Burhanuddin Rabbani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Burhanuddin Rabbani

Burhanuddin Rabbani (em persa: برهان الدين رباني, Burhânuddîn Rabbânî; Badakhshan, 1940 - Cabul, 2011) foi um político afegão, presidente do país[1] durante dois períodos. Foi o líder do partido político afegão Jamiat-e-Islami (Sociedade Islâmica do Afeganistão), e serviu como o chefe político da Aliança do Norte, uma associação de grupos políticos que lutaram contra o governo Talibã no Afeganistão. Entre 1992 e 1996, Rabbani foi presidente do Afeganistão, até que foi forçado a fugir de Cabul, quando os talibãs tomaram a cidade. Seu governo foi reconhecido como legítimo por muitos países e pelas Nações Unidas.

Foi assassinado na explosão de um carro-bomba em Cabul no dia 20 de setembro de 2011[2] , enquanto negociava um acordo de paz com o Talibã.

Antes de morrer, Rabbani era o líder da Frente Nacional do Afeganistão, conhecido na mídia como a Frente Nacional, o maior grupo de oposição no governo de Hamid Karzai.

Referências

  1. Rabbani's Afghan comeback. BBC News (14 de novembro de 2001). Página visitada em 10-9-2009.
  2. Key Afghan leader Rabbani killed in Kabul bombing. The Washington Post (20 de setembro de 2011). Página visitada em 20-9-2011.
Precedido por
Sibghatullah Mojadeddi
Presidente do Afeganistão
1992-1996
Sucedido por
Mohammed Omar (Chefe do Conselho Supremo do Afeganistão)
Precedido por
Cargo criado
Presidente da Aliança do Norte
1996-2001
Sucedido por
Cargo suprimido
Precedido por
Mohammed Omar (Chefe do Conselho Supremo do Afeganistão)
Presidente do Afeganistão
2001
Sucedido por
Hamid Karzai