CHS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Esquema dos elementos de um disco duro
Esboço simplificado do funcionamento mecânico de um disco duro
A: Prato - B: Braço - C: Cabeça - D: Cilindro - E: Pista - F: Setor

O CHS do inglês Cylinder-Head-Sector (em português 'cilindro-cabeça-sector') é um modo de acesso para discos rígidos com capacidade inferior a 8 gigabytes.

Características[editar | editar código-fonte]

CHS atribui uma localização a cada bloco de dados com uma tripla de valores que definem o cilindro, a cabeça e o sector em que se encontram. Este sistema funciona bem em dispositivos de discos rígidos, como as fitas de dados. Ele sistema CHS estreou em as unidades RLL e MFM. Este e o seu sucessor, o ECHS (Extended Cylinder-Head-Sector), foram usados ​​nas primeiras unidades ATA. Hoje em dia é utilizado com o limite máximo de 8 GB, Para os discos rígidos de última geração é utilizado logical block addressing, que tem um limite de 8 ZB.

Fórmula[editar | editar código-fonte]

Para calcular o espaço em bytes de um disco rígido a disquete usando CHS é:

H \ cdot C \ cdot S \ cdot TS = E

Donde H são ele número total de cabeças, C ele número total de cilindros por cabeça, S ele número total de setores em um cilindro, TS ele tamanho do setor (por o general suele ser 512 bytes) e E ele espaço total em bytes do disco. Assim para calcular ele tamanho total de um disquete de 1,44 MB seria: (2) x (80) x (18) x (512) = 1,474.560 bytes (cerca de 1,44 MB)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

LBA - (chamado Logical Block Addressing)