Célticos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Território dos célticos (C18 , C19.)

Os Célticos (em latim: Celtici, lit. "celtas") eram os integrantes de uma tribo celta que habitava a zona do Alentejo ocidental no sul de Portugal, mas poderiam também ocupar local de habitação dos Turdetanos.

O termo latino significa Celta, e é usado para diferenciar os celtas do Alentejo (ou seja, a sul do rio Tejo) em relação a outras tribos celtas. Segundo Jorge de Alarcão a "designação seria um colectivo que abrangeria diversos populi, designadamente os Sefes, os Cempsii e talvez também os Lusitani" [1] .

As povoações dos Célticos na Lusitânia eram Lacóbriga, Cepiana, Bretoleu, Miróbriga, Arcóbriga, Meríbriga, Ebora, Catraleuco, Turres, Albas e Arandis[2] .

Os célticos eram vizinhos dos Turdetanos com quem partilhavam as planícies do Alentejo, ocupando os célticos a parte ocidental. É Ptolomeu (ca. 90–ca.168 d.C.), baseado em autores mais antigos como Posidónio e Artemidoro, que distingue os dois povos no século II d.C.[carece de fontes?]

Pela semelhança dos nomes das cidades, da língua e de rituais sagrados dos povos célticos e dos celtiberos, Plínio considera a Lusitânia a origem dos celtas na peninsula ibérica[3] .

Referências

  1. Alarcão, Jorge de. Populi, Castella e Gentilitates. Revista de Guimarães. Volume Especial, I, Guimarães, 1999. Casa de Sarmento.
  2. (em inglês)The Geography of Claudius Ptolemy. Book II, Chapter 4. Location of Lusitania Hispania. (Second Map of Europe).
  3. Sir William Smith (1854), Dictionary of Greek and Roman geography, Volume 2, Boston, Little, Brown and Company.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.