Buzzcocks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Buzzcocks
A banda em concerto em Porto Alegre, 2006
Informação geral
Origem Manchester, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Punk rock[1]
Pop punk[2] [3]
New wave[1] [4] [5]
Período em atividade 1976 - 1981
1989 - Actualmente
Gravadora(s) United Artists
IRS
Go Kart
Merge
Cooking Vinyl
Página oficial Buzzcocks.com
Integrantes Pete Shelley
Howard Devoto
Steve Diggle
John Maher
Garth Smith
Steve Garvey
Tony Barber
Phil Barker

Os Buzzcocks são uma banda britânica de punk rock, formada em Manchester, em 1976, por Peter McNeish (vocais, guitarra), Howard Traford (vocais), Steve Diggle (baixo), Garth Smith (baixo e bateria) e John Maher (bateria).

História[editar | editar código-fonte]

Os amigos Peter McNeish (que muda de sobrenome para Shelley) e Howard Traford (que muda de sobrenome para Devoto), ficaram tão fascinados ao assistirem um show dos Sex Pistols que voltaram para casa com uma idéia fixa na cabeça: montar uma banda que tivesse o mesmo estilo explosivo para que se tornassem em Manchester o equivalente aos que os Pistols representavam em Londres. E foi assim que nasceu o Buzzcocks, uma banda punk que logo se popularizou e passou a influenciar inúmeros outros grupos.

Apesar da intensidade e fúria do som, característicos do estilo punk, o Buzzcocks tinham um diferencial em relação aos outros grupos: ao invés de letras que entoavam a revolta contra o sistema político e social, a banda escrevia letras angustiadas, algumas vezes engraçadas, sobre amor com uma perspectiva adolescente.

Depois de algum tempo tocando juntos, os Buzzcocks abriram diversos show de seus "inspiradores" - o Sex Pistols.

Em 1977, após o lançamento do EP Spiral Scratch, Devoto deixa a banda, e Pete Shelley passa a ser o vocalista principal. Steve Diggle passa para a guitarra e Garth Smith assume o baixo.

No mesmo ano, lançam o single "Orgasm Addict" que, devido ao seu polémico título, não tem sucesso comercial, mas chama a atenção do público. Garth Smith sai da banda, e é substituído por Steve Garvey.

Após o lançamento dos seus três primeiros álbuns, os Buzzcocks partem para uma turnê nos EUA, sem grande sucesso. No entanto, no Reino Unido atingiam o seu auge da fama.

O ano de 1980, é um ano de tensões, tanto dentro da banda, como com a sua editora United Artists, entretanto adquirida pela EMI. Esta última decide cortar o apoio à banda, que se encontrava a gravar o quarto álbum, e resolve lançar a colectânea Singles Going Steady , que os Buzzcocks recusam. Estes acontecimentos levam à saída de Shelley em 1981, e consequente separação dos membros da banda.

Nos anos seguintes, os membros dos Buzzcocks seguem diferentes projectos: Shelley a solo, Diggle e Maher formam a banda Flag of Convenience, e Garvey os Motivation. Em 1989, juntam-se, de novo, para efectuar espetáculos nos EUA, mas Maher decide sair, e é substituído por Mike Joyce, dos Smiths.

O ano de 1993 marca o regresso do grupo aos álbuns de originais, com Trade Test Transmissions. A banda é actualmente composta por Pete Shelley, Steve Diggle, Tony Barber (baixo) e Phil Barker (bateria).

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Buzzcocks