Cânone da Terra-média

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esse artigo discute a concepção literária do cânone aplicada ao mundo legendário de J.R.R. Tolkien, a Terra-média.

Definição[editar | editar código-fonte]

Originalmente cânone ou cânon era aplicado nas leis eclésias. Seu significado geral era de escritos considerados como a "palavra final" em discussões acerca dos temas abordados pelos mesmos. Na literatura o termo normalmente é usado para legitimar uma publicação (tanto na questão do 'copyright' quando do 'metarial aprovado pelo autor') de um dado trabalho tanto como o cerne de algum material que capture a essência de uma dada cultura (ex: o cânone da literatura do faroeste).

Como uma derivação da definição acima aplicada a mundos imaginários 'cânone' também pode ser um rótulo aplicado a fatos de um mundo secundário que um leitor ou uma comunidade de leitores acreditem ser verdade (ou precisos e consistente) em harmonia com o tema, eventos, personagens e outros objetos literários desse mundo imaginário. Essa aplicação do termo a um grupo de escritos de ficção implica a existência de fatos inconsistentes e contraditório sobre esse mundo imaginário. Ao ser aplicado por leitores à obra de Tolkien o corpo de escritos produzido é usualmente chamado de 'Cânone da Terra-média'. Nos trabalhos de ficção de Tolkien o termo é usado para designar textos específicos, versões e detalhes sobre a Terra-média considerados consistentes pelos fãs.