Caliban (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Caliban
Caliban 2007 12 22 Riga Latvia.jpg
A banda se apresentando no Black Friday, 2007.
Informação geral
Origem Hattingen
País  Alemanha[1]
Gênero(s) Metalcore, deathcore[1]
Período em atividade 1997–atualmente
Gravadora(s) Lifeforce,[1] Roadrunner, Century Media
Afiliação(ões) Heaven Shall Burn, Suicide Silence, In Flames
Página oficial calibanmetal.com
Integrantes Andreas Dörner
Denis Schmidt
Marc Görtz
Marco Schaller
Patrick Grün

Caliban é uma banda de metalcore formada em 1997, em Hattingen na Alemanha.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Caliban foi formada em Hattingen, na Alemanha , em 1997, sob o nome de "Never Again". Após 6 meses tocando juntos, a banda consegue gravar suas primeiras duas faixas, que nunca vieram a ser divulgadas (por motivo desconhecido). As músicas foram mandadas para diversas gravadoras, todas recusavam, até uma gravadora chamada Lifeforce resolveu lhes dar uma chance de gravar e divulgar suas músicas. Em 1998 os mesmos finalmente conseguiram lançar seu primeiro EP auto-intitulado da banda, para promovê-lo começando a fazer diversos shows por toda Europa para divulgá-lo, tendo aberto shows para algumas bandas de nome como Morning Again, Earth Crisis, e Cro-Mags.

Depois de seu tour pela Europa, em 1999, a banda entra em estúdio para gravar mais um CD, agora melhor trabalhado, e levado bem mais a sério pela gravadora, o nome do CD é Small Boy and a Grey Heaven. O CD teve boas criticas pelos fãs, e pelas revistas especializadas, principalmente de hardcore. Caliban agora era descrito como uma mistura de Slayer, Poison the Well e Hatebreed.

Vent seu próximo álbum, saiu em abril de 2001. Lançado pelas gravadoras Imperium Records e Howling-Bull Records (No Japão). Pouco depois de lançar o seu terceiro álbum a banda foi convidada para tocar no Japão, em um festival de bandas chamado Beast-Feast que aconteceu no Yokohama Arena, assim dividindo o palco com bandas como Slayer, Pantera, Machine Head, Biohazard, e Morbid Angel. A tour no Japão foi seguida por uma turne nos EUA com a banda Bloodjinn, que foi interrompida em razão dos atentados de 11 de setembro. Logo depois, Caliban começa a gravar mais um CD.

Em Agosto de 2002, Caliban lança seu terceiro álbum oficial chamado Shadow Hearts, que é mais melódico, harmonico e bem produzido. Pouco tempo depois, em 2004 a banda fechou contrato para gravar com a gravadora Roadrunner Records e começar com seu trabalho seguinte que viria a se chamar The Opposite from Within onde trabalharam com o famoso produtor Anders Fridén vocalista da banda In Flames.

Em julho de 2005 , a banda lançou a segunda parte do seu split- CD com os seus amigos do [[Heaven Shall Burn, chamado The Split Programm II. A banda lançou seu quinto álbum chamado The Darkness Undying em fevereiro de 2006 e excursionou com All Shall Perish, Bleeding Through e I Killed The Prom Queen para a "Darkness over Europe" tour.

Em Fevereiro de 2006, a banda lança mais um CD, dessa vez chamado de The Undying Darkness. Onde eles trabalharam novamente com o produtor Anders Fridén e vocalista da banda In Flames. O CD continua a ser mais melódico, e harmonico, assim como o Shadow Hearts.

Em maio de 2007 a banda lança seu CD até então The Awakening. Desta vez com o produtor Benny Richter e o guitarrista do Killswitch Engage Adam Dutkiewicz foi lançado na Alemanha em 25 de maio. O álbum alcançou o numero 36º nas paradas alemãs. Esse CD possui guitarras melhor trabalhadas, e menos vocal limpo, e agora está sendo divulgado pelo mundo.

Em 2009, a banda excursionou com a banda alemã Kreator no "Chaos Over Europe Tour". Eles também assinou um contrato mundial com a Century Media. Eles lançaram seu novo álbum, Say Hello to the Tragedy, em 24 de agosto , 2009. Este álbum como The Awakening - chegou a 36 º lugar nas paradas da mídia alemã. Em outubro e novembro, eles excursionaram pela Europa sobre a "Beastfest European Tour 2009" com Suicide Silence, e os amigos alemãs da banda Maroon e os americanos do Emmure e After the Burial. 24 Years o primeiro single do novo trabalho foi disponibilizado em 17 de julho pelo Myspace oficial da banda. Foram lançados clipes para os singles 24 Years, Caliban's Revenge, No One is Safe e Walk like the Dead.

Antes de um novo trabalho de estúdio em maio de 2011 a banda lança Coverfield um EP com covers de Type O Negative, Rammstein, At the Gates e The Beatles.

I Am Nemesis oitavo albúm de estúdio da banda alemã que foi lançado em 3 de fevereiro de 2012. I Am Nemesis conta com partipações especiais de Marcus Bischoffdo Heaven Shall Burn e Mitch Lucker do Suicide Silence na cação "We Are The Many". Um clipe para o primeiro single Memorial postado no youtube oficial da banda e tem tudo para virar um clássico. Também foi disponibilizado para download pelo site da Century Media a faixa Dein R3.Ich. Segundo os próprios integrantes o novo trabalho é diferente, mas mantendo suas raízes sonoras. Em 4 Outubro 2013 foi lançada como o último single do álbum I Am Nemesis o vídeo "This Oath."

A banda lançou o seu nono álbum de estúdio,"Ghost Empire", que contará com alguma cações ao vivo como um matrial bônus. O lançamento de Ghost Empire foi no dia 24 Janeiro de 2014.[2] Em fevereiro de 2014, o álbum entrou em setimo no German Media Control Charts.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Caliban biography (em inglês). allmusic. Página visitada em 30 de abril de 2012.
  2. Novo album em 2014 (em Inglês). Caliban (04/10/2013). Página visitada em 04/10/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Caliban (banda)
Flag of Germany.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da Alemanha, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.