Cœurs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coeurs
Corações (PT)
Medos Privados em Lugares Públicos (BR)
 França  Itália
2006 • cor • 120 min 
Direção Alain Resnais
Roteiro Jean Gruault
Henri Laborit
Elenco André Dussollier
Sabine Azéma
Lambert Wilson
Laura Morante
Pierre Arditi
Isabelle Carré
Género drama
Idioma francês
Página no IMDb (em inglês)

Coeurs (br: Medos Privados em Lugares Públicos; pt: Corações) é um filme de 2006, dirigido por Alain Resnais.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Três homens e três mulheres que não se conhecem vivem no mesmo bairro. Todos são pessoas solitárias, com o destino fazendo com que suas vidas ora se cruzem, ora se afastem. Um corretor imobiliário, Thierry (André Dussollier), que mora com a irmã Gaëlle (Isabelle Carré), tenta alugar um imóvel para um casal em crise, Dan (Lambert Wilson), um ex-soldado desempregado, frustrado, há seis meses estagnado na vida e com um casamento aos frangalhos com Nicole (Laura Morante). Para amenizar as mágoas, Dan acredita que a melhor saída é se embriagar, frequentando o bar de um hotel, onde é atendido e desabafa com o barman Lionel (Pierre Arditi). Lionel também tem os seus dramas privados no que se refere a Arthur (voz de Claude Rich), seu pai enfermo que habita o seu apartamento. Com intenção de lidar com o trabalho sem muitas pressões, ele decide contratar Charlotte (Sabine Azéma) para cuidar de seu pai. Charlotte é assistente de Thierry no trabalho, que lhe empresta fitas de vídeo dela sobre programa religioso, e à noite cuida do pai de Lionel. De garantia, há os efeitos que, mais cedo ou mais tarde, aparecerão com essas conexões que se desenham. Adaptação da peça teatral de Alan Ayckbourn, o romance, com toques mais cômicos que dramáticos, acompanha os seis personagens que tem suas vidas cruzadas e, cada um a sua maneira, buscam por calor humano e suprir suas carências, no frio inverno de neve incessante que cobre uma Paris, menos charmosa do que o cinema está acostumado a retratar, onde os personagens parecem acometidos por um inverno na alma que teima em se dissipar. Melhor direção no Festival de Veneza 2006 e o filme com mais tempo em cartaz em São Paulo em 2008.


Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Melhor atriz - Laura Morante
Melhor diretor (Leão de Prata)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.