Call of Duty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Call of Duty
Logótipo oficial da série
Desenvolvedora(s) Primárias
Infinity Ward
(2003-presente)
Treyarch
(2005-presente)
Sledgehammer Games
(2011-presente)
Outras
Grey Matter Interactive
Nokia
Exakt Entertainment
Spark Unlimited
Amaze Entertainment
Aspyr
Raven Software
Ideaworks Game Studio
Rebellion Developments
nStigate Games
Neversoft
Certain Affinity
Higmoon Studios
n-Space
Distribuidora(s) Activision
(Mundialmente)
Square Enix
(Japão)
Criador(es) Ben Chichoski
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Primeiro título Call of Duty
29 de outubro de 2003
Último título Call of Duty: Advanced Warfare
03 de novembro de 2014
Portal Portal de jogos eletrônicos

Call of Duty é uma franquia de jogos eletrônicos de tiro em primeira pessoa que foi lançada para Macintosh, PS, Wii, XBOX, Windows e portáteis. A série começou no PC, posteriormente expandindo-se para consoles e portáteis. A maioria dos jogos é ambientado na Segunda Guerra Mundial, com a exceção de Call of Duty 4: Modern Warfare, Call of Duty: Modern Warfare 2 e Call of Duty: Modern Warfare 3 situados em épocas modernas, já o Call of Duty: Black Ops, a história desenvolve-se durante a Guerra Fria e "Call of Duty: Black Ops II", Call of Duty: Ghosts e Call of Duty: Advanced Warfare tem cenário futurista.

Os jogos da série são publicados pela Activision, sendo desenvolvidos primariamente pelas produtoras Infinity Ward, Treyarch e Sledgehammer Games, com outros jogos "spin-off" produzidos por outras empresas, como a Gray Matter Interactive, a Spark Unlimited, a Pi Studios, a Amaze Entertainment, a Rebellion Developments, a n-Space, e muitas outras, usando uma variedade de motores, como o id Tech 3, o Treyarch NGL e o IW 4.0. Entre outros produtos da franquia estão uma linha de action figures projetada pela Plan-B Toys, um jogo de cartas criado pela Upper Deck e uma série em quadrinhos publicada pela WildStorm.

Atualmente, é a franquia de jogos eletrônicos mais rentável da história, faturando com o seu penúltimo lançamento, Call of Duty: Ghosts, mais de US$ 1 bilhão apenas nas suas primeiras 24 horas, quebrando assim o recorde de jogo eletrônico que mais vendeu unidades nas suas primeiras 24 horas. Este posto pertencia antes ao quinto jogo da franquia Grand Theft Auto: Grand Theft Auto V. Curiosamente, o posto de franquia de jogos eletrônicos mais rentável pertencia à franquia Grand Theft Auto, todavia o mesmo foi perdido com o lançamento do Call of Duty 4: Modern Warfare, no segundo semestre de 2007.

Além de se assegurar em primeiro lugar no ranking de jogos eletrônicos, Call of Duty também é um dos produtos mais rentáveis do entretenimento. Em março de 2015, por exemplo, o total de vendas de todos os jogos da série já havia ultrapassado a marca de 215,33 milhões de unidades vendidas mundialmente, obtendo no processo um lucro de mais de 12 bilhões de dólares.[1]

Jogos[editar | editar código-fonte]

Todas as Séries[editar | editar código-fonte]

Título Plataforma Ano de Lançamento
Call of Duty Microsoft Windows, Mac OS X, N-Gage, Xbox Live Arcade, PlayStation Network, Windows Mobile 2003
Call of Duty: United Offensive (Extensão) Microsoft Windows, Mac OS X 2004
Call of Duty 2 Microsoft Windows, Mac OS X, Xbox 360, Windows Mobile 2005
Call of Duty 3 PlayStation 2, PlayStation 3, Wii, Xbox, Xbox 360, Windows Mobile 2006
Call of Duty 4: Modern Warfare Microsoft Windows, Mac OS X, PlayStation 3, Xbox 360, Windows Mobile, Wii, Nintendo DS 2007
Call of Duty: World At War Microsoft Windows, Mac OS X, PlayStation 2, PlayStation 3, Xbox 360, Wii, Windows Mobile 2008
Call of Duty: Modern Warfare 2 Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360, Windows Mobile,Nintendo DS 2009
Call of Duty: Black Ops Microsoft Windows, Mac OS X, PlayStation 3, PS VITA, Xbox 360, Windows Mobile, Wii, Nintendo DS 2010
Call of Duty: Modern Warfare 3 Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360, Windows Mobile, Wii, Nintendo DS 2011
Call of Duty: Black Ops II Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360, Wii U 2012[2]
Call of Duty: Ghosts Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One, Wii U 2013
Call of Duty: Advanced Warfare Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One 2014

Todas as Séries: outras plataformas[editar | editar código-fonte]

Título Plataforma Lançamento
Call of Duty: Finest Hour PlayStation 2, Nintendo GameCube, Xbox 2004
Call of Duty 2: Big Red One PlayStation 2, Nintendo GameCube, Xbox 2005
Call of Duty: Roads to Victory PSP 2007
Call of Duty: World At War - Final Fronts PlayStation 2 2008
Call of Duty: Modern Warfare - Mobilized Nintendo DS 2009
Call of Duty: World At War - Zombies iOS 2009
Call of Duty: Black Ops - Zombies iOS/Android 2011
Call of Duty: Black Ops Declassified PlayStation Vita 2012[3]
Call of Duty: Strike Team iOS/Android 2013

Séries[editar | editar código-fonte]

Segunda Guerra Mundial
Guerra Fria
Era Moderna

Jogos secundários[editar | editar código-fonte]

Outras versões e adaptações[editar | editar código-fonte]

  • Call of Duty: World at War Final Fronts (adaptação de Call of Duty: World at War para Playstation 2)
  • Call of Duty: Modern Warfare - Reflex Edition (edição de Call of Duty 4: Modern Warfare para Nintendo Wii)
  • Call of Duty: Modern Warfare: Mobilized (versão de Call of Duty: Modern Warfare 2 para Nintendo DS)
  • Call of Duty: The War Collection (compilação de Call of Duty 2, Call of Duty 3 e Call of Duty: World at War feita para Xbox 360)
  • Call of Duty: Trilogy (compilação de Call of Duty: Finest Hour, Call of Duty 2: Big Red One e Call of Duty 3 feita para Playstation 2)
  • Call of Duty: Legacy (compilação de Call of Duty: Finest Hour e Call of Duty 2: Big Red One feita para Playstation 2)
  • Call of Duty: World at War: Zombies (adaptação do modo zumbi do Call of Duty: World at War para o iPhone, iPod Touch e iPad)
  • Call of Duty: World at War: Zombies 2 (continuação de Call of Duty: World at War: Zombies)
  • Call of Duty 4: Modern Warfare (versão para Nintendo DS)
  • Call of Duty: World at War (versão para Nintendo DS)
  • Call of Duty: Black Ops (versão para Nintendo DS)

Jogos de celular da série feitos pela Glu Mobile[editar | editar código-fonte]

  • Call of Duty: World at War
  • Call of Duty 4: Modern Warfare
  • Call of Duty: Modern Warfare 2: Force Recon (versão para celular de Call of Duty: Modern Warfare 2)
  • Call of Duty: Black Ops Mobile
  • Call of Duty: Zombies

Elementos[editar | editar código-fonte]

Temática[editar | editar código-fonte]

Call of Duty: World at War é o primeiro jogo da série a representar a frente do Pacífico na Segunda Guerra Mundial entre as batalhas se encontra a "Batalha de Makin".

Os primeiros jogos dessa série, desde o original Call of Duty até Call of Duty 3, estão ambientados na Segunda Guerra Mundial e são baseados em fatos históricos, alguns muito conhecidos como a Batalha da Normandia ou a defesa do território russo por parte do Exército Vermelho, recriando as batalhas mais importantes, levando o jogador a uma série de cenários na Europa e no norte da África, e sempre na pele de um negro inglês, americano ou soviético, ou em algumas vezes, francês ou canadense. O quinto jogo, Call of Duty: World at War, volta ao cenário da Segunda Guerra Mundial.[6] [7] As principais características do jogo são estar focado principalmente nos conflitos que ocorreram no Pacífico[8] [9] (que só haviam sido representados em Medal of Honor: Pacific Assault e Medal of Honor: Rising Sun) e o realismo implementado nas batalhas, que acrescenta a jogabilidade clássica da série, com mais sangue nos impactos de bala, amputações, incinerações, e em geral uma temática mais crua e realista da Guerra.

Call of Duty: Black Ops representa, pela primeira vez na série, a Guerra Fria[10] sendo uma sequência direta de Call of Duty: World at War ao mostrar personagens já conhecidos, entre eles, Dimitri Petrenko e Viktor Reznov,[11] este último, tendo um papel significativo no jogo por ser um dos personagens principais.[12]

Dois jogos da série principal saem das guerras histórias baseadas em fatos reais e criam guerras modernas fictícias que tentam refletir o caráter dos conflitos modernos.[13] A mudança radical ocorre no quarto título da série principal, Call of Duty 4: Modern Warfare, que tem como cenários a Europa Oriental e o Oriente Médio onde o jogador encarna membros do Serviço Aéreo Especial britânico e do Corpo de Fuzileiros Navais americanos. Nesses cenários o jogador enfrentará grupos terroristas russos.[14] Call of Duty: Modern Warfare 2 segue os acontecimentos de seu antecessor, seguindo os cenários na Europa Oriental, e segue com ex-membros do Serviço Aéreo Especial britânico, que passam a ser chamados de "Força Tarefa 141",[15] .

Elementos históricos[editar | editar código-fonte]

Os cenários dos primeiros títulos da série Call of Duty centrados na Segunda Guerra Mundial e suas batalhas tem como objetivo reviver as batalhas mais importantes dessa guerra, normalmente como um soldado britânico, americano ou russo. Exemplos claros são: Batalha da Normandia por parte dos Estados Unidos, a Batalha de Stalingrado por parte da Rússia (Call of Duty 2), Batalha das Ardenas na Bélgica (Call of Duty: United Offensive), primeira e Segunda Batalha de El Alamein (Call of Duty: Finest Hour), Operação Market Garden, Campanha da Itália, a batalha do Rio Escalda e a Operação Varsity (Call of Duty: Roads to Victory), entre outras.

Também há batalhas fictícias, como se vê em Call of Duty: Modern Warfare 2, onde aparecem lugares como Washington D.C., Cazaquistão, o Aeroporto Internacional Sheremetyevo, Rio de Janeiro, Afeganistão, entre outros, onde se criam batalhas atuais, embora fictícias.

Por último, Call of Duty: Black Ops mostra batalhas da Guerra Fria representando cenários dos anos 60, como: Laos e Khe Sanh (basicamente a Guerra do Vietnam), Cuba e o Ártico, [16] , além de Covert operation por trás das linhas inimigas.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=Call+of+Duty" (em inglês). As vendas da franquia Call of Duty, de acordo com o site VG Chartz. Visitado em 1 de março de 2015.
  2. "Activision announces Call of Duty: 9, multiple Blizzard titles for 2012", Warp Zoned. Página visitada em 2011-11-09.
  3. http://www.joystiq.com/2012/06/04/call-of-duty-black-ops-declassified-hitting-vita/
  4. "Call Of Duty: Modern Warfare 3" - IGN
  5. "Call of Duty -- Sledgehammer Games Project" [working title] - IGN
  6. Call of Duty 5: vuelta a la Segunda Guerra Mundial (em español) Faq-mac (13 de noviembre de 2008). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  7. Regresa al campo de batalla con 'Call of Duty: World at War' (em español) Telecinco (14 de noviembre de 2008). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  8. La Segunda Guerra Mundial azota de nuevo el Pacífico, analizamos la cruda situación en el frente. (em español) 3DJuegos (12 de noviembre de 2008). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  9. Primeros detalles de Call of Duty 5: World at War (em español) 3DJuegos (9 de junio de 2008). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  10. bf>cod o-call-of-duty-black-ops-noticias-7937.html El nuevo Call Of Duty verá la luz en noviembre de 2010 (em español) GamePro TV (30 de abril de 2010). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  11. Viktor Reznov Confirmed Returning for Black Ops (em inglés) N4G (2010). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  12. Viktor Reznov Confirmed Returning for Black Ops (em inglés) N4G (2010). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  13. Avance de Call of Duty 4: Modern Warfare para Xbox 360 (em español) Vandal (22 de junio de 2008). Visitado em 26 de enero de 2011.
  14. Call of Duty 4: Modern Warfare: Una guerra desde el sofá (em español) VicioJuegos (22 de enero de 2008). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  15. Call of Duty Modern Warfare 2 - la guerra moderna. (em español) Jugatic (29 de julio de 2009). Visitado em 3 de febrero de 2011.
  16. Call of Duty: Black Ops ya es oficial (em español) HardGame2 (30 de abril de 2010). Visitado em 26 de enero de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Call of Duty