Caio Sulpício Galo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Caio Sulpício Galo (em latim Gaius Sulpicius Gallus; morto circa 149 a.C.) foi um general romano, homem de Estado, político e astrônomo.[1] Sob Lúcio Emílio Paulo Macedônico, o seu amigo íntimo, ordenou à II Legião na campanha contra o rei Perseu da Macedônia, e ganhou uma grande reputação por ter predito um eclipse lunar durante a noite antes da batalha de Pidna (168 a.C.).[1]

Após a sua volta da Macedônia, foi eleito cônsul (166 a.C.),[1] obrigando no mesmo ano os Lígures à submissão. Em 164 a.C. foi enviado como embaixador à Grécia à Ásia, onde manteve uma reunião em Sardes, investigando a acusação contra Eumenes II de Pérgamo feita pelos representantes de várias cidades da Ásia Menor.

Caio era um homem estudioso, um erudito grego, e nos seus anos posteriores dedicou-se ao estudo da astronomia, na qual é citado como uma autoridade por Plínio o Velho. A cratera Sulpicius Gallus leva o seu epônimo.

Referências

  1. a b c cf. pág. 259 de Marcus Tullius Cicero et al. (2004), Bruto: de los oradores ilustres. ISBN ISBN 970-32-0884-3

Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.