Cabo Finisterra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cabo Finisterra
Vista lateral do cabo
Localização do Cabo Finisterra na península Ibérica
Localização do Cabo Finisterra na península Ibérica
País Flag of Spain.svg Espanha
Região Galiza
Mar(es) Oceano Atlântico
Coordenadas 42° 55' 28" N 9° 17' 29" O
Cabo Finisterra está localizado em: Espanha
Cabo Finisterra
Localização na Espanha

O Cabo Finisterra (em galego: Cabo Fisterra) é um promontório de granito, de uma altura de 600 m, situado no concelho de Finisterra, província da Corunha, na Galiza (Espanha), e constituindo uma península de 3 km de comprimento.

O cabo serve de linha divisória entre as Rias Baixas e as Rias Altas galegas[1]

O emblemático cabo obteve a distinção de Património Europeu em 19 de março de 2007, tornando-se um dos trinta bens escolhidos pela União Europeia como elementos com um "papel essencial na história e na identidade da Europa".[2]

Última etapa do Caminho de Santiago[editar | editar código-fonte]

Localizado a cerca de 90 km de Santiago de Compostela, é destino final para parte dos peregrinos do caminho de Santiago. Esta tradição, que parece remontar séculos atrás, poderia provir quer do culto à Ara Solis (culto em honra do Sol) quer da existência de hospitais em Cee, Corcubión e a mesma Finisterra.[3]

Outras lendas e tradições[editar | editar código-fonte]

No vizinho Monte do Facho, havia um menir fincado de pé contra o qual os casais, seguindo ritos celtas, deviam copular para melhorar a fertilidade. O menir seria demolido no século XVIII por clérigos locais.[4]

Há também, perto do lugar, uma série de pedras ligadas a lendas religiosas: as pedras santas, as pedras manchadas de vinho, a cadeira de pedra, etc. Há autores que identificam o cabo Finisterra com o antigo Promontório Nerio dos geógrafos romanos, enquanto outros situam neste lugar a Ara Solis, na qual se praticava o culto ao Sol.

O farol[editar | editar código-fonte]

Farol do cabo Finisterra.

O farol foi construído em 1853. A torre mede 17 metros e a sua luz, situada a 143 metros de altura acima do nível do mar, alcança mais de 30 milhas náuticas. A constante névoa do Inverno provocou que lhe fosse acrescentada uma sirene em 1888, a Vaca de Finisterra, para avisar os navegantes do perigo existente. Ainda assim, foi palco de naufrágios, como em 1870, quando o Monitor Captain se afundou levando 482 pessoas da sua tripulação, no acontecimento mais trágico desta costa.

A torre, feita de cantaria, é de base octogonal, e acaba numa cornija sobre a qual se apoia a varanda. Em cima fica a abóbada, com uma lanterna poligonal.

Batalhas do Cabo Finisterra[editar | editar código-fonte]

Foi palco de duas batalhas navais entre o Reino Unido e França, com vitória em ambos os casos para o Reino Unido..[1] A primeira teve lugar durante a guerra da sucessão austríaca, a 3 de maio de 1747, enquanto a segunda ocorreu a 22 de julho de 1805, durante as Guerras Napoleônicas.[1]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Cabo Fisterra (Enc. Encarta)
  2. cf.
  3. Cf. p. 175, RAJU, Alison. The Way of Saint James: Pyrenees-Santiago-Finisterre. [S.l.]: Cicerone Press Limited, 2003. ISBN 1-85284-372-1.
  4. Cf. p. 191, DAVIES, Bethan e COLE, Ben. Walking the Camino de Santiago. [S.l.]: Pili Pala Press, 2003. ISBN 0-9731698-0-X.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cabo Finisterra