Caloi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Caloi é uma fabrica de bicicletas brasileira, com sede em São Paulo. Fundada em 1948 pela família Caloi (os filhos de Luigi Caloi, entre eles, Guido Caloi, Henrique e José Pedro).

A família Caloi já possuía as empresas Casa Poletti & Caloi (oficina para locação, conserto e manutenção de bicicletas) e a Bianchi do Brasil (representação comercial de bicicletas italianas). Com o advento da Segunda Guerra Mundial, houve a interrupção da importação de peças e assim, a família passou a fabricar peças de reposição e mesmo após o restabelecimento das importações, em 1948 fundaram a primeira fábrica de bicicletas do Brasil[1] [2] .

Em 1960, a fábrica alcançou grande popularidade fabricando as bicicletas dobráveis. Em 1972, foi lançada a Caloi 10, que se tornou uma marca cultural no Brasil e consolidou o nome Caloi como fabricante de bicicletas. As operações internacionais tiveram início em 1990, com uma subsidiária nos Estados Unidos em Jacksonville, Florida. A empresa foi dirigida pela família Caloi até o ano de 1999, quando a empresa vendeu o controle acionária para Edson Vaz Musa. Em Agosto de 2013 a empresa canadense Dorel comprou 70% das ações da empresa.

Histórico[editar | editar código-fonte]

  • 1898 - Desembarca em terras brasileiras Luigi Caloi, um italiano cujo sonho era fazer bicicleta de qualidade e tecnologia.
  • 1898 - Juntamente com seu cunhado (Agenor Poletti) fundam no mesmo ano a Casa Poletti & Caloi situada na rua Barão de Itapetininga, centro de São Paulo.
  • 1924 - Falece Luigi Caloi. Os filhos Guido, Henrique e José Pedro se associam e alteram o nome da empresa para Casa Irmãos Caloi.
  • 1928 - Desassociação dos Irmãos Caloi. Guido dá sequência ao negócio e Henrique e José Pedro dedicam-se a abrir uma firma de acessórios para bicicletas.
  • 1945 - Com as dificuldades de importação por causa da Segunda Guerra Mundial, a Casa Luiz Caloi passou a produzir as suas próprias peças em um barracão no bairro do Brooklin.
  • 1948 - Mesmo com a volta da importação com o término da Guerra. Guido mantém sua fabricação e dá-se início a constituição da Indústria e Comércio de Bicicletas Caloi S.A.
  • 1955 - Ano em que o Guido Caloi falece, dando lugar à 3ª geração da família na direção da indústria, Bruno António Caloi.
  • 1960 - Período de importantes lançamentos de produtos como a linha Fiorentina e os modelos dobráveis e as Berlinetas.
  • 1970/80/90 - Consolidação e expansão da marca no mercado brasileiro e internacional.
  • 1990 - Caloi inaugura uma subsidiária nos Estados Unidos (Caloi, Inc). Localizada em Jacksonville, na Flórida, a Caloi começa a comercializar bicicletas no mercado norte-americano.
  • 1997 - A Caloi expande seus negócios, entrando no segmento de Home Fitness. Lança uma linha de equipamentos de ginástica com esteiras e bicicletas ergométricas.
  • 1999 - Início de um novo conceito mercadológico. A Caloi hoje não é só bicicletas, é também Fitness.
  • 2004 - A Caloi inaugura sua nova sede na cidade de São Paulo.
  • 2006 - A fábrica da Caloi na região do Jardim São Luis, na Avenida Guido Caloi encerra as suas atividades e transfere para Atibaia.
  • 2013 - O grupo canadense Dorel Industries compra 70% da Caloi[3] .

Ícones da Caloi[editar | editar código-fonte]

Caloi Barra Forte[editar | editar código-fonte]

Bicicleta sem marchas, atualmente cópia perfeita da Barra Circular da rival Monark.

Caloi Berlineta[editar | editar código-fonte]

1967 - Lançamento da Berlineta. A Caloi inaugura o primeiro modelo de bicicleta dobrável do Brasil. Sua principal concorrente era a Monark Monareta.

Caloi 10[editar | editar código-fonte]

1972 - Caloi 10, uma bicicleta esportiva com o guidão rebaixado utilizado para competições, exercício e treinamento, foi a primeira bicicleta de 10 marchas do país.

Caloi Ceci[editar | editar código-fonte]

1978 - Surge a Caloi Ceci, bicileta com cano do conduíte rebaixado para facilitar a atividade para mulheres.

Caloicross[editar | editar código-fonte]

1980 - Primeira bike projetada para prática do bicicross corrida em pista de terra similar ao motocross, alguns de seus modelos, as Extra ligth, foram as primeiras equipadas com componentes de alumínio anodizado do país. Desenvolvida para prática esportivas como cross e o free-style prática de manobras de solo e saltos.

Caloi Mountain Bike[editar | editar código-fonte]

1989 - Primeiro modelo de bicicleta todo terreno comercializada pela Caloi possuia um quadro de aço com desenho similar aos da americana GT e possuía três triângulos ao invés dos tradicionais dois e era equipada com câmbio de 15 marchas.

Caloi Aluminum[editar | editar código-fonte]

1990 - Caloi lança seu modelo de ponta e de alta tecnologia para o mercado brasileiro da época: Quadro de aluminio produzido pela Alcoa, com garfos também de aluminio fornecido pela francesa Vitus e o "inédito" câmbio de 21 velocidades. No período do lançamento deste modelo, o quadro da Aluminum apresentou algumas caracteristicas que somente seria utilizados pelas outras marcas, inclusive importadas, muitos anos depois, como tubos oversize e quadro com slopping no tubo superior. A partir do quadro padrão de aluminio, a Caloi ofereceu diversos "modelos" equipados com diferentes câmbios para atender desde o ciclista iniciante no mountain biking até atletas profissionais.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.