Cabo Finisterra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização do Cabo Finisterra na península Ibérica
Vista do Cabo Finisterra desde Ézaro
Vista lateral do cabo

O Cabo Finisterra (em galego: Cabo Fisterra) é um promontório de granito, de uma altura de 600 m, situado no concelho de Finisterra, província da Corunha, na Galiza (Espanha), e constituindo uma península de 3 km de comprimento.

O cabo serve de linha divisória entre as Rias Baixas e as Rias Altas galegas[1]

O emblemático cabo obteve a distinção de Patrimônio Europeu a 19 de Março de 2007, tornando-se um dos trinta bens escolhidos pela União Europeia como elementos com um "papel essencial na história e na identidade da Europa".[2]

Última etapa do Caminho de Santiago[editar | editar código-fonte]

Localizado ao redor de 90 km de Santiago de Compostela, é destino final para parte dos peregrinos do caminho de Santiago. Esta tradição, que parece remontar séculos atrás, poderia provir quer do culto à Ara Solis (culto em honra do Sol) quer na existência de hospitais em Cee, Corcubión e a mesma Finisterra.[3]

Outras lendas e tradições[editar | editar código-fonte]

No vizinho Monte do Facho, existia um menir fincado de pé contra o qual os casais, seguindo ritos celtas, copulariam para melhorar a fertilidade. O menir seria demolido no século XVIII por clérigos locais.[4]

Há também, perto do lugar uma série de pedras ligadas a lendas religiosas: as pedras santas, as pedras manchadas de vinho, a cadeira de pedra, etc. Há autores que identificam o cabo Finisterra com o antigo Promontório Nerio dos geógrafos romanos, enquanto outros situam neste lugar a Ara Solis, na qual se praticava o culto ao Sol.

O farol[editar | editar código-fonte]

Farol do cabo Finisterra.

O farol foi construído em 1853. A torre mede 17 metros e a sua luz, situada a 143 metros altura acima do nível do mar, alcança mais das 30 milhas náuticas. A constante névoa do Inverno provocou que lhe acrescentasse uma sirena em 1888, a Vaca de Finisterra, para avisar aos navegantes do perigo existente. Ainda assim, foi palco de naufrágios, como em 1870, quando o Monitor Captain se afundou levando 482 pessoas da sua tripulação no acontecimento mais lutuoso desta costa.

A torre, feita de cantaria, é de base octogonal, e acaba numa cornija sobre a que se apoia a varanda. Em cima fica a abóbada, com uma lanterna poligonal.

Batalhas do Cabo Finisterra[editar | editar código-fonte]

Foi palco de duas batalhas navais entre o Reino Unido e França, com vitória em ambos os casos para o Reino Unido..[1] A primeira teve lugar durante a guerra da sucessão austríaca, a 3 de Maio de 1747, enquanto a segunda ocorreu a 22 de Julho de 1805, durante as Guerras Napoleônicas.[1]

Referências

  1. a b c Cabo Fisterra (Enc. Encarta)
  2. cf.
  3. Cf. p. 175, RAJU, Alison. The Way of Saint James: Pyrenees-Santiago-Finisterre. [S.l.]: Cicerone Press Limited, 2003. ISBN 1-85284-372-1
  4. Cf. p. 191, DAVIES, Bethan e COLE, Ben. Walking the Camino de Santiago. [S.l.]: Pili Pala Press, 2003. ISBN 0-9731698-0-X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Cabo Finisterra