Cabo Canaveral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista do espaço do Cabo Canaveral, imagem de agosto de 1991

Cabo Canaveral (originalmente em castelhano Cabo Cañaveral, ou seja, Cabo Canavial) é uma faixa de terra dos Estados Unidos de uma região denominada Brevard, situada na parte costeira oriental, próximo ao seu centro, no estado da Flórida.

Faz parte de uma região conhecida como Space Coast, pois lá se situam o Centro Espacial Kennedy (Kennedy Space Center) e uma Base da Força Aérea (Cape Canaveral Air Force Station).

A maioria das naves espaciais dos Estados Unidos rumos ao espaço são lá lançadas. A região do leste denominada de ilha Merritt, é separada do continente pelo rio Banana.

O primeiro foguete lançado no cabo foi denominado de Bumper 8. Foi lançado da base de lançamento 3 (Launch Pad 3) em 24 de julho de 1950. Em 6 de fevereiro de 1959 foi feito com sucesso o primeiro lançamento do míssil balístico intercontinental Titan.

Cabo Canaveral foi escolhido como local para o lançamento de foguetes a fim de se situar mais próximo possível do equador e desta forma conseguir lançar um foguete com a menor energia possível, aproveitando ao movimento de rotação da Terra. Desta forma os foguetes sempre são lançados para o leste sobre o oceano, distante de centros populacionais.

Vários lançamentos-testes foram realizados entre 1949 até 1957. Lançamentos de destaque incluem o lançamento do primeiro satélite artificial americano em 1958, o primeiro voo espacial com um tripulante a bordo em 1961, e o primeiro vôo espacial levando astronautas à lua, na famosa missão Apollo XI, em 1969.

Do ano de 1963 até o ano de 1973 o cabo era denominado de Cabo Kennedy, pois o presidente norte-americano John F. Kennedy era um entusiasta do programa espacial. Quando do seu assassinato no ano de 1963, sua esposa Jacqueline Kennedy solicitou ao então presidente Lyndon Johnson, que renomeasse as instalações aeroespaciais a fim de que se tornasse um memorial a John Kennedy. Mas Lyndon Johnson preferiu renomear todo o cabo e não apenas a parte das instalações espaciais, passando então o Cabo Canaveral ser denominado de Cabo Kennedy.

Embora a alteração do nome fosse aprovado pelo Departamento de Geografia dos Estados Unidos, esta nova denominação não se popularizou. Uma lei do estado da Flórida de 1973, restaurou o nome do cabo para a sua antiga denominação que já durava 400 anos.

O centro espacial permanece com o nome Kennedy. Cabo Canaveral é o nome da região que vai da Base Aérea situado ao norte, passando pelo Centro Espacial até a região do o antigo farol do século XIX situado ao sul, que também pertence à Base Aérea.

História[editar | editar código-fonte]

Já no século XVI o Cabo Canaveral foi incluído nos mapas náuticos. A região se tornou um ponto comum de naufrágios de muitos marinheiros. Foi nomeado pelo historiador Juan Ponce de Leon como Cabo de Correntes. Henrietta Carr afirmou no seu livro que o corsário inglês Master John Hawkins e seu jornalista John Sparke descreveram seu desembarque no Cabo Canaveral, em 1500. Robert Ranson, em seu livro "Memórias da Costa Leste" escreve sobre um missionário presbiteriano que foi destruído e viveu entre os índios. Outros contam histórias de sobreviventes do colonizador francês de Fort Caroline, Jean Ribault cujo navio, o "Trinite" naufragou nas margens do Cabo Canaveral, e das partes do navio uma fortificação foi construída. Devido aos perigos para de navegação, o primeiro farol foi concluído em 1843.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]