Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CEFET-MG)
Ir para: navegação, pesquisa
CEFET-MG
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
Posterdetail.jpg
Lema Rumo à transformação em Universidade Tecnológica
Fundação 8 de setembro de 1910[1] [2] (100 anos)
Tipo de instituição Pública Federal
Orçamento anual R$ 242.171.433,15(2011)[3]
Docentes 1039(2011)[4]
Total de estudantes 15202(2011)[5]
Graduação 6643(2011)[6]
Pós-graduação 187(2011)[7]
Diretor(a) Márcio Silva Basílio[8]
Vice-diretor(a) Irlen Gonçalves
Estado Minas Gerais
Página oficial http://www.cefetmg.br
Cefet mg.jpg
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET - MG) é uma autarquia federal brasileira, vinculada ao Ministério da Educação, que oferece cursos de ensino médio, ensino técnico, graduação, pós-graduação stricto sensu e lato sensu, contemplando também, de forma indissociada, o ensino, a pesquisa e a extensão, na área tecnológica e no âmbito da pesquisa aplicada.

Os campi I, II e VI localizam-se na Avenida Amazonas, em Belo Horizonte. Os outros campi (ou Unidades de Ensino Descentralizadas - UNEDs) localizam-se no interior do estado de Minas Gerais, nas cidades de Leopoldina, Araxá, Divinópolis, Varginha, Timóteo, Nepomuceno, Curvelo e Contagem.[9] [10]

Apóia também dois centros de ensino técnico (CET), que são mantidos pelas prefeituras de Itabirito e Contagem.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), em 2008 a Unidade do CEFET-MG em Belo Horizonte obteve média de 70,46 e entrou na lista das 20 melhores escolas públicas do Brasil, em 20º lugar.[11] Em 2009, segundo o INEP, Campus do CEFET-MG em Belo Horizonte está entre as quatro melhores escolas públicas em Minas Gerais, no ranking de avaliação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2009.[12] Na classificação geral por estado, quando são comparadas com as notas obtidas pelos alunos da rede particular e pública, o Campus em Belo Horizonte aparece em 15º lugar.[13] O ranking das 20 melhores escolas públicas de Minas (2009) traz ainda o Campus Divinópolis (8º), Leopoldina (12º), e Araxá (EMR: 16º e EJA: 17º).[14]

Em 2011, ocupou o segundo e terceiro lugar do ranking nacional de instituições de ensino superior entre as 10 mais concorridas do Brasil no Sistema de Seleção Unificada (Sisu),[15] sendo que, neste mesmo ano o Sisu apresentou 2.020 milhões de inscrições.[16]

Índice

História[editar | editar código-fonte]

Árvore centenária na entrada do campus II.
Placa existente no campus II informando sobre estrutura do antigo curso de Engenharia de Operações da ETF-MG.

Em 23 de setembro de 1909, o Presidente Nilo Peçanha, através do Decreto nº 7.566, criava a Escola de Aprendizes Artífices de Minas Gerais, hoje Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG).

Instalada na av. Afonso Pena, em Belo Horizonte, onde funciona atualmente o Conservatório de Música da UFMG, a Escola oferecia ensino primário profissionalizante para crianças carentes de 12 a 16 anos.

Naquela época, Belo Horizonte ainda não apresentava demanda para a área industrial e, por isso, os alunos eram formados para o artesanato manufatureiro. Havia cursos de serralheria, sapataria, ourivesaria, marcenaria e carpintaria.[17]

Somente em 1942, com a industrialização, é que a escola se tornou técnica, primeiro com o nome de Escola Técnica de Belo Horizonte e, em 1959, com a denominação de Escola Técnica Federal de Minas Gerais. Em 30 de junho de 1978, a instituição se transformou em CEFET-MG, a partir da aprovação de uma lei pelo Congresso Nacional.

Essa mudança representou um grande avanço institucional, uma vez que ampliou as possibilidades de oferta de educação tecnológica em nível superior, incluindo graduação, pós-graduação lato sensu e licenciatura, além dos cursos técnicos, de educação continuada e das atividades de pesquisa.

Em 2011 tomou posse o diretor-geral Márcio Silva Basílio, com campanha de conduzir o Centro à transformação em Universidade Tecnológica Federal[18] [19]

Escola de Aprendizes Artífices de Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

A Escola de Aprendizes Artífices de Minas Gerais (EAA-MG) foi criada em 23 se setembro de 1909.

O arquivo morto do CEFET-MG, relacionado com o EAA-MG, limita-se apenas a um livro de ata com o resultado das avaliações realizadas em todas as turmas no final dos anos de 1928 a 1939 e livros sobre treinamento dos alunos da EAA-MG em ações militares conhecidos como tiro de guerra.

Em 1914, o jornal A Tarde faz uma denúncia contra o diretor Sr. Antônio Augusto Ferreira Leal. Segundo a publicação, quase todo o corpo docente da EAA-MG era substituído por amigos do Sr. diretor, o que acabou por chamar a atenção do ministro para o devido fato.[20]

Entre os trabalhos produzidos nas oficinas da EAA-MG, podemos destacar os seguintes: mesas, armários diversos, porta-vasos, estantes, aparelho para o ensino de leitura, jóias de ouro e prata, mezaninos, pás e enxadinhas para jardinagem, caixa para depósito de água, jogo de ferramenta para moldador, além de muitos outros objetos.

Escola Técnica Federal de Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

Em 1942, com o início da industrialização de Belo Horizonte e das cidades da Região Metropolitana, é que a escola se tornou técnica, primeiro com o nome de Escola Técnica de Belo Horizonte e, em 1959, com a denominação de Escola Técnica Federal de Minas Gerais.

Segundo pesquisas, os professores de Educação Física da Escola Técnica Federal de Minas Gerais elegiam a aptidão física e o esporte como referenciais importantes na organização dos planejamentos pedagógicos. Havia forte caráter disciplinar na área e ainda a presença de normas e valores das instituições esportiva e militar no ambito escolar.[21]

Programa de Alimentação[editar | editar código-fonte]

O Programa de Alimentação é um dos primeiros programas sociais da Instituição. Iniciado na década de 80, através de bolsas aos estudantes, custeada em 70% pelo CEFET. Nesta ocasião a ASCEFET administrava a cantina, atendendo os alunos bolsistas.

Cantina no hall do campus I.

Em 1984, o CEFET, através da SAE (Seção de Assistência ao Estudante) passa a administrar o Programa de Alimentação. O Governo Federal através do PEAE (Programa Estadual de Alimentação Escolar) envia alguns gêneros. Os estudantes participam ativamente, doando utensílios, trabalhando na produção das refeições e no cultivo de uma horta comunitária no campus II. E já no próximo ano ocorre a reforma das instalações físicas, adequação nos cardápios, ampliação do atendimento de 120 para 200 refeições diárias (em 1987 esse número seria aumentado para 300 refeições diárias).

Cantina no campus II.

Com as mudanças na política governamental da década de 90, ocasionou-se:

  • Redução de verbas institucionais, extinção da FAE, fim da remessa de gêneros pelo PEAE; fim do recolhimento da taxa de matrícula dos estudantes pelo CEFET-MG, passando a ser arrecadada pela Caixa Escolar, alterando o programa em sua estrutura;
  • Financiamento integral pelos estudantes e pela Caixa Escolar do CEFET-MG.
  • Por muito tempo, estudantes não selecionados para o programa traziam marmitas, acondicionadas em um aquecedor de marmitas, dentro do restaurante.

Em meados de 1995 há novos investimentos em equipamentos e pessoal. Ampliação para 300 refeições/turno. Os profissionais da assistência estudantil passam a ter a sua ação restrita à seleção e acompanhamento dos estudantes, ficando a administração do programa sob a responsabilidade da Caixa Escolar.

Já em 2002,no campus II, até esta data, ocorre o fornecimento de bolsas emergenciais aos estudantes em risco de evasão, para cobrir gastos com alimentação.

Em 2004 há nova reestruturação do Programa: extinção da Caixa Escolar, conforme determinação do Tribunal de Contas da União; retorno da administração do programa para o CEFET-MG/SAE; convênio com a Fundação CEFETMINAS para a execução; reforma do restaurante I e contratação de pessoal, possibilitando uma ampliação de 400 para 650 refeições/dia.

Antiga antena localizada ao lado do prédio administrativo do campus I, e retirada no início de 2011.

Nos anos seguintes ocorre a ampliação gradativa do atendimento e a contratação, por meio de concurso público, de nutricionistas e administradores para os restaurantes dos campi I e II e ampliação do quadro de pessoal.

Recentemente, em 2009 aconteceu a inauguração do restaurante do CEFET-MG no campus II, universalizando o atendimento aos estudantes e estendendo à participação dos servidores, e 2010 é o ano da inauguração das novas instalações do restaurante do campus I, com capacidade para 2.000 refeições/dia, com universalização do atendimento aos estudantes estendendo à participação dos servidores.

Painel "Ceia" da Sala de Convivência dos Professores[editar | editar código-fonte]

O painel foi pintado em 1958, ano da inauguração do Campus I, pelo artista João Guimarães Vieira, o Guima. A obra foi doada pelo Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria, que era presidido pelo mineiro Pedro Paulo Penido. Em ofício do dia 3 de março do ano citado, o então Diretor da Escola Técnica de Minas Gerais, Prof. Abelardo de Oliveira Cardoso, comunicou ao dirigente o término da pintura e agradeceu pela doação.

Devido ao passar dos anos, a imagem com o passar do tempo foi tornando-se bem deteriorada, apesar de algumas restaurações terem sido realizadas durante seus 52 anos de vida.

Em 2010, ocorre uma nova restauração do painel “Ceia”. Foi dado ao painel a originalidade dos tons e das cores, para ressaltar o delineamento utilizado pelo artista, não foram utilizados instrumentos como régua. Os traços do autor são todos feitos a mão, com pincel.

Instalado na Sala de Convivência dos Professores do Campus I do CEFET-MG, o painel tem grande valor afetivo para a instituição. A Sala de Convivência é um espaço de congraçamento entre os professores e isto reflete o espírito da obra.

Pesquisa e Pós-graduação no CEFET-MG[editar | editar código-fonte]

Inscrição CEFET em vidraça do campus I.

A pós-graduação do CEFET-MG teve início na década de 1980, por meio do Programa de Capacitação dos docentes do Ensino Técnico-PCDET, em convênio com a CAPES, quando foram ofertados cursos de especialização interdisciplinares para docentes de escolas técnicas e agrotécnicas federais de todo o país. As atividades de pesquisa e pós-graduação no CEFET-MG foram iniciadas no final da década de 80, com a criação da Assessoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (AEPEX) e aprovação pela CAPES do primeiro Curso de Mestrado, instituído a partir de um convênio com a Loughborough University, Inglaterra.

Em 1988, teve início, em caráter experimental, um curso de mestrado, iniciado efetivamente a partir de 1991, o curso de Mestrado em Tecnologia. Este passou a dispor de infra-estrutura e corpo docente próprios, sendo criada a área de concentração em Educação Tecnológica e, posteriormente, a área de Manufatura Integrada por Computador. Àquela época, diversos programas de especialização para capacitação de docentes de todo país, financiados pela CAPES, foram oferecidos pelo CEFET-MG, alguns na área de Engenharia Civil, como Geotecnia Aplicada, Materiais de Construção e Metodologia de Projetos.

Houve diversos avanços como a melhoria da qualificação docente, da infra-estrutura de laboratórios e da rede computacional, o que resultou na implantação do Curso de Engenharia de Produção Civil, em 1997, e na criação do Departamento de Engenharia Civil (DEC), permitindo o desenvolvimento de projetos e a formação de grupos de pesquisa.

A partir de então, novos cursos foram aprovados: Engenharia Civil, em 2006; Engenharia da Energia, em 2007; Engenharia Elétrica e Estudos de Linguagens, em 2008; Engenharia de Materiais, em 2009.

Unidades[editar | editar código-fonte]

Estacionamento do campus I.
Campus
Centros de Educação Tecnológica

Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação[editar | editar código-fonte]

A Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DPPG) se ocupa da proposição, implementação e acompanhamento dos cursos de pós-graduação stricto e lato sensu, bem como da política de incentivos e de acompanhamento da pesquisa realizada na Instituição.

A DPPG conta em sua estrutura organizacional, com quatro coordenações gerais:

  • Coordenação do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu
  • Coordenação de Programas de Fomento à Pesquisa e Pós-Graduação
  • Coordenação de Divulgação Científica e Tecnológica
  • Coordenação de Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual

O CEFET-MG tem sete cursos de mestrado recomendados pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e quatorze de especialização. A Instituição conta com quarenta grupos de pesquisa no âmbito dos quais convivem professsores-pesquisadores e alunos dos níveis médio, graduação e pós-graduação e cuja produção tem sido divulgada e publicada em eventos técnicos e científicos nacionais e no exterior.

Ensino técnico[editar | editar código-fonte]

Vista do campus I do CEFET-MG, localizado na avenida Amazonas, em Belo Horizonte.

O CEFET-MG oferece as seguintes opções de cursos técnicos em suas diversas unidades pelo estado de Minas Gerais:[24]

Campi I e II - Belo Horizonte[editar | editar código-fonte]

Integrada
Integrada - Educação de Jovens e Adultos (EJA)
  • Edificações
  • Mecânica
Torre ao lado de árvores no campus I, em Belo Horizonte.
Concomitância externa
Subsequente
  • Eletromecânica
  • Eletrônica
  • Eletrotécnica
  • Estradas
  • Mecânica
  • Meio ambiente
  • Química
  • Transporte e trânsito
  • Turismo

Campus III - Leopoldina[editar | editar código-fonte]

Integrada
  • Eletrotécnica
  • Informática
  • Mecânica
  • Mecatrônica
Concomitância externa
  • Eletromecânica
  • Informática
  • Mecânica
Subsequente
  • Eletromecânica
  • Informática
  • Mecânica

Campus IV - Araxá[editar | editar código-fonte]

Edificação do campus IV, em Araxá.
Integrada
  • Edificações
  • Eletrônica
  • Mecânica
  • Mineração
Concomitância externa
  • Edificações
  • Eletrônica
  • Mecânica
  • Mineração
Subsequente
  • Edificações
  • Eletrônica
  • Mecânica
  • Mineração

Campus V - Divinópolis[editar | editar código-fonte]

Integrada
Concomitância externa
  • Eletromecânica
  • Informática para internet
  • Produção de moda
Subsequente
  • Eletromecânica
  • Informática para internet
  • Produção de moda
O modelo de ônibus oficial para transporte intercampi do Cefet-MG.

Campus VII - Timóteo[editar | editar código-fonte]

Integrada
Concomitância externa
Subsequente
  • Edificações
  • Informática
  • Metalurgia

Campus VIII - Varginha[editar | editar código-fonte]

Integrada
  • Edificações
  • Informática
  • Mecatrônica
Subsequente
  • Edificações
  • Informática
  • Mecatrônica

Campus IX - Nepomuceno[editar | editar código-fonte]

Entrada do campus VI do CEFET-MG, onde é fornecido o curso de formação de professores com a habilitação de licenciatura.[26]
Integrada
  • Eletrotécnica
  • Redes de computadores
  • Mecatrônica
Concomitância externa
  • Eletrotécnica
  • Mecatrônica
Subsequente
  • Eletrotécnica
  • Mecatrônica

Campus X - Curvelo[editar | editar código-fonte]

Integrada
  • Edificações
  • Eletrotécnica
  • Meio ambiente

Campus XI - Contagem[27] [editar | editar código-fonte]

Integrada
  • Controle Ambiental
  • Eletroeletrônica
  • Informática

Ensino técnico integrado[editar | editar código-fonte]

Banda militar a tocar no aniversário de 100 anos de educação tecnológica do Cefet-MG.

Para a educação profissional de nível técnico, o aluno selecionado faz o curso técnico no CEFET-MG integrado[28] ao ensino médio, obedecendo à opção de curso técnico feita no Processo Seletivo. Nesse caso, o aluno deve ter concluído o ensino fundamental.

No ENEM de 2008, as unidade de Divinópolis e Araxá (com a pontuação final de 68,96 e 66,56, respectivamente) apareceram em 1º lugar entre as escolas públicas das respectivas cidades.[29] Em Leopoldina, o CEFET-MG atingiu 66,14, ficando com a 1ª colocação entre todas escolas do município, incluindo as particulares.[29] A unidade de Timóteo obteve uma nota de 60,14, sendo que neste ano ocorreu a sua primeira participação no exame.

A unidade do CEFET-MG em Belo Horizonte obteve média de 70,46 e entrou na lista das 20 melhores escolas públicas do Brasil.[29] Em Minas Gerais, o CEFET-MG ficou com a 7ª colocação entre as escolas públicas, sendo que apenas a nível municipal, conquistou o 3º lugar entre as escolas públicas de Belo Horizonte.

A Unidade de Divinópolis, em 2009, atingiu a maior pontuação do Enem entre todas as escolas de Divinópolis, incluindo as particulares.

Ensino técnico com concomitância externa[editar | editar código-fonte]

Para a educação profissional de nível técnico, o aluno selecionado faz o curso técnico no CEFET-MG simultaneamente ao ensino médio cursado em outra instituição. Nesse regime, o aluno deve ter concluído o ensino médio ou estar cursando, no mínimo, a 2ª série desse nível de ensino, para efeito de matrícula no respectivo curso técnico.

Educação profissional de ensino técnico subseqüente (pós-médio)[editar | editar código-fonte]

Para a educação profissional de curso técnico pós-médio, o aluno aprovado no Processo Seletivo e portador do Certificado de Conclusão do ensino médio ou equivalente, pode iniciar o curso de nível técnico pretendido.[30]

Ensino superior[editar | editar código-fonte]

Entrada do campus II do CEFET-MG, onde há a maior concentração de cursos de graduação do centro.
Automóvel de corrida desenvolvido pelo Cefast, organização estudantil que representa o Cefet-MG nas competições da Fórmula SAE e Minibaja.
Construção de novas edificações no campus II.

Graduação[editar | editar código-fonte]

Campus I
Campus II
Campus III
Campus IV
Campus V
Campus VII
Campus X

Graduação tecnológica[editar | editar código-fonte]

São cursos superiores para a formação de tecnólogos. São oferecidos dois cursos: Tecnologia em Normalização e Qualidade Industrial e Tecnologia em Radiologia. Ambos estão em extinção no CEFET-MG, com aproximadamente 100 alunos remanescentes, não sendo ofertadas novas vagas para ingresso via Processo Seletivo.

Pós-Graduação[editar | editar código-fonte]

Lato sensu[editar | editar código-fonte]

o Centro possui vários cursos de especialização lato sensu que são intermitentes, ou seja, não são fixos e podem variar a cada novo processo seletivo.[33] [34]

Stricto sensu[editar | editar código-fonte]

Mestrado
  • Mestrado em Modelagem Matemática e Computacional[35]
  • Mestrado em Educação Tecnológica
  • Mestrado em Engenharia Civil
  • Mestrado em Engenharia de Materiais
  • Mestrado em Estudos de Linguagens
  • Mestrado em Engenharia Elétrica (em parceria com a UFSJ)
  • Mestrado em Engenharia da Energia (em parceria com a UFSJ)
Doutorado
  • Doutorado em Modelagem Matemática e Computacional[36]
  • Doutorado Interinstitucional em Ciências Sociais (em parceria com a PUC-SP)[37]

Pró-Técnico[editar | editar código-fonte]

Curso pré-vestibular gratuito oferecido pelo CEFET-MG aos candidatos que cursam o último ano do Ensino Fundamental em Escola Pública.

O Pró-Técnico, a partir de 2011, é oferecido em duas modalidades: Vespertino e Noturno. A primeira, para os interessados em fazer a prova para cursos de educação profissional técnica integrada de nível médio e na segunda modalidade, as aulas prepararão para a prova dos cursos de educação profissional técnica integrada de nível médio para Jovens e Adultos – Eja.

A seleção para o pré-vestibular Pró-Técnico é feita por meio das notas contidas no boletim escolar do aluno.

Semana C&T[editar | editar código-fonte]

Campo de futebol no campus I.

O evento conhecido como Semana de Ciência e Tecnologia (Semana C&T) acontece anualmente no CEFET-MG. Ela ocorre dentro do calendário da Semana Nacional de Ciência & Tecnologia divulgado pelo governo federal.

A Semana C&T é um evento gratuito que tem como finalidade mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades científicos e tecnológicos, valorizando a criatividade e a inovação.

Além de debates, seminários, minicursos e conferências, a Semana C&T conta em sua programação com a Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações (Meta) ou com o Encontro de Avaliação de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (BIC Jr.), dependendo do ano de sua realização.

Em 2010, o CEFET-MG promoveu a VI Semana de Ciência e Tecnologia.

META[editar | editar código-fonte]

A Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações (META) é um evento que faz parte do calendário do CEFET-MG, ocorre a cada dois anos.

A META visa reunir alunos e professores para a apresentação de trabalhos em estandes ou pôsteres. São aceitas, neste contexto, pesquisas finalizadas ou em andamento, protótipos, modelos e maquetes vinculados à inovação tecnológica, invenções e curiosidades.

O evento chama a atenção para a oportunidade de conhecimento de projetos de áreas diferentes das cursadas e ministradas por discentes e docentes.

A XXI META ocorreu em 2009 e esteve vinculada com o tema "Ciência no Brasil".

Projetos educacionais, acadêmicos e sociais[editar | editar código-fonte]

Banner anunciando o rumo do Centro para a transformação em Universidade Tecnológica Federal de Minas Gerais (UTFMG).

Incubadora Nascente[editar | editar código-fonte]

A Nascente é uma incubadora de empresas de base tecnológica que surgiu da vocação do CEFET-MG em produção e gerenciamento de tecnologia. Sua atuação está direcionada para a difusão da cultura empreendedora e de inovações tecnológicas no mercado. Sua função é minimizar os riscos inerentes a qualquer negócio, fornecendo todo o suporte necessário – da estrutura física aos diversos tipos de assessoria.

LACTEA[editar | editar código-fonte]

O Laboratório Aberto de Ciência, Tecnologia, Educação e Arte (LACTEA) é um laboratório de desenvolvimento de projetos de alunos, professores e servidores do CEFET-MG.Constitui-se como um ambiente não formal de aprendizagem dentro das estruturas de formação dos cursos de Engenharia, e vem atuando de acordo com seu objetivo primordial de contribuir para a capacitação humanístico-tecnológica dos alunos da instituição, através do estímulo ao desenvolvimento de projetos científicos e tecnológicos voltados produção e apresentação de objetos técnicos.

Estádio de Futebol do Mineirão[editar | editar código-fonte]

O CEFET-MG está responsável por elaborar um projeto para a transformação do Mineirão e do Mineirinho numa central geradora de energia elétrica, à base de radiação solar durante a Copa de 2014.O projeto está sendo desenvolvido dentro do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com o apoio da Fundação Cefetminas, no Campus II do CEFET-MG, por professores.[38]

Rampas típicas do campus I para acessibilidade à cadeirantes.

Colônia de férias[editar | editar código-fonte]

A Coordenação Geral de Desenvolvimento de Recursos Humanos (CGDRH) da instituição mantém uma colônia de férias semestralmente, de forma gratuita para servidores e seus dependentes, e de forma paga, aos alunos e à comunidade externa para vagas restantes.[39]

Novas unidades[editar | editar código-fonte]

A Construção do Campus CEFET-MG em Contagem: o terreno para a construção já foi doado pelo município, no bairro Cabral, na região do Ressaca/Nacional. Inicialmente, a estrutura atenderá a quatro cursos técnicos: Informática Industrial, Química, Meio Ambiente e Eletroeletrônica e dois superiores: Engenharia Ambiental e Ciência da Computação, para aproximadamente 2.000 alunos, após a implantação.

Planeja-se a implantação de outra UNED no município mineiro de Manhuaçu. O projeto da recepção e construção do campus foi entregue no início de 2010 ao Executivo Municipal, em uma reunião realizada na Câmara de vereadores.[40]

Ainda também é proposto a transferência do campus V de Divinópolis para uma nova sede localizada em um terreno de 84 mil m² doado pela prefeitura municipal da cidade. No total, serão 23 salas de aula e 23 laboratórios, além de biblioteca, anfiteatro e setores administrativos. Todo o conjunto totalizará 3.800 m² de área construída.[41]

Busca pela Transformação em Universidade Tecnológica[editar | editar código-fonte]

Desde a década de 1990, a transformação do CEFET-MG em Universidade Tecnológica vem sendo discutida na instituição.[42]

A partir do início do ano de 1998 deu-se a criação do Grupo Especial de Trabalho para elaboração de proposta de reestruturação e modelo institucional do CEFET-MG, visando sua transformação em Universidade Tecnológica Federal.

Durante o decorrer dos anos o projeto foi sendo trabalhado e já no ano de 2009 ocorre o envio ao MEC do Projeto de Transformação do CEFET-MG em UTFMG. No mesmo ano, a Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) divulga como prioridade estratégica para o biênio 2009/2010 a "Expansão e Desenvolvimento da Educação Superior": criação da UTFMG e UTFRJ.

Mais do que reconhecimento, o CEFET-MG objetiva, ainda, com a sua transformação em Universidade Tecnológica beneficiar a sociedade a partir do aumento da oferta da Educação Profissional Técnica de nível médio e da Educação superior em geral, públicas e gratuitas.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Placa comemorativa de réveillon em parede do campus I.

O CEFET-MG, sendo uma instituição que tem como grande objetivo o preparo da força de trabalho qualificada que o desenvolvimento sustentável do País tem demandado, vem ao longo do tempo, acumulando diversos prêmios que os seus funcionários e estudantes têm obtido graças a pesquisas e inovações tecno-cientificas.

Principais premiações alcançadas pelo CEFET-MG:

Abal[editar | editar código-fonte]

  • O Projeto por alunos do Curso de Engenharia Mecânica do CEFET-MG, foi premiado como o melhor trabalho apresentado no X Seminário Internacional de Reciclagem do Alumínio – promovido pela Associação Brasileira do Alumínio – Abal entre 18 e 20 de maio de 2010. A Abal concedeu ao projeto o diploma de melhor trabalho apresentado sobre o tema “Reciclagem”, um troféu e um prêmio em dinheiro. (2010)[43]

Caminhos do Mercosul[editar | editar código-fonte]

  • A aluna do 2º ano do curso de Turismo do CEFET-MG foi uma das vencedoras brasileiras do prêmio “Caminhos do Mercosul”. A competição, promovida pelo Ministério de Educação da República Argentina e pelo Setor Educativo do Mercosul, premiou as seis melhores redações de estudantes do ensino médio dos países integrantes do Mercosul. A redação tinha como tema principal o “Bicentenário da ação emancipadora” e, ainda, três subtemas. (2010)[44]
Estátua do ex-presidente Juscelino Kubitschek no hall do campus I.

Campeonato Mineiro de Orientação (CEMO)[editar | editar código-fonte]

  • Os alunos do 2º ano de Eletromecânica e de Informática, ambos da Unidade de Divinópolis, conquistaram medalhas de ouro no Campeonato Mineiro de Orientação (CEMO-2010). A competição ocorreu nos dias 15 e 16 de maio, em Uberlândia. No total, 15 estudantes do CEFET-MG participaram das provas conquistando outras medalhas. (2010)[45]
Praça no campus II.

Cientistas de Amanhã[editar | editar código-fonte]

  • Um entre os dez melhores do concurso “Cientistas de Amanhã”, na categoria “Contribuição à Sustentabilidade Socioambiental”, promovido pelo Instituto Brasileiro de Educação, Ciência e Cultura – IBECC Unesco, Comissão São Paulo. (2009)[46]

COLAB[editar | editar código-fonte]

  • A aluna do 6º período de Engenharia de Materiais do CEFET-MG foi premiada no 6° Congresso Latino Americano de Órgãos Artificiais e Biomateriais (Colabo), por ter realizado a melhor apresentação de trabalho na categoria pôster. Promovido de 17 a 20 de agosto, em Gramado, no Rio Grande do Sul, o Colaob reúne profissionais e estudantes dos países do Mercosul. (2010)[47]

ENEM[editar | editar código-fonte]

  • Jovem formado no curso técnico de Mecânica no CEFET-MG, em dezembro de 2009, foi um dos dez primeiros colocados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pelo destaque, ele e mais outros nove estudantes do Brasil que alcançaram altas notas no ENEM foram selecionados para estudar na Universidade de Salamanca, na Espanha. (2010)[48]

Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação (Febrace)[editar | editar código-fonte]

Antiga placa da instituição na entrada do campus IV, em Araxá.
  • Dois estudantes do Curso Técnico de Química do CEFET-MG conquistaram medalhas de prata pelo projeto “Estudo do potencial de biodegradação de óleo lubrificante em solos contaminados” (na categoria ciências exatas e da terra) e bronze pelo projeto "Defesa química, germinação e dinâmica do banco de sementes de leucaena leucocephala (lam.) De wit.: espécie exótica que ameaça a biodiversidade dos ecossistemas–Parte II" (na categoria biológicas) na IX Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). (2010)[49]
  • Aluno do curso Técnico de Mecânica obtem o 1º Lugar Engenharia e é recorde de prêmios na VII Febrace pelo projeto "Motor a reação por compressão através de ondas de choque e aceleração autônoma". (2009)[50]
  • Prêmio Logística da Aeronáutica pelo projeto "Manutentor: Sistema de Gerenciamento da Manutenção para Laboratórios de Instituições Públicas de Ensino e Pesquisa" e mais outras sete premiações na VI Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação. (2008)[51]
Quadra poliesportiva no campus I.
  • Prêmio Destaque Em Ciências Atmosféricas pelo trabalho "Monitoramento da qualidade de corpos d'água próximos a grandes centros urbanos – avaliação da qualidade da Lagoa Várzea das Flores" na V Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação. (2007)[52]

Intel Internacional Science and Engineering Fair (Intel-Isef)[editar | editar código-fonte]

  • 3º lugar na categoria “Electrical and Mechanical Engineering” da maior feira internacional pré-universitária do mundo, a Intel Internacional Science and Engineering Fair (Intel-Isef). (2009)[53]
  • A aluna do curso de Edificações do CEFET-MG recebeu premiação especial do Google durante a Intel ISEF – Intel International Science and Engineering Fair, realizada entre os dias 9 e 13 de maio, em San Jose, California, EUA. A feira envolveu 1.600 estudantes de 59 países e é o maior e mais importante evento pré-universitário de ciências e engenharia do mundo. Além do prêmio Google, o projeto apresentado pela aluna conquistou, também, o terceiro lugar geral da Feira, na Categoria Engenharia Ambiental – com a premiação de mil dólares -, o prêmio especial “National Collegiate Inventors and Innovators Alliance / The Lemelson Foundation” – também com mil dólares como prêmio - e a menção honrosa do “International Council on Systems Engineering – INCOSE”. (2010)[54]
Interior do Prédio 12, no campus II.

Olimpíada Brasileira de Algoritmo Hostnet[editar | editar código-fonte]

  • Três alunas do CEFET-MG fizeram parte da primeira equipe feminina vencedora das Olimpíadas Brasileiras de Algoritmo Hostnet. Estudantes do 2º ano de Informática da Unidade de Divinópolis, elas competiram com estudantes de 40 escolas do país. A disputa final ocorreu no dia 31 de agosto de 2010. As Olimpíadas de Algoritmo acontecem há quatro anos e visa a testar a habilidade de raciocínio e solução de problemas dos participantes. (2010)[55]
  • II Olimpíada Brasileira de Algoritmo Hostnet 2008 (Campus Timóteo)

Olimpíada Brasileira de Astronomia[editar | editar código-fonte]

  • Aluno do curso técnico em Eletromecânica da Unidade de Divinópolis ganhou medalha de prata na Olimpiada Brasileira de Astronomia. (2006)[56]

Olimpíada Brasileira de Física[editar | editar código-fonte]

  • Aluno do Curso Técnico de Eletrônica do Campus I ganha medalha de ouro e um aluno do Curso Técnico de Eletromecânica do Campus Divinópolis ganha medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Física. (2005)[57]

Olimpíada Brasileira de Informática[editar | editar código-fonte]

  • Aluno do curso de Informática Industrial do Campus III - Leopoldina ficou em 12º lugar nacional e 1º lugar em Minas Gerais na 10º Olimpíada Brasileira de Informática. (2008)[58]

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas[editar | editar código-fonte]

  • Um aluno do CEFET Leopoldina foi premiado na III e na IV Olimpíadas Brasileiras da Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2007 e OBMEP 2008) com medalhas de prata e ouro, respectivamente. [59] [60]
  • Cinco alunos do CEFET Nepomuceno foram premiados na VI Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), sendo que um destes conquistou uma medalha de bronze. (2010)[61]
  • Campus I conquista medalha de ouro e prata na V OBMEP,[62] também alunos do campus Divinopólis conquistam medalha de prata e bronze na V Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. (2009)[63]
Portaria do campus II.
  • Dois alunos do Curso Técnico de Eletrônica no CEFET Araxá consquistaram, cada um, medalha de ouro na III Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. (2007)[64]
  • Na 8ª OBMEP, em 2012, um aluno do Curso Técnico em Edificações do Campus II(Belo Horizonte), conquistou uma medalha de Ouro. No mesmo ano, 1 aluno ganhou medalha de Prata e outros 10 alunos conquistaram a medalha de Bronze, nos Campi de Belo Horizonte. [65]

Olimpíada Brasileira de Química[editar | editar código-fonte]

Palco para show musical no estacionamento do campus I em 2008.
  • Aluno do Curso Técnico de Química (BH, campus I) conquista medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Química. (2010)[66]

Olimpíada Mineira de Química[editar | editar código-fonte]

  • Sete alunos do CEFET-MG foram medalhistas na Olimpíada Mineira de Química e nove receberam certificados de honra ao mérito, porque obtiveram pontuação superior a 80. A instituição foi, ainda, premiada com um troféu de destaque pelo desempenho dos alunos. (2010)[67]
  • Medalhas de ouro e prata na olimpíada mineira de química (2009)

Prêmio de Inovação e Criatividade Tecnológica do Confea[editar | editar código-fonte]

  • A professora do Departamento de Engenharia Civil do CEFET-MG foi premiada com o 2º lugar na categoria de Engenharia pelo desenvolvimento da tese sobre o Desempenho Estrutural de Painéis Pré-Fabricados com Blocos Cerâmicos no 1º Prêmio de Inovação e Criatividade Tecnológica do Confea 2008.[68]

Prêmio Jovem Cientista[editar | editar código-fonte]

  • Alunas do Curso Técnico de Edificações receberam das mão do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva o 1º lugar no XXIII Prêmio Jovem Cientista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) pelo trabalho "Educação para prevenção: uma alternativa para melhoria da qualidade da água e das condições sanitárias de comunidades carentes". (2008)[69]
  • XXII Prêmio Jovem Cientista 2007 pelo trabalho

Prêmio Odebrecht de Desenvolvimento Sustentável[editar | editar código-fonte]

  • Um projeto desenvolvido por alunos do curso de Engenharia de Produção Civil do CEFET-MG, realizado com apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), foi um dos cinco vencedores do Prêmio Odebrecht de Desenvolvimento Sustentável 2010. O concurso, de âmbito nacional, estimula a produção de ideias e novos conhecimentos sobre contribuições da engenharia para o desenvolvimento sustentável. (2010)[70]

Prêmio Universitário Comau[editar | editar código-fonte]

  • Alunos do curso de Engenharia Mecânica do CEFET-MG, sagraram-se campeões do Prêmio Universitário Comau 2010, com o melhor projeto da terceira edição do desafio. O Prêmio Universitário Comau estimula jovens estudantes de engenharia a desenvolver projetos com criatividade e inovação, otimizando processos de planejamento e execução na área. (2010)[71]
Inscrição (placa) dos laboratórios de eletrotécnica no campus II.

Robocore Winter Challenge[editar | editar código-fonte]

Cefet-MG, campeã do Robocore Winter Challenge 2010.
  • A equipe Trincabotz CEFET-MG sagrou-se campeã brasileira de combate de robôs na Robocore Winter Challenge 2010, realizada em Campos do Jordão/SP, nos dias 4, 5 e 6 de setembro. A competição reuniu representantes de diversas universidades brasileiras, além de equipes particulares, que contam com engenheiros profissionais. A Equipe Trincabotz conquistou o título de campeã com o robô “Trem”, na categoria hobbyweight, que envolve combates entre robôs de até 5,5 kg. Os projetos dos robôs campeões envolveram alunos das engenharias Elétrica e Mecânica e do curso técnico em Mecatrônica, sob orientação do Chefe do Departamento de Engenharia Mecânica. (2010)[72]

SAE Aerodesign East Competition[editar | editar código-fonte]

  • A Cefast Aerodesign do CEFET-MG sagrou-se campeã da SAE Aerodesign East Competition 2010, principal competição do mundo envolvendo estudantes da área de aeronáutica. A disputa ocorreu de 29 de abril a 2 de maio, em Forth Worth, no Texas, Estados Unidos. Essa foi a quinta participação da Cefast na disputa internacional. Nessa disputa, além da produção de um projeto bastante competitivo, os integrantes da Cefast Aerodesign tiraram outros pontos como aprendizado. (2010)[73]


Portal A Wikipédia possui o portal:

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
Anúncio de deliberação de greve no campus II.
  • O inventor do sistema de identificação de chamadas telefônicas (Bina), Nélio Nicolai, é um ex-aluno do CEFET-MG. Em 2010, ele esteve presente no CAMPUS I onde conversou com alunos e participou da abertura oficial da exposição “CEFET-MG: um percurso de 100 anos”.[74]
  • Está em desenvolvimento o Software Educativo nos laboratórios de informática.
  • A instituição já entrou em greve em 1997, 2001,[75] 2003,[76] 2005[77] e também aderiu à greve de 2012.[78] [79] [80] [81] [82]
  • Após receber informações sobre a demissão de 394 professores substitutos no dia 18 de abril de 2011, o Diretório Central dos Estudantes programou manifestações nos dias 18 de abril e 19 de abril, aproximadamente 600 estudantes protestaram em frente ao campus I, no bairro Nova Suíça, fechando o trânsito nos dois sentidos por quase uma hora, provocando grande congestionamento na região.[83] Após o ato, o Ministério da Educação (MEC) criticou a ação da Diretoria, mas acenou com possibilidades de reconsiderar a medida, embora não abra mão de considerar o ato uma ilegalidade.[84] [85]
  • O ministro da educação deixou claro, através de inúmeras correspondências à Instituição, que não ocorrerá a transformação do CEFET-MG em Universidade Tecnológica Federal de Minas Gerais (UTFMG) neste governo Dilma, tendo em vista a experiência resultante da criação da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), que praticamente eliminou o ensino técnico de nível médio da sua grade de cursos ofertados, embora o Diretor-Geral do Cefet, Flávio Antônio dos Santos, deixar claro que não haverá cortes de cursos técnicos na ocasião da possível evolução para Universidade, como é divulgado em uma subpágina do Cefet-MG dedicada ao Projeto de Universidade Tecnológica.[86] [87]
  • Planeja-se a implantação do primeiro doutorado da instituição, através de um acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), até julho de 2010, em parceria com a Universidade Joseph Fourier de Grenoble, na França.[88] [89]
  • Exactamente um ano após o acidente mortal de 24 de março de 2009, na Avenida Amazonas, dois estudantes do campus II são novamente atropelados a poucos metros que outros dois estudantes faleceram pelo motivo similar.[90] O diretor do campus II, Tarcísio de Oliveira, já até havia encaminhado antes deste último acidente um pedido de instalação de radar com sensor de avanço em frente ao campus II para a BHTrans, com a informação que muitos motoristas estavam avançando indevidamente o semáforo existente entre as ruas Independência e Oscar Negrão de Lima.[91] Na manhã do dia 9 de abril de 2010, houve visita ao Cefet do Supervisor de Apoio Operacional da BHTrans, Sr. Leonardo Rios de Almeida, que prometeu num curto prazo a instalação de um sensor de avanço de sinal, e num médio prazo, a instalado um redutor eletrônico de velocidade (radar).[92] Outro aluno do campus II também faleceu em acidente semelhante dois anos depois.[93] [94]
Lago situado no interior do campus II.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sara Rios Bambirra Santos. O CEFET-MG e a História do Ensino de Engenharia no Brasil. Página visitada em 29 de abril de 2009.
  2. Em 30 de junho de 1978 passou a se chamar Centro Federal de Educação Tecnológica
  3. CEFET-MG. Cefet-MG em números (2011). Página visitada em 29 de março de 2013.
  4. CEFET-MG. Cefet-MG em números (2011). Página visitada em 29 de março de 2013.
  5. CEFET-MG. Cefet-MG em números (2011). Página visitada em 29 de março de 2013.
  6. CEFET-MG. Cefet-MG em números (2011). Página visitada em 29 de março de 2013.
  7. CEFET-MG. Cefet-MG em números (2011). Página visitada em 29 de março de 2013.
  8. O professor Márcio Silva Basílio é eleito Diretor-Geral do CEFET-MG, gestão 2011 a 2015
  9. Unidade do CEFET-MG em Contagem começa a funcionar no primeiro semestre de 2012, acessado em 18 de novembro de 2011
  10. CEFET-MG ofertará novos cursos na Unidade de Contagem, acessado em 24 de novembro de 2011
  11. CEFET-MG. Inep divulga resultado do Enem (2008). Página visitada em 29 de abril de 2009.
  12. CEFET-MG. Campus do CEFET-MG em Belo Horizonte entre as quatro melhores escolas públicas de Minas em ranking do ENEM (2009). Página visitada em 99 de Julho de 2010.
  13. CEFET-MG. Campus do CEFET-MG em Belo Horizonte entre as quatro melhores escolas públicas de Minas em ranking do ENEM (2009). Página visitada em 99 de Julho de 2010.
  14. CEFET-MG. Campus do CEFET-MG em Belo Horizonte entre as quatro melhores escolas públicas de Minas em ranking do ENEM (2009). Página visitada em 29 de Julho de 2010.
  15. O Globo. Bacharelado em Ciência e Tecnologia da UFABC foi o curso mais procurado do Sisu. Página visitada em 26 de Janeiro de 2011.
  16. Folha UOL. Sisu encerra inscrições com mais de 2 milhões de inscritos, diz MEC. Página visitada em 21 de Janeiro de 2011.
  17. Site CEFET-MG 100 anos. CEFET-MG 100 ANOS. Página visitada em 26 de Setembro de 2010.
  18. Candidatos ao cargo de Diretor-Geral – Gestão 2011/2015 apresentam suas propostas
  19. O professor Márcio Silva Basílio é eleito Diretor-Geral do CEFET-MG, gestão 2011 a 2015, Cefet-MG, acessado em 29 de junho de 2011.
  20. Escola de Aprendizes Artífices de Minas Gerais: origem do CEFET- MG, na voz de seus alunos pioneiros (1910-1942).
  21. A Educação Física na Escola Técnica Federal de Minas Gerais e a Política Nacional para a área: diferenças nos discursos?. Página visitada em 18 de dezembro de 2010.
  22. CEFET-MG prepara programação especial para receber os primeiros alunos do Campus Curvelo, Sítio do CEFET-MG, acessado em 1 de fevereiro de 2010.
  23. Unidade do CEFET-MG em Contagem começa a funcionar no primeiro semestre de 2012, acessado em 18 de novembro de 2011
  24. Cursos de ensino técnico - relação candidatos por vaga Cefet-MG, 4 de dezembro de 2010
  25. MEC. Catálogo de Cursos Técnicos reconhecidos pelo MEC. Página visitada em 29 de abril de 2009.
  26. ENTRE O PENSADO E O CONSTRUÍDO: um estudo sobre o Curso de Formação de Docentes do CEFET-MG, Maria Fernanda de Lima Simão
  27. Unidade do CEFET-MG em Contagem começa a funcionar no primeiro semestre de 2012, acessado em 18 de novembro de 2011
  28. Conforme parecer CNE/CEB Nº 39/2004, o "… curso integrado entre Ensino Médio e Educação Profissional técnica de nível médio não pode e nem deve ser entendido como um curso que represente a somatória de dois cursos distintos…"
  29. a b c Inep divulga resultados do ENEM. CEFET-MG. Página visitada em 29 de abril de 2009.
  30. Manual do Candidato do Ensino Técnico 1º Semestre de 2009 - CEFET-MG. CEFET-MG. Página visitada em 29 de abril de 2009.
  31. Tabela de Cursos da Graduação do Cefet-MG, acessado em 21 de agosto de 2011
  32. Campus Curvelo dá início ao curso superior de Engenharia Civil, acessado em 8 de novembro de 2012
  33. Página de admissão dos cursos lato sensu do Cefet-MG, Cefet-MG, acessado em 30 de setembro de 2011
  34. Inscrição de propostas para novos cursos lato sensu, Cefet-MG, acessado em 30 de setembro de 2011
  35. Mestrado em Modelagem Matemática e Computacional, Cefet-MG, acessado em 30 de setembro de 2011
  36. Aprovado o primeiro curso de doutorado do CEFET-MG
  37. Conselho Diretor do CEFET-MG aprova doutorado interinstitucional em Ciências Sociais, CEFET-MG, acessado em 30 de setembro de 2011
  38. Projeto do CEFET-MG será utilizado como exemplo para que Mineirão tenha energia solar na Copa de 2014. CEFET-MG. Página visitada em 16 de agosto de 2009.
  39. Colônia de Férias do CEFET-MG abrirá inscrições para a comunidade
  40. CEFET poderá ser instalado em Manhuaçu, Portal Click, acessado em 27 de março de 2010.
  41. Começa transferência da Unidade de Divinópolis para nova sede, Sítio oficial, acessado em 11 de fevereiro de 2010
  42. Histórico das discussões sobre a transformação do CEFET-MG em Universidade Tecnológica. Página visitada em 25 de abril de 2011.
  43. Projeto do CEFET-MG é premiado no X Seminário Internacional de Reciclagem do Alumínio. Página visitada em 02 de junho de 2010.
  44. Aluna do CEFET-MG é premiada em concurso internacional de redação. Página visitada em 10 de novembro de 2010.
  45. Alunos do CEFET-MG faturam medalhas de ouro no Campeonato Mineiro de Orientação. Página visitada em 17 de junho de 2010.
  46. Aluno do CEFET-MG recebe prêmio no concurso Cientistas de Amanhã. CEFET-MG. Página visitada em 20 de julho de 2009.
  47. Aluna do CEFET-MG recebe prêmio em congresso internacional de órgãos artificiais e biomateriais. Página visitada em 09 de setembro de 2010.
  48. Aluno do CEFET-MG é um dos dez melhores do Enem e recebe bolsa para estudos na Espanha. CEFET-MG. Página visitada em 06 de abril de 2010.
  49. Alunos do CEFET-MG são premiados na Febrace. Página visitada em 05 de abril de 2011.
  50. Alunos e professores do CEFET-MG são premiados na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação 2009. Página visitada em 2009.
  51. Alunos e professores do CEFET-MG são premiados na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação 2008. Página visitada em 19 de março de 2008.
  52. Alunos do CEFET-MG são premiados na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, Criatividade e Inovação. Página visitada em 03 de março de 2007.
  53. Projeto de pesquisa do CEFET-MG recebe prêmio em feira de ciência internacional. CEFET-MG. Página visitada em 18 de maio de 2009.
  54. Google premia aluna do curso de Edificações do CEFET-MG na Intel ISEF. CEFET-MG. Página visitada em 18 de maio de 2010.
  55. Alunas do CEFET-MG vencem olimpíada nacional de algoritmos. Página visitada em 01 de setembro de 2010.
  56. Aluno do CEFET-MG ganha medalha de prata na Olimpiada Brasileira de Astronomia. Página visitada em 25 de outubro de 2006.
  57. CEFET-MG sediará premiação da Olimpíada Brasileira de Física. Página visitada em 24 de março de 2006.
  58. Aluno do Campus III - Leopoldina é destaque na OBI 2008. Página visitada em 24 de janeiro de 2008.
  59. Alunos Premiados com medalha de ouro na IV OBMEP. Página visitada em 20 de maio de 2013.
  60. Alunos Premiados com medalha de prata na III OBMEP. Página visitada em 20 de maio de 2013.
  61. Alunos do CEFET Nepomuceno são premiados na 6ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Página visitada em 09 de fevereiro de 2010.
  62. Aluno do CEFET-MG conquista medalha de ouro na 5º Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas. Página visitada em 17 de dezembro de 2009.
  63. Alunos do Cefet Divinópolis conquistam medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Página visitada em 17 de dezembro de 2009.
  64. Premiações OBMEP 2007. Página visitada em 18 de março de 2008.
  65. Premiações Ouro OBMEP 2012. Página visitada em 15 de abril de 2012.
  66. Alunos do CEFET-MG são premiados na Olimpíada Brasileira de Química. Página visitada em 16 de novembro de 2008.
  67. Alunos do CEFET-MG são premiados na Olimpíada Mineira de Química (OMQ). Página visitada em 29 de março de 2011.
  68. Professora do CEFET recebe prêmio de Inovação e Criatividade Tecnológica do Confea. Página visitada em 12 de dezembro de 2008.
  69. Alunas e professoras do CEFET-MG recebem Prêmio Jovem Cientista pelas mãos do Presidente da República. Página visitada em 27 de novembro de 2008.
  70. Projeto de pesquisa do Departamento de Engenharia Civil do CEFET-MG ganha prêmio nacional de sustentabilidade. Página visitada em 11 de novembro de 2010.
  71. Alunos da Engenharia Mecânica do CEFET-MG são campeões do Prêmio Universitário Comau 2010. Página visitada em 26 de novembro de 2010.
  72. Equipe Trincabotz CEFET-MG é campeã brasileira de combate de robôs. Página visitada em 09 de setembro de 2010.
  73. Cefast Aerodesign é campeã na SAE Aerodesign East Competition. CEFET-MG. Página visitada em 02 de maio de 2010.
  74. Exposição destaca centenário do CEFET-MG Sítio do Cefet-MG, acessado em 16 de dezembro de 2010
  75. Giro Sindical, Servidores das Universidades Federais e Professores das Universidades Federais - SERJUSMIG]
  76. Setor das Federais rejeita proposta do governo
  77. RESOLUÇÃO CD-098/05, de 05 de setembro de 2005, Garante reposição de aulas após greve de professores
  78. Greve nas universidades federais deixa alunos apreensivos em Minas, Estado de Minas
  79. Cefet e outras universidades mineiras entram em greve
  80. Greve nas universidades federais deixa alunos apreensivos em Minas
  81. Professores do Cefet aderem greve por tempo indeterminado
  82. Professores do Cefet entram em greve na quinta-feira, Estado de Minas
  83. Estudantes do Cefet-MG fazem protesto contra demissões de professores
  84. MEC recua e decide manter professores. Publicado no Super Notícia em 19/04/2011. Página visitada em 19 de abril de 2010.
  85. MEC joga panos quentes na crise do Cefet Minas, Estado de Minas, acessado em 28 de julho de 2011.
  86. O que é a Universidade Tecnológica?
  87. MEC recua na demissão de professores do Cefet, mas alunos fazem nova manifestação
  88. Proposta para implantação do primeiro doutorado do CEFET-MG será enviada à Capes até julho Sítio do Cefet-MG, acessado em 11 de fevereiro de 2010
  89. Aprovado o primeiro curso de doutorado do CEFET-MG
  90. Dois estudantes são atropelados na Avenida Amazonas Uai, acessado em 26 de março de 2010
  91. Um ano depois, outro acidente, O Tempo, acessado em 26 de março de 2010
  92. BHTRANS promete melhorias na travessia da Av. Amazonas em frente ao Campus II Sítio oficial, acessado em 27 de abril de 2010.
  93. Terceira vítima de tragédia com carreta na Nossa Senhora do Carmo será enterrada no mesmo cemitério que a namorada
  94. Morre a terceira vítima do acidente na Av. Nossa Senhora do Carmo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikisource Textos originais no Wikisource
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikinotícias Categoria no Wikinotícias