Burning Fight

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Burning Fight
Produtora SNK
Editora(s) SNK
Plataforma(s)
Data(s) de lançamento 9 de agosto, 1991 (Arcade, NG)
9 de setembro, 1994 (NGCD) [1]
23 de junho, 2008 (Virtual Console)
Gênero(s) Beat'em up
Modos de jogo 1 ou 2 jogadores
Controles joystick de 8 direções e 4 botões
Hardware
Sistema Neo-Geo
CPU 68000 (@ 12 Mhz)
Vídeo Raster, 320x224 pixels (horizontal), 4096 cores

Burning Fight é um jogo de arcade criado pela SNK em 1991 para o sistema MVS do Neo Geo. Sendo um jogo de Beat'em up, ele foi provavelmente uma tentativa de lucrar em cima da fama que os jogos Final Fight (da Capcom) e Streets of Rage (da Sega) tiveram em sua época. Três anos após seu lançamento nos arcades e no console da Neo-Geo, foi lançado também sua versão para Neo Geo CD como a única versão de plataforma do jogo. O produtor do jogo é Eikichi Kawasaki, um dos fundadores da SNK e o homem por trás de vários jogos famosos da empresa, como por exemplo as séries Fatal Fury e Samurai Shodown.

História[editar | editar código-fonte]

Duke e Billy, dois policiais-detetives famosos e renomados da cidade de Nova Iorque, estão na cola de um perigoso sindicato do crime japonês. Sua investigação os levou às ruas perigosas do Japão onde eles conhecem um policial e artista marcial chamado Ryu. Ryu concorda em juntar-se à dupla para achar os chefes das quadrilhas de crime organizado do Japão e acabar com o seu reino de terror de uma vez por todas. [2]

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Duke Edwards: O protagonista e o personagem balanceado do jogo, tendo seus chutes um bom alcance. Duke é o personagem ideal para jogadores novatos. Seu golpe especial é o conhecido gancho chamado "Submarine Screw". Duke tem uma aparência que lembra Cody, da série Final Fight.
  • Billy King: O personagem mais forte e lento do elenco, tendo seus ataques os que mais fazem dano. Billy é o personagem ideal para jogadores mais experientes ou como parceiro no jogo. Seu golpe especial é uma investida onde ele corre derrubando todos que estiverem pela frente.
  • Ryu Saeba: O personagem mais fraco e rápido do elenco, tendo grande facilidade de executar combos. Ryu é o personagem ideal para personagens pouco experientes que gostam de velocidade. Seu golpe especial é um chute rodando no ar, muito semelhante ao especial de Guy, da série Final Fight.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Este jogo usa elementos que são muito semelhantes ao de Final Fight: seleção de personagens balanceado (um personagem balanceado, outro rápido e fraco e outro forte e lento), objetos e armas encontradas no chão durante o jogo podem ser usadas contra os inimigos e causam mais dano que os golpes normais e cenários semi-interativos, onde os jogadores podem destruir cabines de telefone, lixeiras, etc. Burning Fight é praticamente uma cópia modificada de Final Fight, tendo somente como diferença os mini-estágios secretos encontrados pelo cenário do jogo, onde o jogador deve seguir objetivos (neste caso, acabar com oponentes e destruir objetos) em um curto espaço de tempo para ganhar prêmios.

Trívia[editar | editar código-fonte]

  • Duke Edwards é o personagem mais famoso deste jogo, tendo participado em outros jogos da SNK como aparição cameo. Existem duas aparições notáveis na história da companhia:
  • Apesar do fato de os inimigos serem parte do yakuza, o chefe final é um homem espanhol (ou italiano) chamado Castella (Casterora em japonês), que lembra Belger de Final Fight.
  • Este jogo não tem ending, não importando qual personagem o jogador escolha. Após derrotar o chefe final (Castella), é somente exibido várias cenas do jogo inclusos com os créditos e, no fim, uma foto dos personagens principais. [3]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]