Córrego Danta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Córrego Danta
Bandeira de Córrego Danta
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Fundação 1 de janeiro de 1949
Gentílico corregodantense
Prefeito(a) Reginaldo Saturnino Cardoso
(2013–2016)
Localização
Localização de Córrego Danta
Localização de Córrego Danta em Minas Gerais
Córrego Danta está localizado em: Brasil
Córrego Danta
Localização de Córrego Danta no Brasil
19° 49' 26" S 45° 54' 14" O19° 49' 26" S 45° 54' 14" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Oeste de Minas IBGE/2008[1]
Microrregião Piuí IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Luz, Bambuí, Tapiraí, Santa Rosa da Serra, Campos Altos e Estrela do Indaiá.[2]
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 644,920 km² [3]
População 3 391 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 5,26 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,652 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 35 202,640 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 1 069,41 IBGE/2008[6]
Página oficial

Córrego Danta é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Localizado no Centro-oeste mineiro, na região do Alto São Francisco, Córrego Danta possui cerca de 3.391 habitantes e seu município tem uma área de 65,88 km².

História[editar | editar código-fonte]

Sua história conta que em 1868 a pequena aldeia foi elevada a distrito, com o nome de São José do Córrego da Anta. Recebeu o nome de Córrego Danta em 1923 e se tornou município em 1948. Sua denominação vem da existência, na época da colonização, de manadas de antas que viviam às margens do córrego que banha a cidade.

A religiosidade é intrínseca à sua população. Tem São José como padroeiro, mas é a festa de Nossa Senhora do Rosário, que acontece todos os anos em agosto, o principal evento festivo, onde a beleza e as tradições do congado são os principais atrativos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A vegetação é composta pelo cerrado. Diversos animais silvestres habitam a região, como o lobo-guará, o tamanduá e a onça-pintada.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Córrego Danta
  • Ribeirão das Araras
  • Rio da Perdição
  • Rio Indaiá

Todos fazem parte da Bacia do São Francisco.

Córrego Danta possui diversas belezas naturais, como cachoeiras e a Serra do Bueno, que rodeia a cidade.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de renda de sua população são a agricultura, com o plantio de café, cana-de-açúcar, milho e mandioca, e a pecuária leiteira

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. [1].
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

}}