Bursa de Fabricius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Bursa de Fabricius (órgão linfóide, onde são formados os linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos) é um divertículo oval em forma de saco na zona dorsal da parede do proctodeu, uma parte da cloaca das aves.

Este órgão está dividido em lóbulos poliédricos (folículos) por septos de tecido conjuntivo. Cada folículo apresenta córtex e medula. Uma camada de células epiteliais indiferenciadas ocupa a periferia da medula, que é separada do córtex por uma camada capilar. O lúmen é revestido por epitélio colunar pseudo-estratificado, excepto no ápice de cada folículo, que é revestido por um tufo epitelial de células colunares simples. O epitélio e o tecido linfóide subjacente formam pregas que se estendem para o lumen da bursa. Como no timo, a malha que suporta os linfócitos na bursa é formada por células epiteliais. Este órgão está presente em aves saudáveis até elas alcançarem a maturidade sexual. O intestino (porção retal) pode ser cortado após o exame da BF e deixado de lado para exame posterior.