Cúpula geodésica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma cúpula geodésica.

Cúpula geodésica é uma estrutura arquitetônica utilizada pelas mais diversas civilizações desde a antiguidade. Esta extensa utilização deste recurso pode ser atribuída à sua grande estabilidade e resistência mecânica. Cúpulas geodésicas ou domos geodésicos são estruturas cuja invenção é atribuída a Richard Buckminster Füller.[1] [2] [3]

Estas cúpulas apresentam extraordinária resistência e leveza. A sua estrutura consiste em barras de qualquer material, e o domo pode ser feito em qualquer dimensão, desde que o tamanho das suas barras seja calculado corretamente.

Sistema Echelon-Inglaterra (nov 2005)-Cúpula protegendo e escondendo equipamentos do sistema de espionagem e vigilância dos Cinco Olhos

.

Cúpula geodésica no Epcot, Walt Disney World, USA
Cúpulas geodésicas- Sistema Echelon- protegendo escondendo antenas equipamentos

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Sua resistência deve-se ao formato esférico e aos triângulos que compõem sua estrutura. Qualquer força aplicada no domo se distribui igualmente até sua base, assim como os arcos na engenharia e arquitetura.

A arquitectura, para Fuller, deveria ter como objectivo criar abrigos versáteis, baratos, eficientes energicamente, leves e flexíveis: máquinas de habitar, capazes de se modificar conforme as necessidades de quem as habitasse. Para alcançar esta meta, Fuller desenvolveu, como suporte teórico da sua experiência, o que chamou de "geometria energético-sinergética". Esta base teórica envolve conceitos diversos onde filosofia e geometria se entrelaçam num todo que lembra a malha das cúpulas que lhe deram fama. O termo "sinergia" é hoje aplicado numa infinidade de situações, querendo significar que o comportamento da totalidade de um sistema não é previsível a partir do comportamento das suas partes consideradas isoladamente. É uma visão holística, em que o todo é "maior que a soma das suas partes".

Essas características permitem que estruturas desse tipo sejam utilizadas em muitas construções, como por exemplo, a que abrigou o pavilhão americano na expo-67 em Montreal no Canadá. As cúpulas podem ser construídas com vários tipos de materiais, desde o bambu até os tirantes de fibras de aço-carbono.

A Geodésica pode ser composta por 12 pentágonos e 20 hexágonos, possuindo assim 32 faces 90 arestas e 60 vértices

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Essa estrutura foi usada, por exemplo, na construção de algumas estações de radar do sistema de alarme à distancia (DEW line) mantido pelos Estados Unidos e pelo Canadá e tambem usadas proteger as antenas e esconder equipamentos eletrônicos da vista do público no sistema de espionagem e vigilância Echelon - Cinco Olhos.

Em 2000, o EcoCamp Patagonia[4] , no Chile, Patagonia foi construido o primeiro Hotel-Cúpula geodésica sustentavel.[5] Foi inaugurado em 2001. O hotel foi projetado para resistir aos ventos fortes da regiao, de acordo com as dificuldades do grupo indígena da zona austral de Chile, o Povo Alacalufe.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • De Arratus Globe to the Zeiss Planetarium, Werner Helmet, Publ. Gustav Fischer, Stuttgart, 1957. (Disponível apenas Carl Zeiss, NY)

Referências

  1. Primeira Cúpula geodésica: Planetario em Jena 1922 incl. patent information
  2. De acordo com http://www.planetarium-jena.de/Geschichte.43.0.html
  3. Audio de entrevista com Bernard Kirschenbaum sobre as cupulas. Bernardkirschenbaum.com. Página visitada em 2010-10-17.
  4. Cúpulas conhecidas como Domes do Hotel no EcoCamp Patagonia: EcoCamp Patagonia Domes » EcoCamp Patagonia
  5. Domerama.com
Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.