Dallara Chevrolet 20º 15º Hemelgarn
2003 Dallara Chevrolet 21º 21º Hemelgarn
2004 Dallara Chevrolet 28º 23º Hemelgarn
2005 Dallara Chevrolet Panther
2006 Dallara Honda 25º 12º Dreyer & Reinbold
2007 Dallara Honda 22º 19º Schmidt
2008 Dallara Honda 32º 17º Hemelgarn
2009 Dallara Honda Não-classificado Hemelgarn
2013 Dallara Chevrolet 32º 31º (não completou) Lazier Partners

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Auto Racing Chequered.svg Este artigo sobre um(a) automobilista, integrado ao Projeto Automobilismo, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.