Código Yōrō

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Código Yōrō (養老律令, Yōrō-ritsuryō?) foi uma compilação de vários códigos e normas de governo do início do Período Nara no Japão clássico.[1] A maior parte do trabalho no Código Yōrō Code[2] foi concluída em 718.[3]

O Código Yōrō foi uma revisão do anterior Código Taihō.[4] O trabalho de compilação começou com Fujiwara no Fuhito, mas o projeto parou abruptamente quando Fuhito faleceu em 720.[5] O Código não foi editado até 757, quando Fujiwara no Nakamaro o promulgou sob ordem da Imperatriz Koken.

Em termos de conteúdo, diferenças em relação ao código Taihō eram limitadas. O Código em si, assim como outros códigos ritsuryo, se perdeu. Contudo, alguns documentos posteriores (como o Ryo no Gige, um documento do século IX explicando as leis editadas) permaneceram e permitiram sua reconstrução.

Na prática, o Código permaneceu em vigor até a era Meiji no século XIX, tornando-se uma norma de governo milenar.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Asakawa, Kan'ichi. (1903). The Early Institutional Life of Japan: A Study in the Reform of 645, p. 13.
  2. No nome "Código Yōrō," o termo "Yōrō" se refere à nengō (era) entre "Reiki" e "Jinki." Em outras palavras, o código Yōrō foi promulgado durante a era Yōrō, que foi um período entre os anos de 717 e 724.
  3. Asakawa, Kan'ichi. (1903). The Early Institutional Life of Japan: A Study in the Reform of 645, p. 297.
  4. No nome "Código Taihō, o termo "Taihō" se refere à nengō (era) entre "Shuchō" e "Keiun." Em outras palavras, o código Taihō foi promulgado durante a era Taihō, que foi um período entre os anos de 701 e 704.
  5. Titsingh, Isaac (1834). Annales des empereurs du japon, p. 66.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a história do Japão (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.