Cambará (árvore)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCambará
Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera no Museu Botânico Doutor João Barbosa Rodrigues, no Jardim Botânico de São Paulo, em São Paulo, no Brasil

Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera no Museu Botânico Doutor João Barbosa Rodrigues, no Jardim Botânico de São Paulo, em São Paulo, no Brasil
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Asterales
Família: Asteraceae
Género: Gochnatia
Espécie: G. polymorpha
Nome binomial
Gochnatia polymorpha
(Less.) Cabrera
Sinónimos
Moquinia polymorpha Less.

O cambará (Gochnatia polymorpha Less., anteriormente Moquinia polymorpha Less.), também chamado candeia, é uma espécie arbórea pertencente à família botânica Asteraceae [1] . Vive em terrenos abertos, com distribuição esparsa. Suas flores são agregadas em pequenos capítulos. Sua madeira, por resistir bem à água,nos tempos atuais é muito utilizada na confecção de telhados e coberturas de casas e predios. Costuma também ser utilizada na confecção de rodas d'água[2] .Também é nome conhecido, em alumas regiões do norte pioneiro paranaense,de um crustáceo raro de água doce, com hábitos noturnos de caça e reprodução, de nome científico Cambaræ Samusæ. Este crustáceo é muito apreciado pelas famílias nativas do Norte Velho paranaense e vem sendo estudado por biólogos marinhos pela sua importância no bioma das margens dos rios e lagoas por sua grande capacidade filtradora. Seus dejetos são utilizados na agricultura como potente fertilizante por ser produto de sua filtração com grande capacidade de retenção de nitrogênio. Alguns de seus exemplares, ao serem pescados,liberam um líquido que é vendido nas feiras populares como afrodisíaco. também é apreciado nas famosas "garrafadas", que nada mais são do que a conserva do cambará em garrafas com cachaça ou vodka, sendo essa bebida chamada pelos habitantes da região de Cambarinha (quando feita com cachaça) e Cambarosca (quando de vodka).

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Cambará" originou-se do tupi kama'rá[3] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sancho, G., Roque, N. 2010. Gochnatia in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB005325).
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.325
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. pp.325,324
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cambará (árvore)