CVC (empresa de turismo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CVC (turismo))
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox warning pn.svg
Este artigo foi proposto para eliminação por consenso.

Você é encorajado a melhorar o artigo, mas não remova este aviso, o que seria considerado vandalismo, além de não afetar o processo.

Dê a sua opinião e caso ela seja transformada numa votação após uma semana, vote (se tiver direito ao voto) na discussão.

Se aprovada, a eliminação ocorrerá a partir de 6 de março.


Usuário: se esta página possui arquivos de mídia que não são utilizáveis em outras páginas, adicione uma nota em WP:PER, para que um administrador lusófono do Wikimedia Commons verifique se ela se encontra no escopo do projeto.

A CVC Viagens (BM&FBovespaCVCB3) com abertura de capital [1] nas Bolsa de Valores em 2013, é considerada uma das empresas de varejo de turismo da América Latina, sendo pioneira no Brasil na venda de [2] . Foi fundada em 28 de maio de 1972[3] , a partir da associação de Guilherme Paulus[4] com o ex-deputado estadual Carlos Vicente Cerchiari (a sigla CVC provém dasiniciais do nome deste deputado), na cidade de Santo André, na região do Grande ABC Paulista (SP).

Em 2009, Paulus vendeu 63,6% do controle acionário da CVC para o fundo de investimento e private equity estadunidense Carlyle Group por 700 milhões de reais. A negociação foi oficializada em 7 de janeiro de 2010. Desde então, Paulus ocupa a cadeira de presidente do conselho de administração da CVC.

A sede brasileira está instalada na cidade de Santo André, na Grande São Paulo, e conta com mais de 2.000 funcionários em todo o país. 

Com mais de 900 lojas em todo o Brasil, entre lojas próprias e franquias e uma loja virtual, a CVC Viagens é considerada uma das [5]

Os produtos comercializados atualmente pela CVC Viagens abrange: pacotes nacionais, internacionais e rodoviários, reservas de hotéis e resorts, compra de passagens aéreas, aluguéis de carros, contratação de guias turísticos e cabines de cruzeiros marítimos, compra de ingressos de parques e eventos e ainda, serviços de lista de casamento e ‘vale-viagem’. Essa malha de produtos irá se expandir com o início de novos produtos, como Viagens Corporativas[6] e Programas de Intercâmbio[7] .

A agência expande seus serviços e seu atendimento, há 43 anos, em busca de atingir os melhores resultados em número de vendas e de passageiros embarcados[8] .

Referências

  1. Fernanda Guimarães (05 de dezembro de 2015). CVC capta até R$621 milhões com abertura de capital Estadão. Visitado em 28 de fevereiro de 2015.
  2. pacotes turísticos Jornal Folha
  3. Redação (8 de janeiro de 2010). CVC começou no ABC com metalúrgicos Folha de São Paulo. Visitado em 28 de fevereiro de 2015.
  4. Fabrício Marques (08/05/2015). Paulus, ex-dono da CVC, quer chegar a 48 hotéis até 2018 EXAME PME. Visitado em 28/02/2015.
  5. maiores agências de turismo do país Site SEGS
  6. Fernando Scheller e Natalia Gómez (19 de dezembro de 2014). CVC entra de vez no setor de viagens corporativas Exame. Visitado em 27 de fevereiro de 2015.
  7. Daniela Barbosa (9 de janeiro de 2015). CVC diversifica com unidade de programas de intercâmbio Exame.com. Visitado em 28 de fevereiro de 2015.
  8. Redação (6 de fevereiro de 2015). CVC faz teleconferência pública com investidores sobre resultados e recordes históricos SEGS.com.br. Visitado em 28 de fevereiro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este sobre Turismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.