Círculos de pedra da Senegâmbia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Círculos de Pedra da Senegâmbia *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Wassu2.jpg
Círculos de Pedra de Wassu
País Gâmbia
Senegal
Critérios i, iii
Referência 1226
Coordenadas 13° 41′ N 15° 31′ W
Histórico de inscrição
Inscrição 2006  (30ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Os círculos de pedra da Senegâmbia são monumentos megalíticos situados na Gâmbia e no Senegal (África ocidental), ocupando uma faixa de 100 km de largura, ao longo de cerca de 350 km do Rio Gâmbia. São quatro grandes grupos de círculos de pedras, que representam uma extraordinária concentração de 1000 monumentos.

Os quatro grupos, designados Sine Ngayène, Wanar, Wassu e Kerbatch somam 93 círculos de pedra e incluem ainda túmulos e campas, alguns dos quais foram escavados, revelando material que sugere uma época entre o século III a.C. e o século XVI. O conjunto é uma área considerada sagrada pelos locais e foi construída ao longo de mais de 1500 anos.

As pedras são grandes colunas de laterite com cerca de dois metros de altura e um peso de sete toneladas cada, foram cortadas com instrumentos de ferro e cuidadosamente esculpidas em pilares quase idênticos de secção circular ou poligonal. Cada círculo é formado por oito a 14 pilares, dispostos num círculo com 4-6 metros de diâmetro e encontra-se localizado ao lado de um túmulo.

Os Círculos de Pedra da Senegâmbia representam uma sociedade próspera, muito organizada e que durou centenas de anos. Provavelmente, esta cultura megalítica estaria representada numa extensa região da África ocidental. O conjunto foi considerado Património Mundial pela UNESCO, em 2006.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UNESCO. Página visitada em 13/6/2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.