Calínico I de Constantinopla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Calínico
Ícone de São Calínico
Veneração por Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 23 de agosto
Gloriole.svg Portal dos Santos

Calínico I de Constantinopla foi o patriarca de Constantinopla de 693 a 705,[1] durante um conturbado período conhecido como Anarquia de vinte anos. Inicialmente um presbítero da Igreja de Santa Maria de Blaquerna, foi elevado com a morte do patriarca Paulo III (687–693). Nesta época, o imperador Justiniano II (r. 685–695) comprometeu-se com a construção de um palácio próximo à igreja de Maria, o que demandava a demolição do edifício. O imperador ordenou que o patriarca lhe desse sua benção por desmantelá-la, porém Calínico recusou-se ao alegar que orava somente pela construção de igrejas, não pela destruição delas.[2]

Tempos depois destes eventos, Justiniano II foi vítima de um golpe no qual Calínico tomou parte. O imperador foi exilado para o Quérson, onde foi vítima rinocopia (corte do nariz). Em seu lugar assumiu Leôncio (r. 695–698). Em 705, quando Justiniano retornou triunfalmente para Constantinopla e reascendeu ao trono, Calínico foi preso, cegado e confinado a um mosteiro.[3] Ele é reconhecido como um santo pela Igreja Ortodoxa e sua festa é celebrada no dia 23 de agosto.[2]

Referências

  1. List of Patriarchs (em inglês) Ecumenical Patriarchate of Constantinople. Visitado em 14-08-2014.
  2. a b St Callinicus the Patriarch of Constantinople (em inglês) Orthodox Church in America. Visitado em 14-08-2014.
  3. Kiminas 2009, p. 44

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kiminas, Demetrius. The Ecumenical Patriarchate: A History of Its Metropolitans With Annotated. [S.l.]: Wildside Press LLC, 2009. ISBN 1434458768.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Calínico I de Constantinopla
(deposto)

(693 - 705)
Precedido por: Cruz ortodoxa.png
Lista dos patriarcas ecumênicos de Constantinopla
Sucedido por:
Paulo III 71.º Ciro


Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.