Cachoeira de Paulo Afonso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cachoeira de Paulo Afonso
A cachoeira vista de cima.
Características
Altura 80 m
Localização
Rio Rio São Francisco
País  Brasil
Local Paulo Afonso

A cachoeira de Paulo Afonso é um famoso conjunto de quedas d'água localizado no Rio São Francisco, na altura do município baiano de Paulo Afonso. As quedas d'água da cachoeira, de até 80 metros de altura, alimentam uma série de usinas do Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso.

Nas artes[editar | editar código-fonte]

A cachoeira retratada por Frans Post.

Essa cachoeira foi retratada numa pintura a óleo sobre madeira pelo pintor de paisagens holandês Frans Post em 1649. O nome da obra é o mesmo da quedas d'água, Cachoeira de Paulo Afonso.

O poeta baiano Castro Alves publicou o poema A Cachoeira de Paulo Afonso, parte integrante da obra Os Escravos, em 1876.[1]

Ali o poeta traça um paralelo com a mitologia grega, para dar a dimensão grandiosa da queda d'água (excerto, em domínio público):[1]

A cachoeira! Paulo Afonso! O abismo!
A briga colossal dos elementos!
As garras do Centauro em paroxismo
Raspando os flancos dos parceis sangrentos.
Relutantes na dor do cataclismo
Os braços do gigante suarentos
Aguentando a ranger (espanto! assombro!)
O rio inteiro, que lhe cai no ombro!

Referências

  1. a b Castro Alves. Obras Completas de Castro Alves (Afrânio Peixoto org.)Vol. II - Introdução a Os Escravos'. [S.l.]: Cia Editora Nacional, 1944. pp. 217-219 pp.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.