Buffalo '66

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Buffalo '66
 Estados Unidos
1998 • cor • 120 min 
Direção Vincent Gallo
Roteiro Vincent Gallo
Alison Bagnall
Elenco Vincent Gallo
Christina Ricci
Anjelica Huston
Ben Gazzara
Género comédia, drama, romance
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Buffalo '66 é um filme de 1998 que é uma semi-autobiografia do roteirista e diretor Vincent Gallo em sua estréia na direção. Gallo e Christina Ricci estrelam nos papéis principais e contou ainda com Mickey Rourke, Rosanna Arquette, Ben Gazzara e Anjelica Huston. Gallo também compôs e executou grande parte da trilha sonora para o filme.

A revista Empire listou como o 36º maior filme independente de todos os tempos. Foi rodado em Buffalo, Nova Iorque.[1] O filme faz uso extensivo de rock progressivo britânico em sua trilha sonora, notadamente King Crimson e Yes.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Billy Brown (Vincent Gallo), um homem excêntrico criou toda uma fábula para seus pais para esconder que estava na prisão contando a eles que trabalhava para o governo e era casado. Após ser solto, retorna à sua cidade, e, para completar a mitologia que criou, rapta uma garota chamada Layla (Christina Ricci), e a obriga a interpretar sua esposa perante os pais de Billy, papel que Layla faz tão perfeitamente que acaba criando uma relação afetiva com Billy.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Gallo e Ricci declaradamente não se davam bem durante as filmagens. Ele a chamou de "fantoche" quem fez o que lhe foi dito.[2] Ricci prometeu nunca mais trabalhar com Gallo novamente.[3] Ela também se ressentia dos comentários que Gallo fez sobre seu peso três ou quatro anos depois das filmagens.[4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Buffalo '66 recebeu em sua maioria críticas positivas. O Rotten Tomatoes calculou uma média de 78% de aprovação, baseado em 40 críticas recolhidas, conseguindo uma classificação de "Certificado Fresco", com uma média de 7/10.[5] No Metacritic tem uma pontuação de 68, indicando "comentários geralmente favoráveis".[6]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • A cena do jantar com os pais de Billy presta uma homenagem ao estilo do diretor japonês Yasujiro Ozu, o que se confirma na placa do carro de Layla, onde está escrito OZU.
  • Do orçamento de 1 milhão e meio, pelo menos 20 mil dólares foram para o aplique de Anjelica Huston.
  • A música que o pai de Billy canta para Layla, "Fools Rush In Where Angels Fear To Tread", foi cantada no filme pelo pai de Vincent Gallo, o Sr. Vincent Gallo.
  • A casa em que moram os pais de Billy Brown é exatamente a mesma casa que o diretor e ator principal Vincent Gallo morou com os seus pais quando mais novo.
  • Ben Gazzara, o ator que interpreta Jimmy Brown, improvisou a parte em que ele enfia seu rosto entre os seios de Christina Ricci na mesa de jantar.

Referências

  1. 50 Greatest Independent Films From Empire. Filmsite.org. Página visitada em 19 de outubro de 2010.
  2. Tiffany Lee-Youngren (18 de janeiro de 2005). Truth or consequences. San Diego Union Tribune. Signonsandiego.com. Página visitada em 15 de abril de 2008.
  3. Dish, Daily (13 de julho de 2004). Ricci's traumatic gallo memories. San Francisco Chronicle. Sfgate.com. Página visitada em 15 de abril de 2008.
  4. Dave Calhoun. Christina Ricci interview. Time Out. Página visitada em 15 de abril de 2008.
  5. Buffalo '66 Movie Reviews (em inglês). Rotten Tomatoes. Flixster. Página visitada em 25 de abril de 2011.
  6. Buffalo '66 Reviews, Ratings, Creditas and More (em inglês). Metacritic. Metacritic.com. Página visitada em 25 de abril de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]