Calcu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Calcu, no folclore chileno e na mitologia mapuche, é um feiticeiro ou xamã, geralmente, mas não necessariamente, maléfico. Todavia, os bons xamãs são denominados machi, para diferenciá-los daqueles malignos. Ambos se originaram na tradição mapuche.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O calcu é um feiticeiro ou xamã que tem o poder de lidar com wekufe "espíritos ou criaturas malignas". O Nguruvilú é um tipo de wekufe. O calcu também tem como serviçais outras criaturas tais como o anchimallén ou o chonchón, o qual é a manifestação mágica dos calcus mais poderosos.

Entre os mapuches, o cargo de calcu é geralmente hereditário, embora possa ser assumido por um machi interessado em usar os poderes do mal para seu próprio lucro, ignorando as leis de admapu (as leis dos mapuches).

Referências[editar | editar código-fonte]

  • TRIVERO, Alberto. Trentrenfilú. Proyecto de Documentación Ñuke Mapu, 1999.
  • Mapuches
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.