Cabrobó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cabrobó
"Terra da cebola"
"Terra do Arroz"
Terra da Cebola e do Arroz"
Bandeira de Cabrobó
Brasão de Cabrobó
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de Setembro
Fundação 1928
Gentílico cabroboense
Prefeito(a) Antonio Auricélio de Menezes Torres (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Cabrobó
Localização de Cabrobó em Pernambuco
Cabrobó está localizado em: Brasil
Cabrobó
Localização de Cabrobó no Brasil
08° 30' 51" S 39° 18' 36" O08° 30' 51" S 39° 18' 36" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião São Francisco Pernambucano IBGE/2008 [1]
Microrregião Petrolina IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte - Terra Nova, Sul - Estado da Bahia, Leste - Salgueiro e Belém do São Francisco e Oeste - Orocó e Parnamirim.
Distância até a capital 531 km
Características geográficas
Área 1 658,075 km² [2]
População 32 927 hab. (PE: 59°) –  estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 19,86 hab./km²
Altitude 325 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,623 (PE: 39°) – médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 217 661 mil (PE: 52°) – IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 6 978 34 IBGE/2011[5]
Página oficial

Cabrobó é um município brasileiro do estado de Pernambuco, localizada no sertão do São Francisco. Está situado na RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento) polo Petrolina e Juazeiro. A Cidade é ponto de partida do eixo norte da Transposição do Rio São Francisco, e tem a agricultura (produtos como arroz e cebola) como principal fonte de renda.

História[editar | editar código-fonte]

A origem do município de Cabrobó vem de 1762, quando uma paróquia foi criada numa aldeia indígena existente na região, tendo como primeiro vigário o padre Gonçalo Coelho de Lemos.

O Distrito foi criado através de Alvará datado de 14 de novembro de 1786 e a Vila foi criada pela Lei Provincial nº 345, de 13 de maio de 1854. Através da Lei Estadual nº 597, de 07 de maio de 1903, Cabrobó foi elevada à categoria de cidade. A Lei Estadual nº 1931, de 11 de setembro de 1928, criou o Município, que foi instalado 01 de janeiro de 1929. Seu território pertencia ao antigo município de Boa Vista (hoje Santa Maria da Boa Vista). Segundo registros históricos, inicialmente viviam na região índios das tribos Truká e Pancararus. O nome Cabrobó é de origem indígena e significa "árvore ou mato de urubus". Vem de "caa" - árvore e "orobó" - urubu. O povoamento de Cabrobó teve início na metade do século XVIII, em torno de uma aldeia de índios. Administrativamente, o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados da Aldeia Indígena N. S. da Assunção, Ilha de Assunção, Mãe Rosa e Murici. Anualmente, no dia 11 de setembro, Cabrobó comemora a sua emancipação política. Município Laico.

É conhecida pelos seus moradores como "Cabrobó Terra da Cebola e do Arroz".

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se à latitude 08º30'51" sul e à longitude 39º18'36" oeste, a uma altitude de 325 metros.

Limites[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município encontra-se na bacia do rio São Francisco. Seu principal açude é a Barra do Chapéu, com 1 600 000 metros cúbicos.[6]

Distritos, bairros e povoados[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Aeroporto
  • Alto da Temperatura
  • Centro
  • Cohab
  • D. Francisco
  • Ipsep
  • Ltm. Alvorada
  • Sub Estação
  • Vila das Flores
  • Santa Rita
  • Divinópolis (Sem Teto)
  • ABC
  • Maria Luíza
  • Pedro Quirino
  • Pedrinhas
  • Beira Rio
  • Vila Nova
  • Vila do Ipa
  • Alto do Cancão

Povoados[editar | editar código-fonte]

  • Aldeia Indígena
  • Nossa Senhora da Conceição
  • Ilha da Assunção
  • Mãe Rosa
  • Murici

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se na unidade ambiental da depressão sertaneja, com relevo suave a ondulado.[6]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante é a caatinga hiperxerófila.[6]

Solo[editar | editar código-fonte]

Em relação aos solos, nos Patamares Compridos e Baixas Vertentes do relevo suave ondulado ocorrem os Planossolos, mal drenados, fertilidade natural m édia problemas de sais; Topos e Altas Vertentes, os solos Brunos não Cálcicos, rasos e fertilidade natural alta; Topos e Altas Vertentes do relevo ondulado ocorrem os Podzólicos,drenados e fertilidade natural média e as Elevações Residuais com os solos Litólicos, rasos, pedregosos e fertilidade natural média.[6]

Desertificação[editar | editar código-fonte]

O município de Cabrobó é um dos municípios com maior risco de desertificação do país. [7]

Geologia[editar | editar código-fonte]

O município de Cabrobó é constituída pelos litotipos dos complexos Gnáissico-migmatítico Sobradinho-Remanso e Riacho Seco, dos gnaisses Arapuá, Bangê e Bogó, do Complexo Saúde, dos Granitóidessin e póstectônicos.[6]

Clima[editar | editar código-fonte]

Maiores acumulados de chuva em 24 horas
registrados em Cabrobó por meses
Mês Acumulado Data Mês Acumulado Data
Janeiro 140 mm 30/01/1967 Julho 16,2 mm 07/07/2006
Fevereiro 65,4 mm 19/02/2012 Agosto 9,2 mm 01/08/1971
Março 186 mm 18/03/1967 Setembro 26 mm 20/09/1967
Abril 164 mm 14/04/2009 Outubro 83 mm 28/10/2010
Maio 87,2 mm 24/05/2007 Novembro 149,5 mm 28/11/2005
Junho 41,6 mm 07/06/1969 Dezembro 94 mm 27/12/1967
Fonte: Rede de dados do INMET. Período: 1961-2013.[8]

O clima do município é o semiárido quente, do tipo Bsh. Os verões são quentes e úmidos, é neste período em que praticamente quase toda chuva do ano cai. Os invernos são mais amenos e secos, com a diminuição de chuvas; as mínimas podem chegar a 15 °C.[6] A temperatura média anual de Cabrobó é de 26 °C,[9] sendo a média das mínimas de 21 °C[10] e das máximas 32 °C.[11]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, referentes ao período de 1961 até 2013, a menor temperatura registrada em Cabrobó foi de 12,8 ºC em 29 de agosto de 1981,[12] e a maior atingiu 39,5 ºC em 29 de outubro de 1963.[13] O maior acumulado de chuva registrado em 24 horas foi de 186 mm em 18 de março de 1967. Outros grandes acumulados foram 172,8 em 24 de março de 1981, 164 mm em 14 de abril de 2009, 149,5 mm 28 de novembro de 2005, 140 mm em 30 de janeiro de 1967, 135,4 mm 25 de março de 1995, 132 mm 1º de abril de 2008, 113,6 mm 15 de março de 2001, 110 mm em 8 de abril de 1967 e 106 mm em 22 de março de 1965.[8] Em janeiro de 2004 foi observado o maior volume de chuva em um mês, de 502,8 mm.[14]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Cabrobó Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 38,6 38,7 38,8 37,6 36,7 34,2 35,3 36,3 38,3 39,5 39,3 38,3 39,5
Temperatura máxima média (°C) 32,8 32 31,9 31 29,9 29,1 29,1 30,2 32 34 34,1 33,7 31,7
Temperatura média (°C) 27 26,5 26,4 25,6 24,8 24 23,7 24,5 26 27,9 28,4 27,7 26
Temperatura mínima média (°C) 22,4 22,2 22 21,7 20,8 19,8 19,1 19,4 20,7 22,1 22,8 22,7 21,3
Temperatura mínima registrada (°C) 13,2 16,2 17 16,4 16,4 15,4 13 12,8 16,5 14,3 13 18,8 12,8
Chuva (mm) 87,2 85,8 136,1 104,6 40,4 19,4 13,5 3,8 4,1 10,5 38,8 55,4 599,5
Dias com chuva (≥ 1 mm) 6 6 9 7 4 4 4 1 1 1 3 4 50
Umidade relativa (%) 57 61 67 67 67 66 65 59 53 48 49 54 59,4
Horas de sol 241,4 204,5 207,2 199,9 200,1 192,1 196,7 226,6 244,6 270,5 269,7 247,1 2 700,4
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (médias climatológicas de 1961 a 1990;[9] [11] [10] [15] [16] [17] [18] recordes de temperatura de 01/03/1961 a 31/12/2013).[12] [13]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o censo 2013 do IBGE, Cabrobó possui uma população de 32.596 habitantes, distribuídos numa área de 1.657,705 km², tendo assim, uma densidade demográfica de 18,62 hab/km². [19]

Política[editar | editar código-fonte]

O poder executivo do município é exercido por Antonio Auricélio de Menezes Torres, do partido PSB. [20]

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo dados sobre o produto interno bruto dos municípios, divulgado pelo IBGE referente ao ano de 2011, a soma das riquezas produzidos no município é de 217.661 milhões de reais (52° maior do estado). Sendo o setor de serviços o mais mais representativo na economia cabroboense, somando 137.245 milhões. Já os setores industrial e da agricultura representam 33.695 milhões e 32.473 milhões, respectivamente. O PIB per capita do município é de apenas 6.978,34 mil reais (44° maior do estado). [21]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com uma unidade de escola estadual com ensino integral, três públicas e uma privada. São elas (as públicas):

  • Escola Brígida de Alencar
  • Escola de Referência em Ensino Médio José Caldas Cavalcanti
  • Escola Ministro Marcos Freire
  • Escola Senador Paulo Guerra [22]

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com 16 estabelecimentos de saúde, sendo 15 deles públicos municipais e 1 privado. [23]

Transportes[editar | editar código-fonte]

O município é cortado pela BR-116, BR-428 e PE-483. A população conta com o Aeroporto de Petrolina, estando a 180 km de distância. [24]

Comunicação[editar | editar código-fonte]

O município recebe o sinal de TV do município de Petrolina.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Um dos principais atrativos que atrai muitos turistas ao município são suas cachoeiras e as águas verdes do rio São Francisco. Há eventos como a Festa da Cerveja e as Vaquejadas, e festejos de São João.[25]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  3. Estimativa Populacional 2014 Estimativa Populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (agosto de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 16 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 17 de dezembro de 2013.
  6. a b c d e f g h http://www.cprm.gov.br/rehi/atlas/pernambuco/relatorios/CABR031.pdf
  7. http://www.cpatc.embrapa.br/labgeo/srgsr3/artigos_pdf/038_t.pdf
  8. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Cabrobó Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014.
  9. a b Temperatura Média Compensada (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  10. a b Temperatura Mínima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  11. a b Temperatura Máxima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  12. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Cabrobó Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014.
  13. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Cabrobó Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014.
  14. BDMEP - Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - Cabrobó Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014.
  15. Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  16. Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  17. Insolação Total (horas) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  18. Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 6 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  19. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=260300&search=pernambuco%7Ccabrobo
  20. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=260300&search=pernambuco%7Ccabrobo
  21. http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=261260&idtema=125&search=pernambucosanta-maria-da-boa-vistaproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011
  22. http://www.educacao.pe.gov.br/portal/upload/galeria/4324/rel_escolas_gre_mediosaofrancisco.pdf
  23. http://www.uniregistro.com.br/cidades-do-brasil/pernambuco/cabrobo/
  24. http://www.ferias.tur.br/informacoes/5190/cabrobo-pe.html
  25. FeriasTur. Título não preenchido, favor adicionar. Visitado em 11 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.