CT Pernambuco (D-30)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
USS Bradley (FF-1041)
CT Pernambuco (D-30)
USS Bradley (DE-1041) stern view with torpedo tubes c1965.jpg

Marinha dos Estados Unidos
Marinha do Brasil
Estaleiro Lockheed Shipbuilding and Construction Company
Lançamento 26 de março de 1964
Incorporação 15 de maio de 1965
Marinha dos Estados Unidos
Baixa 30 de setembro de 1988
Incorporação 25 de setembro de 1989
Marinha do Brasil
Baixa 11 de março de 2004
Situação Desativado em definitivo em agosto de 2005.
Deslocamento 2 624 t (padrão); 3 560 t (carga total)
Comprimento 126,3 m total
Calado 7,90 m
Boca 13,47 m
Propulsão 2 x caldeiras Foster-Wheeler turbo pressurizadas;
1 turbina a vapor General Eletric de 35 000 shp, acoplados a um eixo com hélice de cinco pás.
Velocidade 27 nós
Raio de ação 4 000 mn a 20 nós.
Armamento 2 x canhões de 5 pol. (127 mm)

2 x lançadores triplos Mk 32 de torpedos
1 lançador óctuplo de foguetes A/S ASROC Mk-116
4 x metralhadoras Browning .50

Número de aeronaves 1 AH-11A Super Lynx
Tripulação 286 homens (18 oficiais e 268 praças)
Classe Garcia Marinha dos Estados Unidos
Pará Marinha do Brasil

O CT Pernambuco (D-30) foi um navio de guerra do tipo contratorpedeiro da Classe Pará (1963) que serviu a Marinha do Brasil de 1989 a 2004. O navio anteriormente havia prestado serviços a Marinha dos Estados Unidos com o nome de USS Bradley (FF-1041).[1]

Marinha dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

USS Bradley (FF-1041), lançando mísseis Sea Sparrow durante teste de recebimento do navio (1967).

Lançado ao mar em março de 1964, foi comissionado em maio de 1965. Atuou na Guerra do Vietnam. Esteve presente no Mar do Japão, em resposta a captura do USS Pueblo (AGER-2) capturado pela Coreia do Norte.[2]

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome do navio homenageia o Capitão-de-Mar-e-Guerra Willis Winter Bradley (1884-1954), agraciado com a Medalha de Honra, maior condecoração militar dos Estados Unidos.[3]

Marinha do Brasil[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

CT Pernambuco em sua partida dos Estados Unidos.

Chegou a cidade do Rio de Janeiro, em 13 de dezembro de 1989, acompanhado dos também contratorpedeiros CT Pará (D-27), CT Paraná (D-29) e CT Paraiba (D-28), quando foram incorporados a Força de Contratorpedeiros.

Em 1982, após 21 anos de serviço alcançou as marcas de 1.111,5 dias no mar e 319.891,94 milhas navegadas. Navegou sob o lema "Leão do Norte".[1] [2]

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

É o terceiro navio na Marinha do Brasil a ostentar esse nome em homenagem ao estado brasileiro Pernambuco, que em língua tupi significa "o mar que bate nas pedras".[4]

Referências

  1. a b CT Pernambuco - D 30. Navios de Guerra Brasileiros. Página visitada em 28 de junho de 2012.
  2. a b USS Bradley, DE/FF 1041 (em inglês). Bradley Association. Página visitada em 28 de junho de 2012.
  3. Alex Vassar & Shane Meyers. Willis W. Bradley (em inglês). Página visitada em 1 de agosto de 2011.
  4. Pernambuco. Portal São Francisco. Página visitada em 28 de junho de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre CT Pernambuco (D-30)
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.