Córrego Danta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Córrego Danta
Bandeira de Córrego Danta
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Fundação 1 de janeiro de 1949
Gentílico corregodantense
Prefeito(a) Reginaldo Saturnino Cardoso
(2013–2016)
Localização
Localização de Córrego Danta
Localização de Córrego Danta em Minas Gerais
Córrego Danta está localizado em: Brasil
Córrego Danta
Localização de Córrego Danta no Brasil
19° 49' 26" S 45° 54' 14" O19° 49' 26" S 45° 54' 14" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Oeste de Minas IBGE/2008[1]
Microrregião Piuí IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Luz, Bambuí, Tapiraí, Santa Rosa da Serra, Campos Altos e Estrela do Indaiá.[2]
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 644,920 km² [3]
População 3 391 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 5,26 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,652 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 35 202,640 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 1 069,41 IBGE/2008[6]
Página oficial

Córrego Danta é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Localizado no Centro-oeste mineiro, na região do Alto São Francisco, Córrego Danta possui cerca de 3.391 habitantes e seu município tem uma área de 65,88 km².

História[editar | editar código-fonte]

Sua história conta que em 1868 a pequena aldeia foi elevada a distrito, com o nome de São José do Córrego da Anta. Recebeu o nome de Córrego Danta em 1923 e se tornou município em 1948. Sua denominação vem da existência, na época da colonização, de manadas de antas que viviam às margens do córrego que banha a cidade.

A religiosidade é intrínseca à sua população. Tem São José como padroeiro, mas é a festa de Nossa Senhora do Rosário, que acontece todos os anos em agosto, o principal evento festivo, onde a beleza e as tradições do congado são os principais atrativos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A vegetação é composta pelo cerrado. Diversos animais silvestres habitam a região, como o lobo-guará, o tamanduá e a onça-pintada.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Córrego Danta
  • Ribeirão das Araras
  • Rio da Perdição
  • Rio Indaiá

Todos fazem parte da Bacia do São Francisco.

Córrego Danta possui diversas belezas naturais, como cachoeiras e a Serra do Bueno, que rodeia a cidade.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de renda de sua população são a agricultura, com o plantio de café, cana-de-açúcar, milho e mandioca, e a pecuária leiteira

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Título não preenchido, favor adicionar.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

}}